“Alô, Michel, fudeu, viu? por Bemvindo Siqueira

Áudio em que Temer autoriza a compra do silencio de Cunha é divulgado.

“Tem que manter isso, viu?”, diz Temer a Joesley (escute aqui a íntegra da gravação).

Temer necessita do silêncio de Eduardo Cunha para evitar a delação do antigo aliado e, assim, se manter no Palácio do Planalto.

Com a voz de Temer exposta ao público, todos os aliados devem abandoná-lo. Presidente do PPS já abandonou o barco. PSDB deve desembarcar em peso em breve.nesta noite.

Os áudios que levaram ao afastamento de Aécios; transcrição detalha pagamento de R$ 2 milhões

Veja abaixo a conversa em que o senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG), ainda presidente nacional do partido, foi gravado pedindo R$ 2 milhões ao dono da JBS, Joesley Batista. Um uma das conversas de áudio, que durou cerca de 30 minutos, o tucano justifica de que precisava pagar despesas com sua defesa na Operação Lava Jato.

O encontro entre Aécio Neves e Joesley Batista aconteceu no dia 24 de março, no Hotel Unique, em São Paulo. Na ocasião, Aécio citou o nome de Alberto Toron, como o criminalista que o defenderia. O dono da JBS, no entanto, não teria se surpreendido devido a irmã de Aécio, Andréa Neves, já ter feito menção ao advogado. O senador usa muitos termos chulo durante o diálogo.

Veja as transcrições:

Primeira parte:

 

JOESLEY – Deixa eu te falar dois assuntos aqui, rapidinho. É…a tua irmã teve lá.

AÉCIO – Obrigado por ter recebido ela lá

JOESLEY – Tá…ela me falou de fazer dois milhões, pra tratar de advogado …primeira coisa, num dá pra ser isso mais. Tem que ser….

AÉCIO – É?

JOESLEY – Tem que ser. Eu acho pelo que a gente tá vendo tudo, pra mim e pra você… vai ser, a primeira coisa

AÉCIO – Por que os dois que eu tava pensando era trabalhar (no processo)

JOESLEY – Eu sei, aí é que tá

AÉCIO – ….. assim ó …. toma não tem, pronto. Primeira coisa. Eu consigo (…) que é pouco, mas é das minhas é das minhas lojinhas, que eu tenho, que caiu a venda pa caralho

AÉCIO – [Risos] JOESLEY – É rapaz, isso aqui era setecentos, oitocentos.

AÉCIO – Como é que a gente combina?

JOESLEY – Tem que ver, você vai lá em casa ou ….

AÉCIO – O FRED

JOESLEY – Se for o FRED eu ponho um menino meu pra ir. Se for você sou eu. [risos] Só pra…

AÉCIO – Pode ser desse jeito…risos

JOESLEY – Entendeu. Tem que ser entre dois, não dá pra ser…

AÉCIO – Tem que ser um que a gente mata eles antes dele fazer delação [risos]

JOESLEY – [Risos] Eu e você. Pronto… ou FRED e um cara desses…pronto

AÉCIO – Vamos combinar o FRED com um cara desse. Porque ele sai lá e vai no cara. Isso vai me dar uma ajuda do caralho. Não tenho dinheiro pra pagar nada. (…). Sabe porque eu tenho que segurar esse advogado. (…) Por que não tem mais, não tem ninguém que ajuda

JOESLEY – E do jeito que tá…

AÉCIO – Antes de ter mandado a ANDREA lá eu passei dez noites sem dormir direito. Falei não vou não porque o cara já me ajudou pra caralho. Mas não tem jeito, eu vou entrar numa merda dessa sem advogado?

JOESLEY – Você tá certo.

AÉCIO – Faz como?

JOESLEY – Pronto. O menino entre em contato com o FRED.

AÉCIO – O menino liga pro FRED. O FRED já sai de lá e já deixa na casa do cara e acabou.

JOESLEY – Pronto. Quinhentos por semana pá pá pá. Eu acho que eu consigo. A partir da semana que vem.

AÉCIO – Primeiro liga pro FRED

JOESLEY – Pronto, eles se acertam

O documento conlcui: “Como se vê da transcrição, Joesley e o Senador Aécio Neves, numa reunião intermediada pela irmã do parlamentar, Andrea, que já havia sido a portadora da solicitação da vantagem indevida feita por seu irmão, acertam o pagamento de 2 milhões de reais, em quatro parcelas semanais, a serem recebidos por um intermediário, no caso, seu primo Frederico Medeiros (FRED)”.

 

Segunda parte:

Aécio – Esses vazamentos, essa porra toda, é uma ilegalidade.

Joesley – Não vai parar com essa merda?

Aécio – Cara, nós tamos vendo (…) Primeiro temos dois caras frágeis pra caralho nessa história é o Eunício [Oliveira, presidente do Senado] e o Rodrigo [Maia, presidente da Câmara], o Rodrigo especialmente também, tinha que dar uma apertada nele que nós tamos vendo o texto (…) na terça-feira.

Joesley – Texto do quê?

Aécio – Não… São duas coisas, primeiro cortar o pra trás (…) de quem doa e de quem recebeu.

Joesley – E de quem recebeu.

Aécio – Tudo. Acabar com tudo esses crimes de falsidade ideológica, papapá, que é que na, na, na mão [dupla], texto pronto nãnã. O Eunício afirmando que tá com colhão pra votar, nós tamo (sic). Porque o negócio agora não dá para ser mais na surdina, tem que ser o seguinte: todo mundo assinar, o PSDB vai assinar, o PT vai assinar, o PMDB vai assinar, tá montada. A ideia é votar na… Porque o Rodrigo devolveu aquela tal das Dez Medidas, a gente vai votar naquelas dez… Naquela merda das Dez Medidas toda essa porra. O que eu tô sentindo? Trabalhando nisso igual um louco.

Joesley – Lógico.

Aécio – O Rodrigo enquanto não chega nele essa merda direto, né?

Joesley – Todo mundo fica com essa. Não…

Aécio – E, meio de lado, não, meio de leve, meio de raspão, né, não vou morrer. O cara, cê tinha que mandar um, um, cê tem ajudado esses caras pra caralho, tinha que mandar um recado pro Rodrigo, alguém seu, tem que votar essa merda de qualquer maneira, assustar um pouco, eu tô assustando ele, entendeu? Se falar coisa sua aí… forte. Não que isso? Resolvido isso tem que entrar no abuso de autoridade… O que esse Congresso tem que fazer. Agora tá uma zona por quê? O Eunício não é o Renan.

Joesley – Já andaram batendo no Eunício aí, né? Já andaram batendo nas coisas do Eunício, negócio da empresa dele, não sei o quê.

Aécio – Ontem até… Eu voltei com o Michel ontem, só eu e o Michel, pra saber também se o cara vai bancar, entendeu? Diz que banca, porque tem que sancionar essa merda, imagina bota cara.

Joesley – E aí ele chega lá e amarela.

Aécio – Aí o povo vai pra rua e ele amarela. Apesar que a turma no torno dele, o Moreira [Franco], esse povo, o próprio [Eliseu] Padilha não vai deixar escapulir. Então chegando finalmente a porra do texto, tá na mão do Eunício.

(…)

Joesley – Esse é bom?

Aécio – Tá na cadeira (…). O ministro é um bosta de um caralho, que não dá um alô, peba, está passando mal de saúde pede pra sair. Michel tá doido. Veio só eu e ele ontem de São Paulo, mandou um cara lá no Osmar Serraglio, porque ele errou de novo de nomear essa porra desse (…). Porque aí mexia na PF. O que que vai acontecer agora? Vai vim um inquérito de uma porrada de gente, caralho, eles são tão bunda mole que eles não (têm) o cara que vai distribuir os inquéritos para o delegado. Você tem lá cem, sei lá, 2.000 delegados da Polícia Federal. Você tem que escolher dez caras, né?, do Moreira, que interessa a ele vai pro João.

Joesley – Pro João.

Aécio – É. O Aécio vai pro Zé (…)

[Vozes intercaladas]

Aécio – Tem que tirar esse cara.

Joesley – É, pô. Esse cara já era. Tá doido.

Aécio – E o motivo igual a esse?

Joesley – Claro. Criou o clima.

Aécio – É ele próprio já estava até preparado para sair.

Joesley – Claro. Criou o clima.

Ribeirão Pires recebe verbas para recapeamento e pavimentação asfáltica na Vila Belmiro.

O Ministério das Cidades liberou no último dia 08/05, R$ 246.550,00, para Ribeirão Pires fazer recapeamento e asfaltamento em vias da Vila Belmiro. Com essa nova liberação, para o convênio, somam-se R$ 493.100,00 de um total de R$ 602.443,51.

Aécio, presidente nacional do PSDB não é mais senador. Sua prisão pode acontecer ainda hoje.

O Aécio Neves (PSDB-MG), foi afastado do mandato nesta madrugada e pode ser preso ainda nesta quinta-feira (18).

Isso porque o procurador-geral da República, Rodrigo Janot pediu a prisão de Aécio ao relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin.

O ministro decidiu afastar Aécio do mandato e levará o pedido de prisão ao plenário da corte, numa sessão que ocorrer ainda nesta quinta-feira.

Na ação controlada da Polícia Federal, ele foi flagrado pedindo propina de R$ 2 milhões à JBS, prometendo, em troca, uma diretoria da Vale.

O dinheiro foi entregue à família do senador Zezé Perrela, dona do Helicoca, um helicóptero apreendido com 500 quilos de cocaína, caso que agora poderá ser esclarecido.

PF cumpre mandados nos gabinetes de Aécio, Zezé Perrela e Rocha Loures.

Agentes da Polícia Federal estão, desde as 6h15, cumprindo mandados de busca e apreensão nos gabinetes do ex-senadores Aécio Neves (PSDB-MG), do senador Zezé Perrela (PMDB-MG) e do deputado Rocha Loures (PMDB-PR); os agentes chegaram em seis carros e o acesso ao Anexo 1 do Congresso Nacional está restrito.

Abaixo a reportagem da Agência Brasil – Karine Melo

Agentes da Polícia Federal estão, desde as 6h15, cumprindo mandados de busca e apreensão nos gabinetes dos senadores Aécio Neves (PSDB-MG), Zezé Perrela (PMDB-MG) e do deputado Rocha Loures (PMDB-PR). Os agentes chegaram em seis carros e, neste momento, o acesso ao Anexo 1 do Congresso Nacional está restrito.

No início da noite de ontem (17), o jornal O Globo publicou reportagem, segundo a qual, em uma gravação de delação, o dono do grupo JBS, Joesley Batista, diz que o presidente do PSDB, senador Aécio Neves (MG), teria pedido R$ 2 milhões ao empresário.

O dinheiro teria sido entregue a um primo de Aécio. A reportagem diz ainda que a entrega foi registrada em vídeo pela Polícia Federal. A PF rastreou o caminho do dinheiro e descobriu que o montante foi depositado numa empresa do senador Zezé Perrella.

Segundo o jornal, ainda não há confirmação de que a delação do empresário tenha sido homologada pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Foto antiga de Temer vestido de Ali Babá.

Recentemente surgiu na Internet uma suposta foto antiga de Michel Temer fantasiado para a “peruada” da USP, festa famosa da universidade.

Com um governo enlameado, com seu ministério e aliados atolos em denúncias de corrupção, chantagens, negociatas e muita picaretagem não é exagero a comparação com as mil e uma noites onde se retrata Ali Babá e os 40 ladrões.

Ciberataque pode ser prenúncio de uma grande guerra virtual.

Ainda no ano de 2013, ainda quando escrevíamos no blog Oeste Global para leitores do Oeste baiano,  postamos matéria intitulada “Prepare-se, a Guerra Virtual” chegou” (ver aqui).

Passados quase quatro anos, um novo ataque aconteceu, e desta vez com proporções muito maiores e que atingiram, segundo especialista do setor de segurança da informática, mais 200 mil computadores em pelo menos 150 países.

O vírus denominado “WannaCry” é baseado no “EternalBlue”, foi “desenvolvido pela Agência Nacional de Segurança (NSA) norte-americana para atacar computadores” que utilizem o sistema operacional Microsoft Windows aproveitando as falhas de segurança.

No centro dos debates, encontram-se grandes potências econômicas e também no universo das comunicações: Rússia, China e Estados Unidos.

Sugundo disse o presidente Russo, Vladimir Putin enquanto participava de evento na China, “Acredito que a direção da Microsoft já indicou a CIA como a fonte primária do vírus. A Rússia não tem nada a ver com isso”, disse Putin”.

Segundo ele, as instituições públicas russas “não sofreram danos importantes, nem os bancos, nem o sistema de saúde, nem outros, mas, em geral, não há nada de bom nisto e é preocupante”. Leia mais clicando aqui.

Já líderes chineses afirmam que o vírus não está controlado e que “foi descoberta nova mutação do vírus responsável por ciberataque mundial”, leia aqui.

“A Agência do Ciberespaço, o Departamento de Segurança Pública e a Comissão Municipal de Economia e Tecnologia da Informação de Pequim afirmam que a nova versão do vírus, o WannaCry 2.0, driblou as medidas de segurança implantadas após o primeiro ataque… o aplicativo “desenvolvido pela Agência Nacional de Segurança (NSA) norte-americana para atacar computadores” que utilizem o sistema operacional Microsoft Windows aproveitando as falhas de segurança… O diretor do Instituto de Estratégia no Ciberespaço chinês, Qin An, apontou que as “armas virtuais desenvolvidas pelos Estados Unidos recordam ao mundo o grande prejuízo que a hegemonia norte-americana nas redes pode causar”.

Bisbilhotagem, Spy, roubo de senhas de cartões de crédito, postagem de imagens sem autorização, spam, worn, malware, hackerativismo, apenas palavra e rotinas que adentraram ao nosso cotidiano. Apenas novos métodos de se atacar sem derramamento de sangue ou agressão física. A Internet é uma tecnologia em constante evolução e possui um enorme potencial e vulnerabilidades onde os problemas de cibersegurança têm também impacto nas questões de liberdade na Internet, na arquitetura das redes e no potencial econômico do ciberespaço. Estamos no início de uma nova e perigosa era da ciberguerra,  e não sejamos ingênuos quanto a isso! Vírus também exercem função de espionagem e governos cibernéticamente tem se utilizado de técnicas uns contra os outros. Afirmar que esse último ataque é fruto de meros piratas virtuais e “moleques traquinas” e marginais em busca de bitcoins (moeda virtual) é ledo engano. Vivemos em meio ao início de uma grande guerra, onde dados e informações diversas encontram-se armazenadas em computadores, celulares e servidores, bastando um código malicioso e um clique para que governos, órgãos públicos, grandes empresas, hospitais e mercado financeiro entrarem em colapso causando imenso estrago econômico e social em proporções jamais imaginadas. Luís Carlos Nunes.

Dedé da Folha é condenado pelo TRE e fica inelegível por 8 anos.

O ex-vice-prefeito Edinaldo de Menezes, popularmente conhecido como Dedé da Folha, foi condenado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SP) em processo julgado nesta terça-feira (09).

Dedé foi acusado de se utilizar durante as eleições municipais de outubro de 2016, – quando era candidato a prefeito -, de ter feito uso indevido e vedado em benefício próprio do jornal “Folha de Ribeirão Pires”, empresa a qual segundo a acusação formulada pelo então candidato e hoje prefeito eleito Kiko Teixeira, aponta que a empresa jornalística em questão foi fundada pelo pai do acusado e que nos quadros societários há grau de parentesco em primeiro grau.

A ação judicial que teve como relator o juiz Luiz Guilherme da Costa Wagner Júnior, foi a plenário e teve votação unanime (6×0) entre os magistrados daquele Tribunal.

Com a decisão, Dedé da Folha fica enquadrado na Lei da Ficha Limpa ficando inelegível pelo período de 8 anos. Da decisão cabe recurso. O número do processo é 0000495-89.2016.6.26.0183

PRE-SP pede a cassação de Kiko e Gabriel Roncon.

A Procuradoria Regional Eleitoral de São Paulo (PRE-SP), solicitou no final da tarde desta segunda-feira (08), a cassação dos diplomas do prefeito eleito de Ribeirão Pires e seu vice, Kiko Teixeira (PSB) e Gabriel Roncon (PTB) respectivamente.

O processo protocolado e registrado no TRE-SP em 19/12/2016 pelo segundo colocado nas eleições, Edinaldo de Menezes, alega através de sua assessoria jurídica que Kiko encontrava-se em condição de inelegível para o pleito eleitoral.

Agora, após a manifestação da PRE – que pede a cassação do diploma -, cabe ao relator do processo nº 0000845-77.2016.6.26.0183, o juiz Luiz Guilherme da Costa Wagner Júnior, decidir se acolhe ou não a denúncia que será apresentada ao Pleno do TRE-SP, composto por desembargadores.

TSE cassa governador do Amazonas e determina nova eleição para o cargo.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) confirmou, na sessão desta quinta-feira (4), a cassação do mandato do governador reeleito do Amazonas, José Melo, e de seu vice, José Henrique de Oliveira, por compra de votos nas eleições de 2014. Por maioria de votos (5 a 2), os ministros entenderam que José Melo tinha, pelo menos, conhecimento da compra de votos realizada por Nair Queiroz Blair dentro do próprio comitê de campanha do candidato, no dia 24 de outubro de 2014. A empresa de Nair era contratada pelo governo estadual por R$ 1 milhão. Os ministros mantiveram também a multa solidária de R$ 53 mil, aplicada contra o governador e seu vice. O TSE determinou a comunicação imediata ao Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) para que faça novas eleições diretas para os cargos.

Em 26 de janeiro de 2016, o TRE amazonense cassou os mandatos de José Melo e de José Henrique por compra de votos em 2014. O Tribunal havia condenado José Melo também por conduta vedada a agente público (artigo 73 da Lei n° 9.504/97). A ação contra o candidato eleito foi ajuizada pela Coligação Renovação e Experiência.

A Coligação acusou o governador de contratar, sem licitação ou licença, entre outras irregularidades, a suposta empresa “laranja” Agência Nacional de Segurança e Defesa (ANS&D), de Nair Queiroz Blair, para receber dinheiro que seria usado na compra de votos para beneficiar a reeleição de José Melo ao cargo. A empresa teria sido contratada para prestar segurança em Manaus durante a Copa do Mundo, quando o evento já estava na metade, de acordo com a autora da ação.

Já a distribuição por Nair Blair de dinheiro a eleitores, ocorrida em sala reservada do comitê de campanha José Melo em outubro de 2014, serviu para a compra de cestas básicas, ajuda de custo para formandos e viagens, confecção de túmulo, entre outros auxílios. Diante disso, a Coligação afirmou que o governador teria praticado duas ilegalidades: conduta vedada a agente público, por articular suposto esquema para destinar dinheiro à ANS&D, e compra de votos.

Primeiro a divergir dos votos do relator, ministro Napoleão Nunes Maia, e da ministra Luciana Lóssio que proveram o recurso de José Melo contra a cassação pelo Tribunal Regional, o ministro Luís Roberto Barroso afirmou que foi demonstrada a concordância de José Melo com a compra de votos no episódio.

Barroso listou “conjunto robusto de circunstâncias” que revelam a anuência do candidato com a compra de votos feita por Nair Blair. No caso, disse o ministro, a captação ilícita de sufrágio ocorreu dentro do comitê eleitoral de José Melo. Nair atuava com Evandro Melo, irmão do governador e coordenador da campanha, conforme mostram os vários recibos emitidos em nome dos dois, apreendidos pela polícia com Nair, que documentam a compra de votos, bem como pelas planilhas com as prestações de contas dos atendimentos em nome de Evandro, Nair e do comitê de campanha. Além disso, informou o ministro, segundo testemunhos no processo, Nair era apresentada como “assessora” e pessoa de confiança do governador José Melo.

“Entendo que os fatos narrados formam um conjunto probatório robusto. Capaz de demonstrar, além de dúvida razoável, que os candidatos a governador e a vice- governador tinham, ao menos, ciência das condutas perpetradas em benefício deles”, afirmou Barroso.

Ao manter a cassação de José Melo e seu vice por compra de votos, o ministro foi acompanhado pelos votos dos ministros Edson Fachin, Rosa Weber, Herman Benjamin e Admar Gonzaga.

Apesar de verificar fortes indícios de irregularidades na contratação da empresa de Nair Blair pelo governo amazonense, o ministro Luís Roberto Barroso afastou a punição a José Melo por conduta vedada, imposta pelo TRE. Segundo o ministro, houve, logo após o pagamento de R$ 1 milhão à empresa de Nair pelo governo estadual, saques na conta da ANS&D num total de R$ 400 mil em dinheiro.

“A contratação exibe traços ostensivos de irregularidades. Todavia, não há prova suficiente de que os recursos contratuais oriundos dos cofres públicos tenham sido desviados para a compra de votos, ou para outras finalidades eleitorais em benefício do então candidato à reeleição”, ponderou o ministro Luís Roberto Barroso, ao dar provimento ao recurso de José Melo apenas para excluir da condenação a prática de conduta vedada.

O ministro foi acompanhado neste ponto pelos ministros Edson Fachin e Rosa Weber. Já os ministros Herman Benjamin e Admar Gonzaga entenderam haver relação direta no repasse do dinheiro à empresa, que o ministro Herman chamou de “fantasma”, e a compra de votos no comitê de campanha. Como os ministros Napoleão Nunes Maia e Luciana Lóssio já haviam votado por prover integralmente o recurso de José Melo, a punição de conduta vedada contra o candidato cassado terminou afastada por 5 votos a 2.

Voto do relator

Ao prover na sessão de 23 de março o recurso de José Melo para reverter a cassação, o ministro-relator Napoleão Nunes Maia afirmou que não havia, nos autos do processo, provas robustas da ciência ou participação, direta ou indireta, de José Melo ou de José Henrique na suposta compra de votos. “O caderno processual não conseguiu estabelecer vinculação de nenhuma espécie ou natureza entre a representada Nair e os candidatos José Melo e José Henrique”, disse o ministro, apesar de considerar gravíssima a conduta de Nair Blair no caso.

Ao apresentar voto-vista na sessão de hoje, a ministra Luciana Lóssio disse também que as provas do processo não evidenciaram a participação ou conhecimento de José Melo da compra de votas praticada por terceiros. Processo relacionado: RO 224661 fonte TSE

Eleições de 2018 podem ser canceladas.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), mandou instalar, na tarde desta quinta-feira (04), uma comissão especial para analisar uma proposta de emenda constitucional, apresentada pelo deputado Marcelo Castro (PMDB-PI), que estabelece a simultaneidade nas eleições para todos os cargos majoritários.

Com isso, abre-se o caminho para a anulação das eleições presidenciais de 2018 e a disputa poderia ocorrer apenas em 2020, quando haverá eleição para as prefeituras.

No último domingo, o Datafolha revelou que o ex-presidente Lula lidera em todos os cenários, com 29% a 31% das intenções de voto, e que 85% dos brasileiros exigem a saída imediata de Michel Temer e a convocação de diretas já.

Esta proposta de emenda constitucional estava parada desde 2003, mas acaba de ganhar tramitação urgente na Câmara.

Ribeirão Pires: Governo Federal libera verba para asfaltamento, Posto de Saúde e Teleférico Cidade Encantada.

O Governo Federal está liberando para Ribeirão Pires parcelas de verbas de convênios para a realização de diversos serviços e execução de obras públicos.

Segundo a Controladoria Geral da União (CGU), entre 13/02/2017 e 23/04/2017 já foram creditados em conta especifica o montante de R$ 306.312,89.

Estão elencadas as liberações para obras:

  • Revitalização da Vila do Doce que tem valor Total de R$780.000,00 com liberação de R$ 140,40 (convênio 787033);
  • Pavimentação da Rua Salvador Rípoli com valor total de R$ 987.600,00 e liberação de R$ 86.113,78 (convênio 785230);
  • Construção de Unidade de Atenção Especializada em Saúde, valor total R$ 2.496.279,28, foram liberados R$ 100.000,00 (convênio 814331);
  • Teleférico Cidade Encantada valor Total de R$ 9.750.000,00, liberação de R$ 12.613,00 (convênio 799320);
  • Pavimentação asfáltica da Avenida Brasil – Total da obra R$ 6.921.600,00, com liberação de R$ 117.445,71 (convênio 800591).

As verbas que liberadas para a execução do atual governo foram solicitadas pelo governo anterior. Conforme informa a CGU, “caso haja restrições cadastrais, as verbas públicas ficaram bloqueadas impedindo a sua utilização.

Teleférico Cidade Encantada

Alvo de muita polêmica na cidade e idealizada pelo ex-prefeito Saulo Benevides, o Teleférico Cidade encantada foi um dos principais projetos. Financiada com recursos Federais e Estaduais é rejeitada amplamente pelo prefeito Kiko, caso não se inicie as obras, o convênio poderá ser cancelado.

Todos os dados foram atualizados em 23/04/2017 no Sistema Integrado de Administração Financeira (SIAFI), – órgão vinculado ao Ministério da Fazenda -, e encontram-se disponíveis para acesso.

Rubão Fernandes emplaca novo estilo administrativo na Câmara de Vereadores.

Desde que assumiu o posto como Presidente do parlamento de Ribeirão Pires em janeiro deste ano, o vereador Rubão Fernandes vem efetivando diversas mudanças no estilo administrativo na Casa de Leis.

Recentemente foi concluída considerável reforma na Casa de Leis, onde pintura foi realizada em todo o complexo e também ampliação do setor administrativo.

“Realizamos com recursos próprios a pintura nos dois prédios da Câmara. Quando assumi colhi junto aos servidores informações sobre o fluxo de trabalho e de posse de sugestões, utilizando o mesmo espaço útil, fizemos reforma na copa, disponibilizamos espaço mais adequado ao setor jurídico e adquirimos mobília e equipamentos”, disse o mandatário Rubão.

“Outras ações desenvolvidas foram o repasse dos veículos da Casa para e executivo, o que gerou significativa economia com manutenção e combustível”, ressaltou.

Desde a última terça-feira (02 de maio), o Legislativo Municipal conta com serviço de segurança através de empresa contratada para este fim, bem como os servidores da limpeza receberam uniforme funcional.

Além do auxílio alimentação e do convênio médico que foram mantidos, os funcionários da Câmara agora poderão contar também com convênio odontológico a preços baixos.

Para o presidente Rubão, todas as iniciativas empreendidas por sua gestão são para proporcionar aos munícipes e aos servidores melhores condições. “Acredito que a medidas vão de encontro as necessidades dos trabalhadores e também dos cidadãos que procuram a Casa em busca de apoio e orientações. O prédio da Câmara estava necessitando de cuidados e decidimos agir pela preservação deste bem público sem deixar de lado os nossos trabalhadores. Em momento de crise financeira, é preciso utilizar os escassos recursos somente naquilo que realmente é necessário. Agradeço a todos os demais vereadores que sempre apoiam as nossas iniciativas,” concluiu.

Setores do PSDB criticam reformas e defendem rompimento com Temer.

Mesmo com o PSDB integrando a base do governo Michel Temer e apoiando suas reformas, uma ala interna do partido, chamada ‘Esquerda Para Valer’, é contrária às propostas e defende o rompimento da legenda com o Planalto. O movimento tem entre suas lideranças o ex-governador paulista Alberto Goldman.

A ala tucana publicou um texto na noite desta segunda-feira 1º, quando se encerrou um congresso de líderes, que aponta que as reformas de Temer “aprofundam o abismo da desigualdade social e a agenda política nacional parece atender prioritariamente aos interesses das elites financeiras do país”.

“É necessário que o PSDB retome sua postura histórica através de compromisso com um novo projeto de desenvolvimento nacional que promova o crescimento, amplie direitos e reduza as desigualdades”, diz o texto. “Mais do que nunca é necessário retornarmos às nossas origens. Nosso contexto atual não permite que o PSDB se furte ao diálogo com o Brasil e com a nossa militância”, aponta ainda o movimento.

Na avaliação do ‘Esquerda Para Valer’, “o governo Temer não cumpriu e não demonstra interesse em cumprir a carta apresentada pelo PSDB ‘Princípios e valores para um novo Brasil’ como condição inegociável para a adesão ao governo federal”. Leia abaixo a íntegra do manifesto:

Congresso de Líderes do Movimento Esquerda Pra Valer – 2017
29 de abril – 1° de maio

Carta de Mairiporã

Mairiporã, 1º de Maio de 2017

O “Movimento EPV – Esquerda Pra Valer”, criado em 2004, tem como objetivo defender os fundamentos social-democráticos do PSDB e aplicá-lo à nossa realidade contemporânea.

Como tendência partidária, reconhecemos o papel fundamental do Estado como um instrumento de justiça social e a proposta da social democracia como o caminho mais curto para a transformação positiva da sociedade.

O Brasil vive um tempo de retrocessos sociais. As reformas propostas aprofundam o abismo da desigualdade social e a agenda política nacional parece atender prioritariamente aos interesses das elites financeiras do país. A sociedade brasileira se polariza, abrindo espaço para o ódio. Mais uma vez, a parte mais pobre da sociedade pode pagar o preço amargo do descaminho político que nos encontramos.

Enfrentamos uma grave crise institucional e um processo político de destituição presidencial entremeado pelo discurso de retomada do crescimento e contra a corrupção – mas que na prática, não conseguiu se reconciliar nem atender os anseios do povo brasileiro. O novo “velho” governo manteve a estrutura fisiológica e clientelista do período lulopetista e se tornou cada vez mais associado ao interesse escuso das elites, apresentando suas reformas como o único caminho viável para o Brasil.

É necessário que o PSDB retome sua postura histórica através de compromisso com um novo projeto de desenvolvimento nacional que promova o crescimento, amplie direitos e reduza as desigualdades. Em tempo, o caminho para a democracia plena passa prioritariamente por uma ampla reforma política e pelo Parlamentarismo.

Mais do que nunca é necessário retornarmos às nossas origens. Nosso contexto atual não permite que o PSDB se furte ao diálogo com o Brasil e com a nossa militância. Como tendência partidária, reconhecemos a relevância pedagógica do debate e da contrastação das ideias como parte necessária de nosso cotidiano.

Nosso congresso se encerra nesse 1º de maio – dia simbólico à causa operária mundial. Essa data torna fundamental relembrar com a clareza necessária que estar ao lado dos trabalhadores é um de nossos principais postulados partidários.

A proposta da reforma trabalhista, construída sem a necessária discussão democrática, é fundamentada na redução de direitos e na precarização das condições de vida dos trabalhadores, portanto inconsistente com o relevante histórico de contribuição do PSDB nesta causa.

O manifesto ao povo brasileiro, texto de princípios e objetivos que levaram a fundação do PSDB nos esclarece. O partido deve apoiar as justas reivindicações dos trabalhadores, assegurada a livre negociação com sindicatos autônomos e os meios próprios de luta dos assalariados, inclusive a greve, sem interferência do Estado.

Essa mesma premissa é explicada muitas outras vezes por nossas lideranças históricas. O presidente Fernando Henrique Cardoso nos ensina que ser socialdemocrata é antes de tudo ter compromisso com os trabalhadores.

Consideramos ainda que as alterações propostas da seguridade social e o congelamento dos gastos públicos devem passar necessariamente pela via do diálogo com a sociedade. Embora temas urgentes para a política nacional, a forma como foi apresentada pelo governo amplia a desigualdade, desconsidera o impacto social e não representa os anseios da população.

O PSDB deve reassumir seu protagonismo e a responsabilidade na construção de um Brasil mais justo. Para isso, não podemos coadunar com ações que amplifiquem privilégios e aumentem o abismo da desigualdade. Uma postura crítica ao governo federal é necessária e será interpretada como um ato de solidariedade ao povo brasileiro.

Vale ressaltar que o governo Temer, não cumpriu e não demonstra interesse em cumprir a carta apresentada pelo PSDB “Princípios e valores para um novo Brasil” como condição inegociável para a adesão ao governo federal. Temas essenciais ao nosso partido e especificamente relacionados, como o combate irrestrito à corrupção e a reforma política imediata foram substituídos por uma agenda política sem transparência e de subtração de direitos.

Como reflexão interna, a discrepância entre nossas premissas ideológicas e o posicionamento de algumas lideranças partidárias aponta a necessidade de uma revisão normativa que deve ser realizada e aprovada em um novo congresso partidário.

A ausência do debate impede a discussão sobre quem somos e onde queremos chegar. Somente a democracia interna permitirá esclarecer a linha condutora de nossa atuação política, historicamente pautada no compromisso com o Brasil.

Vale ressaltar, que o PSDB sempre manteve seus posicionamentos em consonância com os direitos humanos, com os princípios da ética e alinhados aos interesses da nação. Em momentos de luta, acreditamos que nossa reinvenção e sobrevivência passam pela revisitação destes mesmos princípios fundamentais. A luta é – e sempre será – nosso grande instrumento de transformação.

Ministério Público do Trabalho reconhece direito da greve, Alckmin e Doria são contra mobilização dos trabalhadores.

Em nota oficial, o Ministério Público do Trabalho) reforçou a legitimidade da paralisação nacional convocada para esta sexta-feira, 28 de abril.

“Greve é um direito fundamental assegurado pela Constituição Federal, bem como por Tratados Internacionais de Direitos Humanos ratificados pelo Brasil, “competindo aos trabalhadores decidir sobre a oportunidade de exercê-lo e sobre os interesses que devam por meio dele defender”, diz o texto

O órgão ainda aproveita para reiterar seu posicionamento institucional contra a mudanças propostas por Michel Temer e sua base.

Confira abaixo a íntegra da nota

O MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO, considerando a Greve Geral anunciada para o dia 28.04.2017, vem a público:

I – DESTACAR que a Greve é um direito fundamental assegurado pela Constituição Federal, bem como por Tratados Internacionais de Direitos Humanos ratificados pelo Brasil, “competindo aos trabalhadores decidir sobre a oportunidade de exercê-lo e sobre os interesses que devam por meio dele defender” ( art. 9º da CF/88);

II – ENFATIZAR a legitimidade dos interesses que se pretende defender por meio da anunciada Greve Geral como movimento justo e adequado de resistência dos trabalhadores às reformas trabalhista e previdenciária, em trâmite açodado no Congresso Nacional, diante da ausência de consulta efetiva aos representantes dos trabalhadores (Convenção OIT n. 144);

III – REAFIRMAR a posição institucional do Ministério Público do Trabalho – MPT contra as medidas de retirada e enfraquecimento de direitos fundamentais dos trabalhadores contidas no Projeto de Lei que trata da denominada “Reforma Trabalhista”, que violam gravemente a Constituição Federal de 1988 e Convenções Fundamentais da Organização Internacional do Trabalho;

IV – RESSALTAR o compromisso institucional do MPT com a defesa dos Direitos Sociais e com a construção de uma sociedade livre, justa, solidária e menos desigual.
RONALDO CURADO FLEURY
Procurador-Geral do Trabalho

Alckmin solicita a justiça multa para impedir Greve de trabalhadores que lutam por direitos trabalhistas e previdenciário

Alckmin e Doria são favoráveis a retirada de direitos dos trabalhadores

“Na ação, o Governo do Estado alega que o objetivo da mobilização é “paralisar o Brasil”. “Isto é, não apenas transtornar a rotina das cidades, mas sim impedir o funcionamento dessas, mediante, entre outras coisas, a paralisação completa dos serviços de transporte público, o que impedirá grande parcela dos cidadãos de se deslocar para os seus locais de trabalho”

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) decidiu, em caráter liminar, multar em R$ 937 mil cada um dos sindicatos ligados ao sistema de transporte público da capital paulista que aderirem à greve geral desta sexta-feira (28). Caso todas as multas sejam aplicadas aos sindicatos que representam os trabalhadores do metrô e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), o valor poderá superar os R$ 3,7 milhões.

Em decisão duvidosa, a juíza Ana Luiza Villa Nova em seu despacho diz que: “no caso em tela, sequer se trata de exercício de direito de greve” e a paralisação decorre “não em reivindicação de direitos trabalhistas da categoria em face de seus empregadores, e, sim, em apoio a movimento de iniciativa de centrais sindicais voltadas a pleitos relacionados às reformas da Previdência e Trabalhista”. “[Esses pleitos] não podem ser atendidos pelo Metrô e pela CTPM, mas apenas pelo Governo Federal e pelo Congresso Nacional”.

O prefeito de São Paulo, João Doria  que em passado recente defendeu Greve Geral contra Dilma, hoje quer cortar ponto de servidores que aderirem a mobilização.

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou que vai descontar o dia do trabalhador da Prefeitura que aderir à greve geral desta sexta-feira 28, que ocorrerá em protesto contra as reformas do governo Temer, que prejudica os direitos históricos dos trabalhadores.

Em 2013, no entanto, o tucano postou em seu Twitter uma mensagem que sinalizava apoio à greve geral que ocorreu em julho daquele ano. “Greve geral de amanhã pode ser o teste mais difícil do governo Dilma”, escreveu.

A greve geral daquele período foi a primeira realizada desde o início dos governos do PT, em 2003, ainda com o ex-presidente Lula. Oito centrais sindicais convocaram manifestações em todo o País com uma pauta única de reivindicações dos trabalhadores.

Em um vídeo divulgado ontem, Doria defendeu que “dia 28 é dia de trabalho” e que “só não trabalha quem não quer”. Ele ofereceu corridas de graça nos aplicativos Uber e 99 para o servidor da Prefeitura que tiver dificuldade de se deslocar.

Reforma trabalhista: como votaram os deputados.

Prioridade do governo Michel Temer, projeto recebeu 296 votos favoráveis e 177 contrários

Deputados da oposição se manifestaram contra a Reforma durante a votação.

Ao fim da votação, 296 deputados federais aprovaram o texto base da proposta, contra 177 que votaram contra. Além do texto principal, há 17 destaques apresentados pelos partidos que ainda serão analisados.

Apenas PT, PSB, PDT, Solidariedade, PCdoB, PSOL, Rede e PMB orientaram suas bancadas a votar contra o texto apoiado pela base governista de Michel Temer.

Confira como votou cada um dos deputados federais:

Parlamentar                      UF          Voto

DEM

Abel Mesquita Jr.            RR          Sim

Alberto Fraga                    DF          Sim

Alexandre Leite                               SP           Sim

Carlos Melles                    MG        Sim

Claudio Cajado                 BA          Sim

Efraim Filho                        PB          Sim

Eli Corrêa Filho                  SP           Sim

Elmar Nascimento          BA          Sim

Felipe Maia                        RN          Sim

Francisco Floriano           RJ           Sim

Hélio Leite                          PA          Sim

Jorge Tadeu Mudalen   SP           Sim

José Carlos Aleluia          BA          Sim

Juscelino Filho                  MA        Sim

Mandetta                           MS         Sim

Marcelo Aguiar                 SP           Sim

Marcos Rogério                               RO          Sim

Marcos Soares                  RJ           Sim

Mendonça Filho              PE           Sim

Misael Varella                   MG        Sim

Missionário José Olimpio             SP           Sim

Norma Ayub                      ES           Sim

Onyx Lorenzoni                               RS           Sim

Osmar Bertoldi                 PR          Sim

Pauderney Avelino        AM        Sim

Paulo Azi                             BA          Sim

Prof. Dorinha Rezende TO          Sim

Rodrigo Maia                     RJ           Art. 17

Sóstenes Cavalcante     RJ           Sim

Vaidon Oliveira                 CE           Sim

Total DEM: 30

 

PCdoB

Alice Portugal                    BA          Não

Chico Lopes                       CE           Não

Davidson Magalhães     BA          Não

Jandira Feghali                  RJ           Não

Jô Moraes                          MG        Não

Luciana Santos                  PE           Não

Orlando Silva                     SP           Não

Professora Marcivania  AP          Não

Rubens Pereira Júnior   MA        Não

Total PCdoB: 9

 

PDT

Afonso Motta                   RS           Não

André Figueiredo            CE           Não

Assis do Couto                  PR          Não

Carlos Eduardo Cadoca PE           Sim

Dagoberto Nogueira      MS         Não

Deoclides Macedo          MA        Não

Félix Mendonça Júnior BA          Não

Flávia Morais                     GO         Não

Hissa Abrahão                   AM        Não

Leônidas Cristino             CE           Não

Pompeo de Mattos        RS           Não

Ronaldo Lessa                   AL           Não

Sergio Vidigal                    ES           Não

Subtenente Gonzaga    MG        Não

Weverton Rocha             MA        Não

Wolney Queiroz              PE           Não

Total PDT: 16

 

PEN

Erivelton Santana            BA          Sim

Junior Marreca                 MA        Sim

Walney Rocha                   RJ           Não

Total PEN: 3

 

PHS

Carlos Andrade                 RR          Não

Dr. Jorge Silva                   ES           Não

Givaldo Carimbão           AL           Não

Marcelo Aro                      MG        Sim

Marcelo Matos                 RJ           Sim

Pastor Eurico                     PE           Não

Total PHS: 6

 

PMB

Weliton Prado                  MG        Não

Total PMB: 1

 

PMDB

Alberto Filho                     MA        Sim

Alceu Moreira                   RS           Sim

Alexandre Serfiotis        RJ           Sim

Altineu Côrtes                  RJ           Sim

André Amaral                   PB          Sim

Aníbal Gomes                   CE           Sim

Baleia Rossi                        SP           Sim

Cabuçu Borges                 AP          Sim

Carlos Bezerra                  MT         Sim

Carlos Marun                    MS         Sim

Celso Jacob                        RJ           Sim

Celso Maldaner                               SC           Sim

Celso Pansera                   RJ           Não

Cícero Almeida                 AL           Não

Daniel Vilela                       GO         Sim

Darcísio Perondi              RS           Sim

Elcione Barbalho              PA          Sim

Fábio Ramalho                  MG        Sim

Flaviano Melo                   AC          Sim

Hildo Rocha                        MA        Sim

Hugo Motta                       PB          Sim

Jarbas Vasconcelos        PE           Sim

Jéssica Sales                      AC          Sim

João Arruda                       PR          Sim

João Marcelo Souza       MA        Sim

Jones Martins                   RS           Sim

José Fogaça                       RS           Não

José Priante                       PA          Sim

Josi Nunes                          TO          Sim

Kaio Maniçoba                  PE           Sim

Laura Carneiro                  RJ           Sim

Lelo Coimbra                     ES           Sim

Leonardo Quintão          MG        Sim

Lucio Mosquini                 RO          Sim

Lucio Vieira Lima              BA          Sim

Marcelo Castro                 PI            Sim

Marinha Raupp                 RO          Sim

Mauro Lopes                     MG        Sim

Mauro Mariani                 SC           Sim

Mauro Pereira                  RS           Sim

Moses Rodrigues            CE           Sim

Newton Cardoso Jr        MG        Sim

Pedro Chaves                   GO         Sim

Pedro Paulo                       RJ           Sim

Rocha Loures                    PR          Sim

Rodrigo Pacheco             MG        Sim

Rogério Peninha Mendonça      SC           Sim

Ronaldo Benedet            SC           Sim

Saraiva Felipe                    MG        Sim

Sergio Souza                      PR          Sim

Sergio Zveiter                   RJ           Sim

Simone Morgado            PA          Não

Soraya Santos                   RJ           Sim

Valdir Colatto                    SC           Sim

Valtenir Pereira                               MT         Sim

Vital do Rêgo                    PB          Não

Vitor Valim                         CE           Não

Wilson Beserra                 RJ           Sim

Zé Augusto Nalin             RJ           Não

Total PMDB: 59

 

PP

Adail Carneiro                   CE           Sim

Afonso Hamm                  RS           Não

Aguinaldo Ribeiro           PB          Sim

André Abdon                    AP          Sim

André Fufuca                    MA        Sim

Arthur Lira                          AL           Sim

Beto Rosado                      RN          Sim

Beto Salame                      PA          Não

Cacá Leão                           BA          Sim

Conceição Sampaio        AM        Não

Covatti Filho                      RS           Sim

Dilceu Sperafico               PR          Sim

Dimas Fabiano                  MG        Não

Eduardo da Fonte           PE           Não

Esperidião Amin              SC           Não

Ezequiel Fonseca            MT         Sim

Fausto Pinato                    SP           Sim

Fernando Monteiro       PE           Sim

Franklin Lima                     MG        Sim

Hiran Gonçalves              RR          Sim

Iracema Portella              PI            Sim

Jerônimo Goergen         RS           Sim

Jorge Boeira                      SC           Não

Julio Lopes                         RJ           Sim

Lázaro Botelho                 TO          Sim

Luis Carlos Heinze           RS           Sim

Luiz Fernando Faria        MG        Sim

Maia Filho                           PI            Sim

Marcus Vicente                               ES           Sim

Mário Negromonte Jr.  BA          Sim

Nelson Meurer                 PR          Sim

Paulo Maluf                       SP           Sim

Renato Andrade              MG        Não

Renato Molling                 RS           Sim

Renzo Braz                         MG        Sim

Ricardo Izar                        SP           Sim

Roberto Balestra             GO         Sim

Roberto Britto                  BA          Sim

Ronaldo Carletto             BA          Sim

Rôney Nemer                   DF          Não

Simão Sessim                    RJ           Sim

Toninho Pinheiro            MG        Sim

Waldir Maranhão            MA        Sim

Total PP: 43

PPS

Alex Manente                  SP           Sim

Arnaldo Jordy                   PA          Não

Arthur Oliveira Maia      BA          Sim

Carmen Zanotto              SC           Não

Eliziane Gama                   MA        Não

Luzia Ferreira                    MG        Sim

Marcos Abrão                   GO         Sim

Pollyana Gama                 SP           Sim

Rubens Bueno                  PR          Sim

Total PPS: 9

 

PR

Adelson Barreto              SE           Não

Aelton Freitas                   MG        Sim

Alfredo Nascimento      AM        Sim

Bilac Pinto                           MG        Sim

Brunny                                MG        Sim

Cabo Sabino                      CE           Não

Cajar Nardes                     RS           Sim

Capitão Augusto              SP           Sim

Christiane de Souza       PR          Não

Del. Edson Moreira        MG        Sim

Delegado Waldir              GO         Não

Edio Lopes                          RR          Sim

Giacobo                               PR          Sim

Gorete Pereira                 CE           Sim

João Carlos Bacelar         BA          Sim

Jorginho Mello                 SC           Sim

José Carlos Araújo          BA          Sim

José Rocha                         BA          Sim

Laerte Bessa                      DF          Sim

Lúcio Vale                           PA          Sim

Luiz Cláudio                        RO          Sim

Luiz Nishimori                   PR          Sim

Magda Mofatto                               GO         Sim

Marcelo Álvaro AntônioMG       Não

Marcelo Delaroli              RJ           Sim

Marcio Alvino                    SP           Sim

Miguel Lombardi             SP           Sim

Milton Monti                     SP           Sim

Paulo Feijó                         RJ           Sim

Remídio Monai                 RR          Sim

Silas Freire                          PI            Sim

Tiririca                                  SP           Não

Vicentinho Júnior            TO          Sim

Vinicius Gurgel AP          Sim

Zenaide Maia    RN          Não

Total PR: 35

 

PRB

Alan Rick                             AC          Sim

Antonio Bulhões             SP           Sim

Beto Mansur                     SP           Sim

Carlos Gomes                   RS           Sim

Celso Russomanno         SP           Sim

César Halum                      TO          Sim

Cleber Verde                    MA        Sim

Dejorge Patrício               RJ           Não

Jony Marcos                      SE           Não

Lincoln Portela                  MG        Não

Lindomar Garçon            RO          Sim

Marcelo Squassoni         SP           Sim

Márcio Marinho               BA          Sim

Pastor Luciano Braga     BA          Sim

Roberto Alves                   SP           Sim

Ronaldo Martins              CE           Não

Rosangela Gomes           RJ           Sim

Silas Câmara                      AM        Sim

Vinicius Carvalho             SP           Sim

Total PRB: 19

 

PROS

Eros Biondini                     MG        Não

Felipe Bornier                   RJ           Não

Odorico Monteiro           CE           Não

Ronaldo Fonseca             DF          Não

Toninho Wandscheer    PR          Sim

Total PROS: 5

 

PRP

Nivaldo Albuquerque    AL           Sim

Total PRP: 1

 

PSB

Átila Lira                              PI            Sim

Bebeto                                BA          Não

Danilo Cabral                     PE           Não

Danilo Forte                       CE           Sim

Fabio Garcia                       MT         Sim

Fernando Coelho Filho PE           Sim

Flavinho                              SP           Não

Gonzaga Patriota            PE           Não

Heitor Schuch                   RS           Não

Heráclito Fortes               PI            Sim

Janete Capiberibe          AP          Não

JHC                                       AL           Não

João Fernando CoutinhoPE        Sim

José Reinaldo                    MA        Sim

Jose Stédile                       RS           Não

Júlio Delgado                     MG        Não

Keiko Ota                            SP           Não

Leopoldo Meyer             PR          Não

Luana Costa                       MA        Não

Luciano Ducci                    PR          Não

Luiz Lauro Filho                 SP           Sim

Maria Helena                    RR          Sim

Marinaldo Rosendo       PE           Sim

Paulo Foletto                    ES           Sim

Rafael Motta                     RN          Não

Rodrigo Martins               PI            Sim

Tadeu Alencar                  PE           Não

Tenente Lúcio                   MG        Sim

Tereza Cristina                  MS         Sim

Valadares Filho                 SE           Não

Total PSB: 30

 

PSC

Andre Moura                    SE           Sim

Arolde de Oliveira           RJ           Sim

Eduardo Bolsonaro         SP           Sim

Gilberto Nascimento     SP           Sim

Irmão Lazaro                     BA          Não

Jair Bolsonaro                   RJ           Sim

Júlia Marinho                    PA          Não

Pr. Marco Feliciano         SP           Sim

Professor Victório Galli MT         Sim

Takayama                           PR          Sim

Total PSC: 10

 

PSD

André de Paula                 PE           Sim

Antonio Brito                    BA          Não

Átila Lins                              AM        Sim

Danrlei de Deus Hinterholz         RS           Sim

Delegado Éder Mauro   PA          Sim

Domingos Neto                               CE           Sim

Edmar Arruda                   PR          Sim

Evandro Roman               PR          Sim

Expedito Netto                 RO          Não

Fábio Faria                          RN          Sim

Fábio Mitidieri                  SE           Não

Goulart                                SP           Sim

Herculano Passos            SP           Sim

Heuler Cruvinel                                GO         Sim

Irajá Abreu                         TO          Sim

Jaime Martins                   MG        Sim

Jefferson Campos          SP           Sim

João Paulo Kleinübing   SC           Sim

João Rodrigues                 SC           Sim

Joaquim Passarinho       PA          Sim

José Nunes                        BA          Não

Júlio Cesar                          PI            Sim

Marcos Montes                               MG        Sim

Marcos Reategui             AP          Sim

Paulo Magalhães             BA          Sim

Raquel Muniz                    MG        Sim

Reinhold Stephanes      PR          Sim

Rogério Rosso                   DF          Sim

Rômulo Gouveia             PB          Sim

Sandro Alex                       PR          Sim

Stefano Aguiar                 MG        Não

Thiago Peixoto                 GO         Sim

Victor Mendes                 MA        Sim

Walter Ihoshi                    SP           Sim

Total PSD: 34

 

PSDB

Adérmis Marini                 SP           Sim

Arthur Virgílio Bisneto   AM        Sim

Betinho Gomes                               PE           Sim

Bruna Furlan                      SP           Sim

Bruno Araújo                    PE           Sim

Caio Narcio                         MG        Sim

Carlos Sampaio                 SP           Sim

Célio Silveira                      GO         Sim

Daniel Coelho                   PE           Sim

Domingos Sávio               MG        Sim

Eduardo Barbosa             MG        Sim

Eduardo Cury                    SP           Sim

Elizeu Dionizio                   MS         Sim

Fábio Sousa                       GO         Sim

Geovania de Sá                                SC           Não

Geraldo Resende            MS         Sim

Giuseppe Vecci                                GO         Sim

Izalci Lucas                          DF          Sim

Izaque Silva                        SP           Sim

João Paulo Papa              SP           Sim

Jutahy Junior                     BA          Sim

Lobbe Neto                       SP           Sim

Luiz Carlos Hauly              PR          Sim

Mara Gabrilli                      SP           Sim

Marco Tebaldi                   SC           Sim

Marcus Pestana               MG        Sim

Mariana Carvalho            RO          Sim

Miguel Haddad                 SP           Sim

Nelson Padovani             PR          Sim

Nilson Leitão                     MT         Sim

Nilson Pinto                       PA          Sim

Otavio Leite                       RJ           Sim

Paulo Abi-Ackel                               MG        Sim

Pedro Cunha Lima          PB          Sim

Pedro Vilela                       AL           Sim

Raimundo Gomes de Matos      CE           Sim

Ricardo Tripoli                   SP           Sim

Rodrigo de Castro           MG        Sim

Rogério Marinho             RN          Sim

Shéridan                             RR          Sim

Silvio Torres                       SP           Sim

Vanderlei Macris             SP           Sim

Vitor Lippi                           SP           Sim

Yeda Crusius                      RS           Sim

Total PSDB: 44

 

PSL

Alfredo Kaefer                 PR          Sim

Dâmina Pereira                 MG        Não

Total PSL: 2

 

PSOL

Chico Alencar                    RJ           Não

Edmilson Rodrigues       PA          Não

Glauber Braga                   RJ           Não

Ivan Valente                      SP           Não

Jean Wyllys                        RJ           Não

Luiza Erundina                  SP           Não

Total PSOL: 6

 

PT

Adelmo Carneiro Leão  MG        Não

Afonso Florence              BA          Não

Ana Perugini                      SP           Não

Andres Sanchez                               SP           Não

Angelim                               AC          Não

Arlindo Chinaglia             SP           Não

Assis Carvalho                   PI            Não

Benedita da Silva             RJ           Não

Beto Faro                            PA          Não

Bohn Gass                          RS           Não

Caetano                              BA          Não

Carlos Zarattini                 SP           Não

Chico D´Angelo                 RJ           Não

Décio Lima                          SC           Não

Enio Verri                            PR          Não

Erika Kokay                        DF          Não

Givaldo Vieira                   ES           Não

Helder Salomão               ES           Não

Henrique Fontana          RS           Não

João Daniel                        SE           Não

Jorge Solla                          BA          Não

José Airton Cirilo             CE           Não

José Guimarães                               CE           Não

José Mentor                      SP           Não

Leo de Brito                       AC          Não

Leonardo Monteiro       MG        Não

Luiz Couto                          PB          Não

Luiz Sérgio                          RJ           Não

Luizianne Lins                    CE           Não

Marco Maia                       RS           Não

Marcon                                               RS           Não

Margarida Salomão        MG        Não

Maria do Rosário             RS           Não

Nelson Pellegrino           BA          Não

Nilto Tatto                          SP           Não

Padre João                         MG        Não

Patrus Ananias                 MG        Não

Paulão                                 AL           Não

Paulo Pimenta                  RS           Não

Paulo Teixeira                   SP           Não

Pedro Uczai                       SC           Não

Pepe Vargas                      RS           Não

Reginaldo Lopes              MG        Não

Robinson Almeida          BA          Não

Rubens Otoni                    GO         Não

Ságuas Moraes                 MT         Não

Valmir Assunção              BA          Não

Valmir Prascidelli             SP           Não

Vander Loubet                 MS         Não

Vicente Candido              SP           Não

Vicentinho                         SP           Não

Wadih Damous                 RJ           Não

Waldenor Pereira           BA          Não

Zé Carlos                             MA        Não

Zé Geraldo                         PA          Não

Zeca do Pt                          MS         Não

Total PT: 56

PTB

Adalberto Cavalcanti     PE           Sim

Alex Canziani                     PR          Sim

Arnaldo Faria de Sá        SP           Não

Benito Gama                     BA          Sim

Cristiane Brasil                  RJ           Sim

Deley                                   RJ           Não

Jorge Côrte Real              PE           Sim

Josué Bengtson                               PA          Sim

Jovair Arantes                   GO         Sim

Nelson Marquezelli        SP           Sim

Nilton Capixaba                               RO          Sim

Paes Landim                      PI            Sim

Pedro Fernandes            MA        Sim

Ronaldo Nogueira           RS           Sim

Sabino Castelo Branco  AM        Não

Sérgio Moraes                  RS           Não

Wilson Filho                       PB          Sim

Total PTB: 17

 

PTdoB

Cabo Daciolo                     RJ           Não

Luis Tibé                              MG        Sim

Rosinha da Adefal           AL           Não

Silvio Costa                         PE           Não

Total PTdoB: 4

PTN

Ademir Camilo                  MG        Não

Alexandre Baldy              GO         Sim

Aluisio Mendes                                MA        Sim

Antônio Jácome              RN          Não

Bacelar                                BA          Não

Carlos Henrique GaguimTO        Sim

Dr. Sinval Malheiros       SP           Não

Francisco Chapadinha   PA          Sim

Jozi Araújo                         AP          Sim

Luiz Carlos Ramos           RJ           Não

Renata Abreu                   SP           Sim

Ricardo Teobaldo            PE           Sim

Total PTN: 12

 

PV

Antonio Carlos Mendes Thame                SP           Sim

Evair Vieira de Melo       ES           Sim

Evandro Gussi                   SP           Sim

Leandre                               PR          Sim

Roberto de Lucena         SP           Não

Uldurico Junior                 BA          Não

Total PV: 6

 

REDE

Alessandro Molon          RJ           Não

Aliel Machado                   PR          Não

João Derly                          RS           Não

Miro Teixeira                     RJ           Não

Total REDE: 4

 

Solidariedade

Augusto Carvalho           DF          Não

Augusto Coutinho          PE           Sim

Aureo                                  RJ           Não

Benjamin Maranhão      PB          Sim

Carlos Manato                  ES           Não

Delegado Francischini   PR          Não

Laercio Oliveira                 SE           Sim

Laudivio Carvalho            MG        Não

Lucas Vergilio                    GO         Sim

Major Olimpio                  SP           Não

Paulo Pereira da Silva    SP           Não

Wladimir Costa                 PA          Sim

Zé Silva                              MG        Não

Total Solidariedade: 13

 

Prefeitura de Ribeirão admite possibilidade de não descontar de servidores que aderirem a greve de sexta-feira (28).

Às vésperas o chamamento por parte das 09 Centrais Sindicais, dos trabalhadores para Greve Geral nesta sexta-feira (28) contra as reformas propostas pelo Governo Federal, que atingem diretamente direitos trabalhistas e previdenciários, a prefeitura municipal de Ribeirão Pires sinalizou a possibilidade de não descontar dos servidores que aderirem ao ato.

A informação aparece em post feito pelo Sineduc onde é expresso: “Especificamente em relação à Prefeitura de Ribeirão Pires, protocolamos ofício junto à Secretaria de Educação e hoje (27) realizamos reunião com a Sra. Secretária, objetivando garantir que os trabalhadores não sejam prejudicados com desconto em suas remunerações por aderirem à referida Greve ou por não conseguir chegar ao Trabalho devido à paralisação dos transportes públicos. ”

Segundo ainda o post é dito que “Na referida reunião, a Secretária Flávia Banwart declarou que a Administração não tem interesse em prejudicar os trabalhadores. E que está ciente das dificuldades de locomoção geradas pela Greve Geral. Foi consensuado que orientação à equipe gestora será passada, no sentido de oportunizar a todos os trabalhadores compensação deste dia, não causando então nenhum desconto”.

Em contato com a presidente do Sineduc, Perla de Freitas, a mesma informou “que passada a Greve, o trabalhador deve protocolar justificativa de falta junto à chefia imediata e direção escolar, solicitando que esta seja anexada ao seu Registro de Ponto” e também que “os trabalhadores devem ficar em casa uma vez que todo o sistema de transporte não irá funcionar”.

No dia 25 de abril, o Sineduc protocolou oficio na administração municipal com alegações para a greve, abrindo canal de negociação para o não desconto pelo possível dia de paralisação.

Temer e Cunha são os mais odiados do país, aponta pesquisa IPSOS.

Uma nova pesquisa comprovou aquilo que as ruas já mostram: Michel Temer empatou com o ex-deputado Eduardo Cunha no posto de político mais odiado do Brasil.

A desaprovação a Michel Temer saltou nove pontos em um mês e agora, pela primeira vez desde sua posse, iguala-se à taxa do ex-deputado Eduardo Cunha, personalidade pública mais rejeitada do Brasil em reiteradas pesquisas.

Conforme levantamento da Ipsos realizado no início de abril, 87% dos brasileiros desaprovam a forma como Temer vem atuando. Em relação a Cunha, hoje preso pela Lava-Jato, as menções negativas alcançam 90%. Como a margem de erro é de três pontos, trata-se de um empate técnico.

“A aprovação a Temer também sofreu mudança relevante no período de um mês. Caiu de 17% para 10% (em outubro de 2016, em seu melhor momento, chegou a 31%). Nesse quesito, porém, ele aparece melhor que Cunha, aprovado por apenas 2%.

A Ipsos, que faz esse monitoramento mensalmente, ouviu 1.200 pessoas em 72 municípios entre 1º e 12 de abril. O noticiário sobre as reformas já era intenso. As entrevistas, no entanto, foram feitas antes da divulgação das delações da Odebrecht, que atingiram Temer e vários outros políticos da situação e da oposição.

No capítulo de avaliação do governo federal, a pesquisa também traz más notícias para o presidente. Os brasileiros que julgam a administração como boa ou ótima somam apenas 4%, a menor taxa desde a posse. É numericamente o mesmo patamar apurado no pior período da gestão da ex-presidente Dilma Rousseff, entre setembro de novembro de 2015.

Na ponta oposta, a taxa dos que avaliam o governo atual como ruim ou péssimo sobe mês a mês. Era de 59% em janeiro e fevereiro, passou para 62% em março, atingiu 75% em abril.”

Os mais aprovados do país

Apesar do massacre midiático liderado pela Globo e da caçada judicial, o ex-presidente Lula aparece em primeiro lugar em aprovação, com 34% da preferência do eleitor. Em segundo lugar vem a ex-senadora Marina Silva (Rede), com 24%.

Em terceiro aparece o senador José Serra (PSDB), com 18% de aprovação, seguido pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) e pelo prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), ambos com 14%. O presidenciável do PDT Ciro Gomes vem na quinta colocação, com 11%.

O senador Aécio Neves (PSDB), está na última colocação da preferência do eleitorado brasileiro, com apenas 9% de aprovação, empatado com o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ).

A Ipsos, que faz esse monitoramento mensalmente, ouviu 1.200 pessoas em 72 municípios entre 1º e 12 de abril, com uma margem de erro de três pontos percentuais. Números foram divulgados pelo jornal Valor Econômico.

Câmara discute a destruição das Leis Trabalhistas.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, abriu nesta tarde a ordem do dia da Casa para discutir e votar o projeto de lei (PL 6787/2016), que trata da reforma trabalhista; a matéria é a única que consta na pauta do plenário hoje; se aprovada, a matéria acaba, na prática, com a CLT, conquista histórica dos trabalhadores. Assista ao vivo pelo canal do Youtube.

Ribeirão Pires abre processo seletivo para médicos e professores temporários.

A prefeitura de Ribeirão Pires abriu processo seletivo para a contratação de médicos e professores temporários.

São 17 vagas para médicos, sendo 8 paras Médicos Plantonistas Socorristas Clínico Geral e 9 Médicos Plantonistas Socorrista Pediatra ambas com carga horária de 24 horas semanais e remuneração de R$ 2.665,50.

As inscrições serão efetuadas no período de 26/04/2017a 28/04/2017 e de 02/05/2017 a 03/05/2017, na Sede da Secretaria Municipal de Saúde e Higiene, situada na Estrada da Colônia nº 2579, Bairro Santa Luzia, no horário das 9:00 as 16:00 horas.

Para professores serão contratados temporariamente Professores A, Professores B e Professores de Desenvolvimento Infantil para o ano de 2.017.

As inscrições acontecem nos dias 08, 09, 10 e 11 de maio de 2.017, na sede da Secretaria de Educação. Os interessados deverão apresentar no ato da inscrição os originais e cópias do RG, CPF, comprovante de residência, certidão de nascimento dos filhos menores, documentos de comprovação da certificação/habilitação conforme os requisitos necessários para a inscrição pretendida, assim como demais certificações e pontuações de tempo de magistério.

Segundo a prefeitura “a relação com os inscritos será encaminhada para publicação no Diário Oficial do Município em 17/05/2017, e divulgada na sede da Secretaria de Educação, Inclusão, Cultura e Tecnologia na mesma data, cabendo um dia útil (19/05/2.017) para recurso, a partir da data da publicação. A relação final dos inscritos será divulgada na sede da SEIT e publicada no Diário Oficial do Município de 24/05/2017.

A prova seletiva será realizada no dia 28 de maio 2017, às 9:00 horas para Professor A e Professor de Desenvolvimento Infantil; e às 13:00 horas para Professor B, na Escola Municipal Engenheiro Carlos Rohm I, localizada à Rua Primeiro de Maio, 170 – Jardim Itacolomy – Ribeirão Pires.

Para saber mais, clique aqui.

Católicos e evangélicos se unem contra reformas e chamam fiéis para a Greve Geral do dia 28.

Lideranças católicas e de igrejas evangélicas divulgaram posição oficial contra as reformas trabalhista e previdenciária e a retirada de direitos impostas pelo governo Michel Temer. Religiosos expressaram também apoio à greve geral do dia 28 de abril. Igrejas evangélicas brasileiras emitiram um pronunciamento oficial sobre as decisões tomadas com relação a Reforma da Previdência, em tramitação da Câmara do Deputados, entre elas a que cria novas regras na Previdência Social, levando os brasileiros a terem que trabalhar muito mais para conseguir se aposentar e praticamente tornando impossível o trabalhador receber o teto do benefício. O texto aguarda o Relator da Comissão Especial, emitir um parecer sobre a proposta de emenda constitucional 287 de 2016 (PEC 287/16).

Entre as organizações que assinam o documento de posicionando contra a Reforma, estão a Convenção Batista Brasileira; a Convenção Batista Nacional; a Igreja Evangélica de Confissão Luterana Brasileira; a Igreja Evangélica Luterana do Brasil; a Igreja Metodista no Brasil; a Igreja Metodista Livre; a Igreja Presbiteriana Independente do Brasil; a Igreja Presbiteriana Brasileira; a Igreja Presbiteriana Unida e a União das Igrejas Evangélicas Congregacionais do Brasil, entre outras.

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), instância máxima da Igreja Católica, no país, também emitiu no último dia 23, uma nota de apoio à greve geral, aprovada em seu Conselho Permanente.

Confira a íntegra do documento, publicado clicando aqui e aqui.

Ribeirão Pires realiza pré-conferência de Educação na próxima quarta-feira, 03 de maio.

Acompanhar a efetividade do Plano Municipal de Educação de Ribeirão Pires como norteador para as políticas públicas na próxima década em harmonia com as diretrizes gerais do Sistema Nacional e do Plano Nacional de Educação é o foco da Pré-Conferência Municipal de Educação, que será realizada na próxima quarta-feira (03/05), a partir das 18:30 no Complexo Ayrton Senna – avenida Prefeito Valdírio Prisco, 193 – Teatro Euclides Menato.

O encontro é voltado para professores, diretores, pais de alunos e representantes de Conselhos Escolares, os diversos Conselhos Municipais de Direitos no município, universidades, rede municipal e estadual de ensino, escolas particulares e sociedade civil organizada. No evento, além de alinhar as diretrizes dos dois planos, serão eleitos delegados que representarão o município na Conferência Regional de Educação, no mês de junho na cidade de São Bernardo do Campo.

Segundo a representante do sindicato dos professores estaduais em Ribeirão Pires (APEOESP), Juliana Roncon “a Pré-Conferência é um momento fundamental que assegura o debate, o comprometimento social e a participação popular na busca da qualidade da Educação, articulando todos os sistemas de ensino e garantindo o olhar para a cidade como um todo”.

Os interessados em participar das discussões podem realizar inscrição junto a Apeoesp – Ribeirão Pires, Conselho Municipal de Educação, Apraespi, Faculdades Integradas de Ribeirão Pires (FIRP) ou na Secretaria Municipal de Educação, apresentando RG, CPF e comprovante de residência, até o dia 27 de abril de 2017 (quinta-feira). As inscrições também podem ser realizadas via internet. Clique aqui.

Prefeitura de Ribeirão Pires instaura inquérito e investiga roubo na Fordlândia.

A prefeitura de Ribeirão Pires nomeou uma Comissão de Sindicância nesta segunda-feira (24), para apurar arrombamento e furto de materiais nas dependências do Parque temático Fordlândia, localizado no parque municipal Milton Marinho (Camping).

A contar da data da publicação, a comissão investigadora já constituída dispõe de 60 dias para apresentar o relatório final podendo o prazo ser estendido por mais 60 dias.

O parque temático Fordlândia, foi um dos principais projetos do ex-prefeito Saulo Benevides e integra o complexo Teleférico Cidade Encantada que foi alvo de grandes mobilizações favoráveis e contrarias na Estância. Atualmente, as obras encontram-se paralisadas.

Para saber um pouco mais sobre o projeto, assista abaixo e maquete digital.

Negociações entre Sineduc e Prefeitura começam a dar frutos. Professores obtém conquista histórica.

Após meses de negociações entre o Sineduc e a Prefeitura de Ribeirão Pires, os primeiros frutos já começam a ser colhidos.

Segundo a presidente do Sineduc, Perla de Freitas, “foi fechado acordo onde a partir deste mês de abril, os professores que por ausência ou falta de professor especialista “B” (Infantil e Fundamental I), serão remunerados pelas aulas suplementares”.

O pleito feito pelo Sindicato tem base na Lei Federal 11.738/08 (Lei do Piso Nacional do Professor), que estabelece que 1/3 da jornada de trabalho semanal dos Professores deve ser utilizada para atividades de formação, registro, planejamento, que são inerentes da função de Professor.

“Quero agradecer a sensibilidade do governo municipal que soube ouvir a categoria uma vez que a maioria das Administrações Municipais e também o Governo do Estado tem ignorado ou distorcido a aplicação da referida lei, prejudicando os acúmulos legais dos professores e sobrecarregando-os de aulas”, disse Perla.

A sindicalista disse ainda que foi através de negociação com a Secretária de Educação Flávia Banwart e com o prefeito Kiko que foi possível esta conquista histórica.

“Temos convicção de que esta medida por si só, não resolverá integralmente as alterações que serão necessárias para cumprir totalmente a jornada prevista nesta importante lei, outras medidas necessárias ainda estão sendo debatidas entre sindicato e prefeitura, de forma que nenhum professor de Ribeirão Pires deixe de usufruir o que lhe é garantido em Lei. Esperamos muito em breve poder anunciá-las e acompanhar sua implementação. Porém, a medida garantida através da Resolução 12/2017 assinada pela secretária de Educação, Flávia Banwart, vem ao encontro de importante e antiga reivindicação do sindicato junto aos Professores e tem grande ineditismo. Devemos comemorar e continuar a luta e o diálogo para avançar em todas as questões relativas à qualidade da Educação e a melhoria das condições de trabalho dos Educadores”, conclui Perla de Freitas.

Sineduc e Administração Municipal seguem atualmente negociando o pagamento do Piso Nacional Docente, correção de perdas inflacionárias para os servidores, revisão do Estatuto do Servidores e abertura de processo seletivo para professores temporários.

Kiko repassará mais de R$ 2.400.000,00 a entidades assistênciais de Ribeirão Pires.

O prefeito de Ribeirão Pires, Kiko Teixeira repassará para entidades assistenciais do município o total de R$ 2.441.996,80. O montante será dividido entre 11 entidades que trabalham com crianças e adolescentes, idosos, mulheres, portadores de necessidades especiais e pessoas em situação de rua. As verbas são constituídas por repasses municipal, estadual e federal.

A intenção do governo municipal, foi confirmada através de ato oficial publicado nesta quarta-feira (19), onde é sancionada e promulgada a LEI Nº 6.147, DE 18 DE ABRIL DE 2017.

Para o presidente da Câmara, vereador Rubão Fernandes, o prefeito Kiko ao propor o projeto de Lei demonstrou total sensibilidade social e responsabilidade com os cidadãos em situação de carência e vulnerabilidade.

“Quero parabenizar a atitude do prefeito Kiko pela iniciativa de encaminhar o projeto a esta Casa de Leis sem me esquecer de agradecer a todos os vereadores que não mediram esforços para aprovar esta importante pauta legislativa. Me recordo que na gestão anterior recebíamos muitas críticas destas mesmas entidades que hoje serão beneficiadas em seus projetos sociais. Estamos vivendo um novo ciclo político em Ribeirão Pires, e muito me alegro de poder contribuir neste processo que atende essa importante demanda do Terceiro Setor”, disse o presidente Rubão.

A maior parte dos recursos que serão repassados, são por parte da Prefeitura de Ribeirão Pires, que totalizam R$ 1.788.528,00. O Governo Federal contribui com R$ 336.528,00 e o Governo Estadual participa com R$ 315.940,80.

Tentamos contato com o prefeito Kiko para se pronunciar sobre o fato mas obtivemos sucesso ou mesmo retorno até o fechamento desta matéria.

Veja abaixo as tabelas com as entidades que serão beneficias e os respectivos valores.

 

João Doria demite Soninha em vídeo público.

Sempre inovando, o prefeito de são Paulo, João Doria despachou Soninha Francine de volta à Câmara dos Vereadores, encerrando sua participação em seu governo. O prefeito quer “colocar um pouco mais de força na gestão“ e que, após uma conversa “produtiva, altiva, elevada e de muito sentimento“, demitiu a secretária de suas funções.

Soninha Francine ocupava a cadeira da Secretaria de Assistência Social. No vîdeo, Doria diz que “ambos“ chegaram à conclusão de que ela deve voltar à Câmara, para que ele coloque alguém que coloque um “pouco mais de força na gestão administrativa dessa secretaria, o que é mais pesado um pouco“, diz ele, “é construção, obra, implementação de novos CTAS, espaços vida“. E coroou com “tudo isso exige uma demanda que não está dentro do espírito da Sonia“.

Soninha não respondeu no vídeo, mas usou sua página no Facebook para dar seu recado, dizendo que, apesar de andar rápido, não correspondeu ao ritmo do prefeito. Veja o vídeo abaixo.

Lula já seria eleito em 1º turno, aponta pesquisa Vox Populi.

Se as eleições presidenciais fossem hoje, o ex-presidente Lula seria eleito em primeiro turno em todos os cenários pesquisados, mostra pesquisa Vox Populi, realizada entre os dias 6 e 10 de abril.

Lula tem de 44% a 45% dos votos válidos contra 32% a 35% da soma dos adversários nos três cenários da pesquisa estimulada. São os votos válidos, excluídos os nulos, em branco e abstenções, que valem para definir o resultado das eleições.

Na comparação com Aécio (13% em dezembro e 9% em abril), Lula subiu de 37% em dezembro para 44% em abril. Jair Bolsonaro (PSC-RJ) subiu de 7% para 11% das intenções de voto. Marina se manteve com 10% e Ciro Gomes (PDT-CE) os mesmos 4%. A soma dos adversários é de 34% dos votos válidos, os únicos contabilizados pelo Tribunal Superior Eleitoral.

Na comparação com Alckmin (10% em dezembro e 6% em abril), Lula sobe para 45% contra 38% em dezembro. Bolsonaro subiu de 7% para 12%. Marina caiu de 12% para 11% e Ciro de 5% para 4%. A soma dos adversários é de 33% das intenções de votos.

Na comparação com Doria, Lula tem 45% das intenções de voto; Marina e Bolsonaro empatam com 11%; Ciro e Doria empatam com 5%; ninguém/ bancos/nulos têm 16%; não sabem/não responderam têm 7%. A soma dos adversários é de 32%.

Lula também vence no segundo turno

Nas simulações de segundo turno, Lula também vence todos os candidatos. Se as eleições fossem hoje, Lula venceria Aécio Neves (PSDB-MG) por 50% a 17% das intenções de voto; Geraldo Alckmin (PSDB-SP) por 51% a 17%; Marina Silva (Rede-AC) por 49% a 19%; e João Doria (PSDB-SP) por 53% a 16%.

Lula é o mais citado espontaneamente

No voto espontâneo, quando os entrevistados não recebem as cartelas com os nomes dos candidatos, Lula também vence todos os possíveis candidatos. Lula tem 36% das intenções de voto – em dezembro eram 31%; Doria surgiu com 6% das intenções. Aécio, Marina e Alckmin registraram queda de intenção de votos em relação à pesquisa realizada em dezembro do ano passado. Aécio caiu de 5% para 3%; Marina, de 4% para 2%; FHC, de 3% para 1%; e, Alckmin, de 2% para 1% – 8% disseram que votariam em outros; ninguém/branco/nulo totalizou 14% e não sabe/não responderam 29%.

 

Quanto mais o povo conhece Temer, melhor avaliado é Lula

À pergunta quem é o melhor presidente que o Brasil já teve 50% responderam que é Lula (em dezembro eram 43%). O segundo colocado é FHC, que registrou queda na preferência do povo: 11% em abril contra 13% em dezembro/2016.

Apesar da grande exposição negativa na mídia, a maioria dos brasileiros diz que ele é trabalhador (66%), um líder e um bom político (64%), bom administrador/competente (58%), é capaz de enfrentar uma crise (58%), entende e se preocupa com os problemas das pessoas (57%), é sincero/tem credibilidade (45%) e é honesto (32%).

Aumentou para 57% o percentual de brasileiros que acham que Lula tem mais qualidades que defeitos (35%). Em dezembro do ano passado, 52% achavam que ele tinha mais qualidade e 39% mais defeitos.

Também aumentou para 66% (em dezembro eram 58%), o percentual dos entrevistados que acham que Lula cometeu erros, mas fez muito mais coisas boas pelo povo e pelo Brasil. Já os que acham que ele errou muito mais do que acertou caiu de 34% em dezembro para 28% em abril.

Já em relação aos que admiram Lula, apesar da perseguição cruel da Lava Jato, aumentou de 33% para 35% o percentual dos que admiram Lula. Em dezembro de 2016, 33% dos entrevistados admiravam/gostavam muito de Lula; em abril o percentual aumentou para 35%. Já o percentual dos que não admiram/nem gostam caiu de 37% no ano passado para 33% este ano.

O mais admirado e também o presidente que melhorou a vida do povo. Para 58% dos brasileiros, a vida melhorou nos 12 anos de governos do PT, com Lula e Dilma. Apenas 13% disseram que piorou e 28% responderam que nem melhorou/nem piorou.

A pesquisa CUT-VOX POPULI entrevistou 2000 pessoas, em 118 municípios brasileiros. A margem de erro é de 2,2 %, estimada em um intervalo de confiança de 95%.

Foram ouvidas pessoas com mais de 16 anos, residentes em áreas urbanas e rurais, de todos os Estados e do Distrito Federal, em capitais, Regiões Metropolitanas e no interior.

Confira aqui a íntegra da pesquisa.

Kiko inicia reforma administrativa em Ribeirão Pires.

Após a aprovação pela Câmara Municipal do PL nº 013/2017 na última quinta-feira (13) que autoriza adequação e reestruturação das Secretarias de Segurança Pública e da Secretaria de Obras foi cumprida a formalidade legal nesta terça-feira (18), no Diário Oficial Eletrônico da cidade a publicação da sanção do prefeito.

Com o ato, o prefeito Kiko Teixeira para a responsabilidade administrativa do Fundo Especial do Bombeiro (FEBOM) a Secretaria de Segurança Pública e pretende organizar o Núcleo de Planejamento Integrado (NPI) junto a Secretaria de Obras  que poderá ser formada por equipe multidisciplinar composta por funcionários das secretarias de Obras, Finanças, Infraestrutura Urbana, Educação e Tecnologia, Saúde e Higiene, Esportes e Lazer, Cultura e turismo, assuntos Estratégicos, Desenvolvimento Urbano e Habitação, Meio ambiente e Assuntos Jurídicos.

Com iniciativa, Kiko dá um passo “timorato” se comparado a sua “Proposta de Governo” apresentada a Justiça Eleitoral ainda em período de campanha. Para ter acesso a íntegra do documento, leia abaixo ou clique aqui e baixe o documento em PDF.

Ministro Fachin abre investigação contra 09 ministros, 29 senadores e 42 deputados.

O ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, determinou abertura de 83 inquérito contra 108 pessoas no âmbito da investigação do esquema de propina na Petrobras. A lista foi divulgada no blog do jornalista Fausto Macedo, do jornal O Estado de S. Paulo.

Nela, há nove ministros do governo Temer, 29 senadores e 42 deputados federais, incluindo os presidentes das duas casas, Eunício Oliveira (PMDB-CE) e Rodrigo Maia (DEM-RJ), três governadores, um ministro do TCU e 24 outros alvos que não têm foro privilegiado, mas estão relacionados aos fatos envolvendo os políticos e autoridades da lista de Fachin.

Os senadores Aécio Neves (MG), presidente do PSDB, e Romero Jucá (RR), presidente do PMDB, são os políticos com o maior número de inquéritos a serem abertos: cinco cada. Os pedidos de abertura de inquérito têm como base as delações de 78 executivos da Odebrecht.

O governo Temer é atingido em cheio. São alvos dos pedidos de investigação os ministros Eliseu Padilha (PMDB), da Casa Civil, Moreira Franco (PMDB), da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Kassab (PSD), da Ciência e Tecnologia, Helder Barbalho (PMDB), da Integração Nacional, Aloysio Nunes (PSDB), das Relações Exteriores, Blairo Maggi (PP), da Agricultura, Bruno Araújo (PSDB), das Cidades, Roberto Freire (PPS), da Cultura, e Marcos Pereira (PRB), da Indústria, Comércio Exterior e Serviços. Padilha e Kassab responderão em duas investigações, cada.

Confira a lista:

Senador Romero Jucá Filho (PMDB-RR)

Senador Aécio Neves da Cunha (PSDB-MG)

Senador Antônio Anastasia (PSDB-MG)

Senador Renan Calheiros (PMDB-AL)

Senador Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE)

Senador Paulo Rocha (PT-PA)

Senador Humberto Sérgio Costa Lima (PT-PE)

Senador Edison Lobão (PMDB-PA)

Senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB)

Senador Jorge Viana (PT-AC)

Senadora Lidice da Mata (PSB-BA)

Senador José Agripino Maia (DEM-RN)

Senadora Marta Suplicy (PMDB-SP)

Senador Ciro Nogueira (PP-PI)

Senador Dalírio José Beber (PSDB-SC)

Senador Ivo Cassol

Senador Lindbergh Farias (PT-RJ)

Senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM)

Senadora Kátia Regina de Abreu (PMDB-TO)

Senador Fernando Afonso Collor de Mello (PTC-AL)

Senador José Serra (PSDB-SP)

Senador Eduardo Braga (PMDB-AM)

Senador Omar Aziz (PSD-AM)

Senador Valdir Raupp

Senador Eunício Oliveira (PMDB-CE)

Senador Eduardo Amorim (PSDB-SE)

Senadora Maria do Carmo Alves (DEM-SE)

Senador Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN)

Senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES)

Deputado Federal Paulinho da Força (SD-SP)

Deputado Federal Marco Maia (PT-RS)

Deputado Federal Carlos Zarattini (PT-SP)

Deputado Federal Rodrigo Maia (DEM-RM), presidente da Câmara

Deputado federal João Carlos Bacelar (PR-BA)

Deputado federal Milton Monti (PR-SP)

Deputado Federal José Carlos Aleluia (DEM-BA)

Deputado Federal Daniel Almeida (PCdoB-BA)

Deputado Federal Mário Negromonte Jr. (PP-BA)

Deputado Federal Nelson Pellegrino (PT-BA)

Deputado Federal Jutahy Júnior (PSDB-BA)

Deputada Federal Maria do Rosário (PT-RS)

Deputado Federal Felipe Maia (DEM-RN)

Deputado Federal Ônix Lorenzoni (DEM-RS)

Deputado Federal Jarbas de Andrade Vasconcelos (PMDB-PE)

Deputado Federal Vicente “Vicentinho” Paulo da Silva (PT-SP)

Deputado Federal Arthur Oliveira Maia (PPS-BA)

Deputada Federal Yeda Crusius (PSDB-RS)

Deputado Federal Paulo Henrique Lustosa (PP-CE)

Deputado Federal José Reinaldo (PSB-MA), por fatos de quando era governador do Maranhão

Deputado Federal João Paulo Papa (PSDB-SP)

Deputado Federal Vander Loubet (PT-MS)

Deputado Federal Rodrigo Garcia (DEM-SP)

Deputado Federal Cacá Leão (PP-BA)

Deputado Federal Celso Russomano (PRB-SP)

Deputado Federal Dimas Fabiano Toledo (PP-MG)

Deputado Federal Pedro Paulo (PMDB-RJ)

Deputado federal Lúcio Vieira Lima (PDMB-BA)

Deputado Federal Paes Landim (PTB-PI)

Deputado Federal Daniel Vilela (PMDB-GO)

Deputado Federal Alfredo Nascimento (PR-AM)

Deputado Federal Zeca Dirceu (PT-SP)

Deputado Federal Betinho Gomes (PSDB-PE)

Deputado Federal Zeca do PT (PT-MS)

Deputado Federal Vicente Cândido (PT-SP)

Deputado Federal Júlio Lopes (PP-RJ)

Deputado Federal Fábio Faria (PSD-RN)

Deputado Federal Heráclito Fortes (PSB-PI)

Deputado Federal Beto Mansur (PRB-SP)

Deputado Federal Antônio Brito (PSD-BA)

Deputado Federal Décio Lima (PT-SC)

Deputado Federal Arlindo Chinaglia (PT-SP)

Ministro da Casa Civil Eliseu Lemos Padilha (PMDB-RS)

Ministro da Ciência e Tecnologia Gilberto Kassab (PSD)

Ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República Wellington Moreira Franco (PMDB)

Ministro da Cultura Roberto Freire (PPS)

Ministro das Cidades Bruno Cavalcanti de Araújo (PSDB-PE)

Ministro das Relações Exteriores Aloysio Nunes Ferreira (PSDB)

Ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços Marcos Antônio Pereira (PRB)

Ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Blairo Borges Maggi (PP)

Ministro de Estado da Integração Nacional, Helder Barbalho (PMDB)

Ministro do Tribunal de Contas da União Vital do Rêgo Filho

Governador do Estado de Alagoas Renan Filho (PMDB)

Governador do Estado do Rio Grande do Norte Robinson Faria (PSD)

Governador do Estado do Acre Tião Viana (PT)

Prefeita Municipal de Mossoró/RN Rosalba Ciarlini (PP), ex-governadora do Estado

Valdemar da Costa Neto (PR)

Luís Alberto Maguito Vilela, ex-Senador da República e Prefeito Municipal de Aparecida de Goiânia entre os anos de 2012 e 2014

Edvaldo Pereira de Brito, então candidato ao cargo de senador pela Bahia nas eleições 2010

Oswaldo Borges da Costa, ex-presidente da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais/Codemig

Cândido Vaccarezza (ex-deputado federal PT)

Guido Mantega (ex-ministro)

César Maia (DEM), vereador e ex-prefeito do Rio de Janeiro e ex-deputado federal

Paulo Bernardo da Silva, então ministro de Estado

Eduardo Paes (PMDB), ex-prefeito do Rio de Janeiro

José Dirceu

Deputada Estadual em Santa Catarina Ana Paula Lima (PT-SC)

Márcio Toledo, arrecadador das campanhas da senadora Suplicy

Napoleão Bernardes, Prefeito Municipal de Blumenau/SC

João Carlos Gonçalves Ribeiro, que então era secretário de Planejamento do Estado de Rondônia

advogado Ulisses César Martins de Sousa, à época Procurador-Geral do Estado do Maranhão

Rodrigo de Holanda Menezes Jucá, então candidato a vice-governador de Roraima, filho de Romer Jucá

Paulo Vasconcelos, marqueteiro de Aécio

Eron Bezerra, marido da senadora Grazziotin

Moisés Pinto Gomes, marido da senadora Kátia Abreu, em nome de quem teria recebido os recursos – a38

Humberto Kasper

Marco Arildo Prates da Cunha

Vado da Famárcia, ex-prefeito do Cabo de Santo Agostinho

José Feliciano

Prefeitura de Ribeirão Pires divulga relação de aprovados em processo seletivo para Professor de Apoio à Inclusão.

A prefeitura de Ribeirão Pires divulgou nesta segunda-feira (10), através do Diário Oficial Eletrônico, o Gabarito e a Relação com a classificação dos candidatos que prestaram a prova de Contratação Temporária de Professor de Apoio à Inclusão para o ano de 2.017, conforme Edital 001/2017. As inscrições ocorreram entre os dias 20 e 22 de março de 2017, na sede da Secretaria de Educação, Inclusão, Cultura e Tecnologia.

Segundo o edital 01/2017, “as convocações ocorrerão mediante edital que será afixado na sede da Secretaria de Educação, Inclusão, Cultura e Tecnologia, publicado no Diário Oficial de Ribeirão Pires e enviado por e-mail, especificando os dias, hora e locais, obedecendo rigorosamente a classificação até o momento da atribuição, ou seja, cada sessão de atribuição obedecerá a sequência numérica dessa classificação sendo que a sessão seguinte iniciará a partir do último candidato chamado na sessão anterior. Os convocados deverão comparecer munidos de documento de identidade – RG ou se fazer representar por procurador, legalmente constituído, portando xerocópia dos documentos mencionados, na sede da Secretaria de Educação, Inclusão, Cultura e Tecnologia ou em outro local a ser divulgado no Edital das sessões de atribuição de aulas”.

Veja abaixo a classificação da prova para professor de Apoio à Inclusão. Para ver a íntegra da publicação, clique aqui.

Classificação Número da

Inscrição

Nome RG Pontuação Prova TOTAL
GERAL
1 9 Maria de Fátima Nogueira 10.358.158-3 1026 6,5 1032,5
2 86 Mirene Rita Coutinho 15.761.044-5 1024,7 5,5 1030,2
3 117 Darci Sanches Peres Mozelli 9.833.707-5 718,7 8 726,7
4 121 Roseli Oliveira dos Santos 22.619.631-8 721,2 5 726,2
5 48 Marilene Rodrigues da Silva 33.157.273-4 714,4 8 722,4
6 111 Maria Madalena do Nascimento 45.490.177-x 693,98 5,5 699,48
7 4 Edilaine Gigi Ramos Fracasso 22.806.508-2 687 6,5 693,5
8 81 Educineia Luciano de Oliveira 20.870.173-4 668,4 5,5 673,9
9 147 Angelita Aparecida da Silva 20.870.536-3 631,4 6,5 637,9
10 23 Marineia Luciano Faria 19.212.782-0 620,8 8 628,8
11 112 Silvana Anita dos Santos Morais 26.552.337-0 620,12 3,5 623,62
12 96 Suzane Alves 33.265.468-0 597,76 6,5 604,26
13 60 Wellington de Lima Silva 34.470.247-9 592,2 8 600,2
14 26 Claudia Eli Lima Vieira Pinto 23.976.846-2 582,5 7 589,5
15 95 Daniela Aparecida Chinaqui 41.586.806-3 528,3 6,5 534,8
16 63 Ana Maria da Silva Bertoncini 11.640.630-6 517,9 6,5 524,4
17 174 Maria de Fátima Batista Cabral 26.883.804-5 495,52 6 501,52
18 47 Cecília Silvia Gabriel Dias 17.552.162-0 423,4 7 430,4
19 110 Maria Aparecida Feitoza 8.978.399-2 423,1 7 430,1
20 57 Leila Jurema Bilek 22.286.091-1 416,1 6,5 422,6
21 154 Suely Aparecida Augusto 11.641.014-0 410,2 8,5 418,7
22 14 Any Mery de Souza Alves 29.606.960-7 409,2 6 415,2
23 6 Rosa Maria Silva 19.397.587-7 382 5,5 387,5
24 62 Alessandra Márcia dos Santos 28.049.467-1 376,5 7 383,5
25 115 Patrícia Souza Prado Sulla 22.204.308-8 358,8 4,5 363,3
26 84 Rosana Kijotok 15.882.714-4 333,6 6 339,6
27 78 Valeria Gramlich Mistrello 23.733.538-4 320 6 326
28 32 Eurides Soares Batista 33.972.545-x 312 6,5 318,5
29 133 Monica Regina Lima de Paula 23.886.746-8 305,08 5,5 310,58
30 40 Viviane Santolaja Silva 42.999.810-7 304,3 6 310,3
31 109 Adriana dos Anjos Souza 28.799.250-0 294,8 6 300,8
32 75 Márcia Aparecida Inocencio dos Santos 23.458.291-1 291 7,5 298,5
33 94 Alcileia Aparecida de Abreu 23.302.323-9 291,3 6 297,3
34 17 Marlene Ferreira de Souza Beltrão 53.669.415-1 269,8 7,5 277,3
35 18 Monize Beltrão de Souza 44.217.893-1 251,4 7,5 258,9
36 54 Cleide Aires Praxedes 15.765.963-x 249,6 7 256,6
37 170 Maria Zenaide de Araujo Souza 50.932.415-0 250,6 5 255,6
38 155 Ana Paula de Souza Silva 42.227.680-7 244,6 6 250,6
39 30 Marli Davi Medeiros 17.130.497-4 236,2 6,5 242,7
40 39 Maria de Fátima Mendonça da Silva 11.909.703-0 235,6 5,5 241,1
41 5 Andrea Aparecida da Silva Nunes 19.397.591-9 220,4 6,5 226,9
42 51 Simone Maria de Souza 41.858.235-x 219,4 5 224,4
43 53 Juliana Aparecida dos Santos 28.632.958-x 210,6 5,5 216,1
44 76 Selma Santos de Ruas 40.485.030-3 212 4 216
45 77 Isabel Aparecida Tomaz de Oliveira 13.837.428-4 210 4,5 214,5
46 99 Ana Paula Coppatto dos Santos 34.107.331-3 207 7 214
47 13 Mary Olavia da Silva 19.172.410-5 192,4 6 198,4
48 89 Ana Paula Maria do Carmo 34.496.893-5 193,4 5 198,4
49 90 Andressa Gonçalves 42.305.025-4 178,8 7 185,8
50 35 Sara Ferreira Arlindo dos Santos 45.186.139-5 173,8 6 179,8
51 153 Ana Paula Reis de Souza 41.858.842-9 171,6 7 178,6
52 148 Maria Aparecida da Silva 39.463.313-1 171,2 7 178,2
53 181 Luciana Simões Batista Barbosa 33.058.923-4 168,6 8 176,6
54 178 Rosinei Correia Barbosa 22.194.856-9 166,6 6 172,6
55 172 Maria de Lourdes Mansur Ribeiro 36.538.440-9 164,8 7,5 172,3
56 85 Edina Marques da Silva Rodrigues 58.572.042-3 159,8 6,5 166,3
57 183 Valquiria Ap. do Nascimento Claro 20.477.051-8 156,4 4,5 160,9
58 167 Michelly Braga Caparroz Saraiva 29.200.175-7 149,4 7 156,4
59 187 Dorcas Conceição Alexandre Ferreira 14.359.501-5 135 7,5 142,5
60 182 Sibeli Theodoro Rodrigues 33.619.506-0 129 5,5 134,5
61 173 Tais Fernandes 29.722.543-1 128,4 6 134,4
62 145 Vera Lucia Dalla Pria 11.546.131-0 128,1 5,5 133,6
63 159 Rosangela Moreira 32.627.825-4 114,8 6,5 121,3
64 67 Maria Vanuza Pereira da Silva 57.008.297-3 110,6 6 116,6
65 146 Arieli Dias de Oliveira 30.784.163-7 102,8 7 109,8
66 3 Cleide Ribeiro Gomes Fernandes 27.624.875-2 93,6 5 98,6
67 56 Ariane Ramos da Luz 27.556.290-6 80,5 8 88,5
68 152 Ivone da Paz Souza 25.057.844-x 50 5,5 55,5
69 12 Adriana Raquel de França Lopes 23.437.027-0 36,2 5,5 41,7
70 22 Roselaine de Godoi Almeida 27.021.805-1 24 7,5 31,5
71 44 Márcia Betania de Almeida Araujo 33.536.587-5 18 9 27
72 10 Kelly Christiane de Oliveira Cordeiro 55.981.677-7 20 6,5 26,5
73 82 Wanderley Jesus do Nascimento 26.785.420-1 17 9 26
74 162 Cintia de Oliveira Vitor 33.319.838-4 17,8 7 24,8
75 27 Valeria de Souza Pereira 45.343.402-2 15 7 22
76 21 Iraneide Leite da Silva 28.277.182-7 13 7,5 20,5
77 114 Marineide Ap. Sousa Nunes dos Santos 25.551.207-7 12 7,5 19,5
78 125 Diego Oliveira de Lemos 33.714.984-7 14 5 19
79 11 Elisabete dos Anjos Kajiya 18.690.494-0 13 6 19
80 20 Edinalva Evangelista da Silva 32.722.833-7 9 7,5 16,5
81 101 Juliana de Oliveira 45.646.331-8 9 7,5 16,5
82 46 Lilian Schadek de Brito Celestino 32.754.015-1 8 7 15
83 119 Claudia Pereira Leal 33.904.022-1 6 8 14
84 16 Renata Silva Cerqueira Santos 23.913.301-8 6 8 14
120 188 Luciana Amado 24.926.369-5 6 8 14
85 106 Denise de Oliveira Souza 48.561.111-9 6 7,5 13,5
86 7 Juliana Maria Jacinto 26.122.169-3 6 7,5 13,5
87 49 Ronecia Maria de Sousa 43.226.297*0 5 7,5 12,5
88 161 Zuleika Venancio Rodrigues 26.811.781-0 6 6,5 12,5
89 19 Magno Fabiano Simões 41.990.161-9 8 4 12
90 128 Darlene da Rocha Concato 57.124.779-9 5 6,5 11,5
91 166 Odineia da Silva Bispo 27.173.401-2 6 5,5 11,5
92 138 Maria Nery da Silva 32.400.009-1 6 3,5 9,5
93 184 Maria Nazareth da Paz Gaeta 13.362.607-6 3 6 9
94 31 Sandra Leal Leite da Silva 33.212.201-3 7 2 9
95 129 Talita Rocha Concato 48.320.775-5 0 8,5 8,5
96 43 Lazara Vieira Orsini 6.581.131-8 0 8 8
97 139 Selma Regina Santos 19.779.909-7 3 5 8
98 131 Vanessa Aparecida Leal de Souza 34.263.373-9 0 8 8
99 175 Gislaine Pereira Alves 41.936.087-6 0 7,5 7,5
100 36 Irenice de Souza Santos Amorim 24.924.319-2 0 7,5 7,5
101 134 Monique Franciele dos Santos 45.791.180-3 2 5,5 7,5
102 120 Nazare Severina Alves 54.528.341-3 0 7,5 7,5
103 143 Andrea Cristina Rossetti 23.977.652-5 0 7 7
104 140 Andreia Gussonatto Lima 23.977.438-3 0 7 7
105 165 Elisabete da Silva Martins 24.386.676-8 0 7 7
106 15 Maria Ines Moreira 10.428.450-x 0 7 7
107 149 Mary Anny Monteiro de Almeida 33.251.395-6 1 6 7
108 105 Rosana Dionizio Camargo Ferreira 32.335.188-8 0 7 7
109 142 Josenilda Farias de Oliveira 13.707.635-6 0 6,5 6,5
110 151 Neuza Aparecida Ribeiro 52.465.258-2 0 6,5 6,5
111 98 Nicolle Fleury Galetti Galvão 47.284.836-7 0 6,5 6,5
112 29 Oceanides Gomes da Rocha Vasconcelos 001.768.097-0 0 6,5 6,5
113 171 Vanessa Aparecida Cavalcante 34.229.884-7 0 6,5 6,5
114 169 Vanessa Rosani 41.587.805-6 0 6,5 6,5
115 107 Ariane da Silva Brandão 42.906.641-7 0 6 6
116 141 Cintia dos Santos Borges 30.453.308-7 0 6 6
117 28 Cleidimar Brandão Gualberto Silva 54.871.841-6 0 6 6
118 124 Fabiana Santos Guedes 29.226.793-9 0 6 6
119 104 Jaciara Lima dos Santos 23.484.750-5 0 6 6
121 116 Maria de Fátima Alves de Morais 11.778.394-8 0 6 6
122 135 Marinalva Marconde dos Santos 21.627.596-9 0 6 6
123 25 Marli dos Santos Figueiredo 19.397.474-5 0 6 6
124 91 Suellen Querino dos Santos 41.706.055-5 1,2 4,5 5,7
125 163 Fernanda de Jesus Quaresma 34.568.606-8 0 5 5
126 45 Patrícia de Barros Vieira 42.561.204-1 0 5 5
127 71 Solange Penhas Teixeira 11.718.284-9 0 5 5
128 66 Elizama Lima dos Santos 18.390.850-8 0 4,5 4,5
129 157 Marilda Marcondes dos Santos 22.786.296-x 0 4 4
130 168 Deisane Braga Caparroz Borilli 45.056.674-2 Não compareceu
131 123 Fabricia Helena Costa 13.426.492-0 Não compareceu
132 122 Josiane Aparecida Ferreira dos Santos 32.940.534-2 Não compareceu
133 8 Mariana Leal Miranda 13.331.167-3 Não compareceu
134 144 Liane de Carvalho Gomes 32.664.306-0 Não compareceu

Os interesses escusos na guerra de seis anos na Síria.

  • A família Assad pertence ao Islã tolerante da orientação Alawita.
  • As mulheres sírias têm os mesmos direitos que os homens ao estudo, à saúde e à educação.
  • Na Síria as mulheres não são obrigadas a usar burca. A Chária (lei Islâmica) é inconstitucional.
  • A Síria é o único país árabe com uma constituição laica e não tolera os movimentos extremistas islâmicos.
  • Cerca de 10% da população síria pertence a alguma das muitas confissões cristãs presentes desde sempre na vida política e social.
  • Noutros países árabes a população cristã não chega a 1% devido à hostilidade sofrida.
  • A Síria é o único país do Mediterrâneo que continua proprietário da sua empresa petrolífera, que não quis privatizar.
  • A Síria tem uma abertura à sociedade e cultura ocidentais como nenhum outro país árabe.
  • Ao longo da história houve cinco Papas de origem síria. A tolerância religiosa é única na zona.
  • Antes de ser atacada por vários grupos armados e mercenários a mando de forças externas, era o único país pacífico da zona, sem guerras nem conflitos internos.
  • A Síria é o único país árabe sem dívidas ao Fundo Monetário Internacional.
  • A Síria foi o único país do mundo que admitiu refugiados iraquianos sem nenhuma discriminação social, política ou religiosa.
  • Bashar Al Assad tem um suporte popular extremamente elevado.
  • Sabia que a Síria possui uma reserva de petróleo de 2500 milhões de barris, cuja exploração está reservada a empresas estatais?

Talvez agora consiga compreender melhor a razão de tanto intere$$e da guerra civil na Síria e de quem a patrocina.

CNBB combaterá reformas de Temer na Igreja.

Os bispos do Brasil estão decididos a agir contra a perda de direito dos cidadãos brasileiros. Para a CNBB (Confederação Nacional dos Bispos do Brasil), reformas como a trabalhista e a previdenciária, nos moldes propostos pelo governo do presidente Michel Temer (PDMB), podem até atender aos apelos do mercado, mas deixam de fora interesses básicos do cidadão –justamente o maior afetado por elas, e o que menos ou nada foi chamado a participar dessa discussão.

O grupo, que se reuniu com representantes da CUT (Central Única dos Trabalhadores) e de outras centrais sindicais no debate por uma agenda de mobilização contra as reformas, pretende abordar o assunto também nas missas.

As informações são de reportagem de Janaina Garcia no UOL.

“No último dia 23, a confederação divulgou uma nota em que criticou duramente a reforma previdenciária ao afirmar, por exemplo, que a proposta defendida pelo governo “escolhe o caminho da exclusão social”.

‘Por que não discutir abertamente com a sociedade temas como esses, mas sem se preocupar em sinalizar apenas para o mercado, e sim, preocupado com o cidadão? Não é possível, a partir de um gabinete, determinar o que um cidadão pode ou não”, afirma o secretário-geral da CNBB, Dom Leonardo Ulrich Steiner, 66.

Arcebispo auxiliar de Brasília e desde 2001 secretário-geral da entidade, Steiner falou ao UOL sobre como a representação máxima dos bispos, de um país ainda de maioria católica, pretende atuar em relação às medidas defendidas por Temer, seja em posicionamentos oficiais –além de nota do mês passado, o assunto deve entrar na pauta da Assembleia Geral anual da CNBB, no final deste mês –, seja em ações práticas nas comunidades eclesiásticas –como, por exemplo, a abordagem crítica das reformas em missas.

‘Não é uma posição político-partidária, mas política, no sentido da polis, do cuidado de todas as pessoas. É importante que se debata e que se converse sobre isso. E faremos’, afirmou.

Ribeirão Pires: Secretária de Educação é sabatinada pelos vereadores.

A Secretária de Educação, Inclusão e Tecnologia, Flávia Banwart, após convocação feita pelos vereadores de Ribeirão Pires, compareceu na tarde desta quinta-feira (07) para responder a questionamentos. Entre eles estão: denúncias de assédio moral, compra de merenda escolar, acesso por docente aos alimentos, dentre outros.

Sobre a aquisição em caráter emergencial da merenda Flávia justificou inabilidade de tempo para abertura de certame.

“Estamos a pouco mais de 90 dias à frente da pasta e não foi das mais confortáveis a situação deixada pela gestão anterior. Tivemos que tomar decisão de aquisição emergencial uma vez que verificamos que fornecedores (por falta de pagamento) não estavam atendendo aos contratos existentes por falta de pagamento. Só nos restou deliberar pelo contrato emergencial para que não faltasse merenda aos alunos. E não é verdade que proibimos que professores de comerem da merenda, apenas passamos orientações”.

Em 21 de fevereiro, este blog noticiou matéria com cópia da Rede nº 13 (ver aqui).

Após os esclarecimentos, a secretária questionada pelo vereador Amigão D’orto, se o tempo em que estava no comando da pasta não foram suficientes para abertura de processo licitatório, Flávia respondeu: “O senhor nunca acompanhou uma licitação, não sabe dos procedimentos? Informo aos vereadores que um processo desses consome pelo menos 180 dias”.

Flávia Banwart rebateu ainda acusações de que estaria cometendo assédio moral contra servidores.

“Isso não existe e é preciso que se tenha muito cuidado com este tipo de acusação. Lamentavelmente há certa banalização sobre o tema. A meu ver, toda e qualquer pessoa que se sinta prejudicada pode ingressar com processo administrativo. Estamos trabalhando na secretaria com muita seriedade caso não se comprove as acusações e caso não seja comprovado há com certeza direito de egresso”, explanou a secretária.

Ainda no uso da Tribuna, a gestora ressaltou que a sua pasta convocou 272 professores (PDI) aprovados e concurso.

“Convocamos 172 professores a mais do que estava previsto no edital e tenho consciência de que o número não é suficiente. Atualmente temos 37 professores auxiliares e 150 especialista. Encontra-se em estudos a contratação de professores volantes para que substituam faltas esporádicas de professores titulares”.

Com relação ao processo seletivo de professores contratados, Flávia argumentou que “em meados do mês de maio um edital será lançado”.

Jornalista Marcio Peninha sofre atentado a tiros em Rio Grande da Serra.

O jornalista Márcio Prado, responsável pelo blog do Peninha, foi vítima de um atentado neste final de semana em Rio Grande da Serra. O veículo do jornalista, que encontrava-se estacionado na garagem de sua casa, foi alvejado por cinco tiros, ninguém ficou ferido. Peninha relatou o fato em sua página na internet e nesta segunda-feira (3), o caso foi registrado na delegacia da cidade. Aos investigadores, o jornalista relatou que recebeu ameaças.

A Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo –  Abraji, afirmou que “se solidariza com o profissional e cobra da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo uma investigação célere, que identifique os responsáveis pelo crime contra o jornalista. A impunidade neste caso pode dar causa a uma escalada na violência. A insegurança pode levar Marcio Prado a fazer exatamente o que os agressores esperavam: deixar de investigar e de levar informação relevante à sociedade”.

Ribeirão Pires entrega novos armamentos e fardas à GCM.

Cerimônia de entrega dos equipamentos e materiais marcou posse de novo comando da guarda ribeirãopirense, Adelson da Conceição de Lima

Na tarde dessa sexta-feira, dia 31, a Prefeitura de Ribeirão Pires, por meio da Secretaria de Segurança Pública da cidade, entregou 40 novas pistolas calibre 380 e novos fardamentos à Guarda Civil Municipal. O evento de entrega de equipamentos e materiais também marcou a posse do novo comandante da GCM ribeirãopirense, Adelson da Conceição de Lima.

Durante a solenidade, membros da Guarda Civil Municipal receberam certificado de treinamento que os habilita para o uso de armamentos. A preparação da GCM foi realizada no Centro de Treinamento Tático (CTT) da cidade e pela empresa CBC, em parceria com a Prefeitura.

Presente na atividade, que encerra a programação de aniversário de 63 anos de Ribeirão Pires, o prefeito da cidade, Adler Teixeira – Kiko, falou sobre a importância do trabalho da GCM e da integração da corporação com as polícias Militar e Civil. “A segurança pública não é um desafio apenas para nossa cidade, mas em todo o Brasil e em todo o mundo. Sabemos das dificuldades no combate à violência e justamente por isso se torna ainda mais importante para a redução dos índices de criminalidade a ação conjunta entre PM, Polícia Civil e nossa Guarda”, afirmou.

 “Em pouco menos de 100 dias, estamos entregando novas armas e fardas para a GCM. Entregamos, ainda, aos moradores de Ouro Fino Paulista, nova Base da Guarda e, por meio de parceria com a CBC e o CTT da cidade, treinamos membros da corporação”, declarou Kiko.

O Secretário de Segurança Pública municipal, Coronel José Luís Navarro, também falou sobre os trabalhos realizados pela GCM. “Nossas ações permitem que as pessoas de bem possam trabalhar, ter seu tempo para lazer e curtir suas residências em paz. Estamos cuidando dos moradores, garantindo tranquilidade para que possam andar com liberdade e segurança em Ribeirão Pires”, disse.

O novo comandante da Guarda Civil Municipal, Adelson da Conceição de Lima, membro da GCM há quase 10 anos, agradeceu aos membros do efetivo pela dedicação no trabalho diário e comentou as diretrizes do trabalho da Guarda sob seu comando. “Vamos trabalhar para recuperar a autoestima dos guardas, pela modernização de nossos equipamentos e de nossa frota, além da qualificação e possível ampliação do efetivo da GCM”, pontuou.

Exclusivo: Bombeiros combatem incêndio na Francisco Monteiro.

Uma oficina mecânica localizada na avenida Francisco Monteiro, Bosque Santana – Ribeirão Pires, pegou fogo nesta sexta-feira (31). A reportagem do Repórter ABC/Caso de Política passava em frente do local quando percebeu que do local saia uma fumaça preta por entre as portas de aço da oficina.

De imediato foi acionado o 193, que em aproximadamente 10 minutos, viaturas da corporação já chegava onde homens do Corpo de Bombeiros munidos de cilindros de oxigênio rapidamente acoplaram mangueiras ao tanque da viatura, conseguindo êxito no controle das chamas no interior da edificação. Um dos bombeiros que participou da operação destacou que ao menos um dos veículos teve perda total.

No cenário interior, restou automóveis e paredes tingidas de preto como consequência das chamas e da intensa fumaça. Informações colhidas junto a vizinhança dão conta de que o expediente no local foi encerrado por volta das 18 horas.

Lamentavelmente nosso celular que continha as imagens apresentou defeito e não ligou mais, restando somente esta imagem. De qualquer forma o registro jornalístico foi feito. Luís Carlos Nunes

Relator da Reforma da Previdência tem empresa na lista de devedores do INSS.

O relator da Reforma da Previdência na Câmara dos Deputados, Arthur Maia (PPS-BA), é sócio de uma empresa que está na lista de devedores do INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social). O débito, estimado em R$ 151,9 mil, se refere a tributos previdenciários não pagos por uma distribuidora de combustíveis da qual Maia é sócio no interior da Bahia. Maia diz ter parcelado a dívida da empresa em 2013 e que, desde então, vem pagando seus débitos em dia. A Receita Federal, por sua vez, diz que o parcelamento de dívidas não muda a condição de devedor de um contribuinte.

Em sessão da comissão especial da Reforma da Previdência realizada nesta quinta-feira (30), Arthur Maia sentindo-se ofendido com o deputado Arlindo Chinaglia que o chamou de caloteiro, retrucou chamando o petista de vagabundo, ver vídeo abaixo.

Além de político, Maia é advogado e empresário. De acordo com o cadastro de pessoa jurídica da Receita Federal, o deputado aparece como sócio da empresa Lapa Distribuidora de Combustíveis, cuja sede fica no município de Serra do Ramalho, no interior da Bahia.

Em 2014, sua declaração de bens à Justiça Eleitoral indicava que ele tinha uma participação equivalente a R$ 15 mil do capital social da empresa.

Reprodução/Receita Federal

Base de dados da Receita Federal mostra que o relator da Reforma da Previdência na Câmara, Arthur Maia (PPS-BA), é sócio de uma distribuidora de combustíveis na Bahia

Segundo a lista de devedores da PGFN (Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional), a Lapa Distribuidora de Combustíveis possui cinco dívidas previdenciárias. Somadas, elas totalizam R$ 151.986,22.

Reprodução/Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional

Lista de devedores da Fazenda Nacional mostra que empresa do relator da Reforma da Previdência, Arthur Maia (PPS-BA), deve R$ 151,9 mil em tributos previdenciários

A lista de devedores da PGFN mostra somente as empresas ou pessoas físicas que possuem débitos com a Fazenda Nacional (incluindo o INSS) e o FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) e que estejam inscritos na chamada Divida Ativa da União.

A lista inclui contribuintes que tenham aderido a programas de refinanciamento de dívidas conhecidos como “Refis”. Empresas ou pessoas físicas que questionam os débitos judicialmente ou que já tenham pago a dívida integralmente, por exemplo, não aparecem nela.

Segundo a Receita Federal, o fato de um contribuinte aderir a um parcelamento de dívidas tributárias não o tira da condição de devedor da União. Entretanto, se o parcelamento estiver regular (pago em dia), o contribuinte pode solicitar uma certidão positiva (que indica a existência de dívidas) com efeitos de negativa (que indica a situação regular junto à Receita Federal).

“Os débitos ainda estão devedores em nossos sistemas, mas isso não impede que o contribuinte obtenha sua Certidão Positiva com Efeitos de Negativa após a análise de regularidade do pagamento das parcelas”, disse a Receita Federal por meio de sua assessoria de imprensa.

A reportagem tentou emitir certidão de regularidade fiscal da Lapa Distribuidora no site da Receita Federal, serviço disponível a qualquer cidadão desde que possua o CNPJ ou CPF do contribuinte. Esta certidão seria suficiente para atestar se a empresa está em situação regular ou não junto à Receita.

Entretanto, o portal da Receita Federal informou que não seria possível emitir o documento referente à Lapa Distribuidora, o que é um indício de que a a empresa não esteja regular junto ao órgão. Questionada sobre o assunto, a Lapa Distribuidora reafirmou que está pagando seu parcelamento em dia e que, em casos como o parcelamento ao qual aderiu em 2013, as certidões de regularidade fiscal só podem ser emitidas junto ao posto da Receita Federal do local onde a empresa está registrada.

A reportagem pediu então acesso a uma cópia da certidão de regularidade da Lapa Distribuidora, mas foi informada de que esse processo levaria até dez dias. A reportagem solicitou informações sobre a situação fiscal da Lapa Distribuidora à Receita Federal, mas foi informada de que, por se tratar de sigilo fiscal, o órgão não poderia se pronunciar sobre o assunto.

Parcelamento, descontos e anistia

A assessoria tributária da Lapa Distribuidora de Combustíveis disse que as dívidas apontadas pela lista de devedores da Fazenda Nacional estão parceladas desde 2013, quando a empresa aderiu ao Refis, um programa de parcelamento de dívidas tributárias com a União aprovado pelo Congresso Nacional.

Este parcelamento, aliás, não foi o primeiro feito pela Lapa Distribuidora. Anos antes, a empresa havia aderido a outro programa, mas, diante das vantagens apresentadas pelo Refis de 2013, o comando da empresa decidiu abandonar o antigo parcelamento.

O Refis aprovado naquele ano previa a redução nos valores de juros e multas, além de um prazo mais amplo para o pagamento das dívidas.

“O parcelamento antigo não tinha redução de multas ou juros e era feito em 60 parcelas, ao passo em que o Refis tinha redução de multas e juros, anistia, e você ainda podia parcelar em até 180 meses”, disse a assessoria da empresa.

“A Lapa desistiu do parcelamento antigo e incluiu esses débitos nesse Refis por conta das condições mais vantajosas”, explicou a assessoria.

O contínuo parcelamento de dívidas tributárias da empresa de Arthur Maia, ainda que legal, chama a atenção porque, em fevereiro deste ano, ele defendeu leis mais duras para devedores da Previdência.

“A minha ideia como relator é que possamos endurecer as normas contra aqueles que deixam de pagar o INSS, inclusive as empresas privadas”, disse durante uma audiência pública da comissão da Reforma da Previdência.

Em fevereiro, o governo divulgou que mais de 500 empresas devem um total de R$ 426 bilhões ao INSS, quase três vezes mais que o total do deficit da Previdência em 2016, que foi de R$ 149,7 bilhões.

Especialistas em direito tributário afirmam que os constantes parcelamentos dívidas como o Refis ao qual a empresa de Arthur Maia aderiu são um dos fatores que contribuem para o tamanho do rombo da Previdência.

Atuação questionada

Arthur Maia foi escolhido como relator da proposta de Reforma da Previdência enviada pelo governo do presidente Michel Temer (PMDB) à Câmara dos Deputados após um acordo entre os partidos da base governista, em fevereiro deste ano.

Alinhado com o a proposta do governo, Maia defende um dos pontos mais polêmicos da proposta que chegou à Câmara: a idade mínima de 65 anos para aposentadoria. 

A atuação de Maia como relator da comissão foi questionada por parlamentares que citaram o fato de ele ter recebido doações de empresas que atuam no mercado de previdência privada.
Questionado sobre as doações, Arthur Maia disse que não ver conflito entre o dinheiro recebido e sua atuação como relator da proposta: “Eu não vejo, absolutamente, qualquer tipo de interesse conflitante que possa surgir a partir daí. Absolutamente nenhum”.

Cunha é condenado a 15 anos de prisão por corrupção, lavagem e evasão de divisa.

O juiz federal Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, condenou hoje (30) o ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha a 15 anos e quatro meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Além da reclusão, foi fixada uma multa de mais de R$ 250 mil a ser paga pelo ex-deputado.

A sentença foi publicada no final da manhã, no sistema eletrônico da Justiça Federal do Paraná (JFPR). Por ser uma condenação de primeira instância, Cunha poderá recorrer a um tribunal superior. No entanto, o juiz determinou no despacho que, mesmo em uma eventual fase recursal, o ex-deputado responda sob regime de prisão cautelar.

Para 90%, Temer está no caminho errado, aponta pesquisa.

Uma nova pesquisa do Instituto Ipsos revela o grau de insatisfação da sociedade brasileira com Michel Temer

“Não adiantou liberar dinheiro do FGTS. Tampouco transpor o São Francisco. A popularidade de Michel Temer não aumentou em março. Pesquisa nacional Ipsos – divulgada aqui em primeira mão – mostra oscilação de 59% para 62% na taxa dos que acham o governo Temer ruim ou péssimo. Após passar por um vale em janeiro e fevereiro, o presidente voltou ao pico impopular que alcançara em dezembro. Mudar a pergunta não ajuda. Indagados se aprovam ou desaprovam a atuação de Temer, 78% ainda dizem desaprová-la”, conta o jornalista (leia aqui sua coluna). “As más notícias não param. Para 90%, o Brasil está no caminho errado. São 3 pontos a mais do que a taxa encontrada no mês passado. Mas não só: é a maior desde que Temer chegou ao poder.”

Golpe e Lava Jato destruíram o PSDB

O PSDB está hoje no fundo do poço. É o que mostra pesquisa Ipsos, divulgada nesta quinta-feira, que também apontou que o ‘Fora Temer’ é a única causa que unifica o Brasil (leia aqui).

De acordo com o levantamento, divulgado em primeira mão pelo jornalista José Roberto de Toledo (leia aqui), os senadores Aécio Neves (PSDB-MG) e José Serra (PSDB-SP), assim como o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, estão entre os três políticos mais impopulares do Brasil.

Embora o PSDB ainda não tenha sido formalmente atingido pela Lava Jato, a descoberta de que seus principais nomes se beneficiaram dos esquemas da Odebrecht e de outras empreiteiras destruíram a imagem de seus três principais presidenciáveis.

Aécio, o “Mineirinho” que articulou o golpe que destruiu a democracia e jogou a imagem do Brasil na lama, é desaprovado por 74% dos brasileiros. Político mais delatado na Lava Jato, ele já foi citado por propinas em Furnas e na Cidade Administrativa, pelo recebimento de caixa dois nas eleições de 2014 e pelo pedido de R$ 50 milhões em Cingapura, que teria sido recebido por meio do amigo Alexandre Accioly (leia aqui).

José Serra, o “Careca”, foi acusado de receber R$ 23 milhões na Suíça e Geraldo Alckmin, o “Santo”, de receber recursos não declarados por meio do cunhado. Os dois devem ser também atingidos pelas delações de Adir Assad e Paulo Vieira de Souza, que prometem denunciar os esquemas de arrecadação no Rodoanel, maior obra tucana nas últimas décadas.

Dos tucanos, o menos pior, é João Doria, com 45% de desaprovação. O prefeito de São Paulo, no entanto, é aprovado por apenas 16% dos brasileiros, enquanto 39% dizem que não o conhecem suficientemente.

TSE estuda controlar influência das igrejas nas eleições.

Presidente da Corte eleitoral diz que igrejas têm dinheiro, “além do poder de persuasão”

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) estuda uma cláusula para bloquear o uso do poder econômico e a influência das igrejas nas eleições, afirma o presidente da Corte eleitoral, Gilmar Mendes.

“Depois da proibição das doações empresariais pelo Supremo Tribunal Federal (STF), hoje quem tem dinheiro? As igrejas. Além do poder de persuasão. O cidadão reúne 100 mil pessoas num lugar e diz ‘meu candidato é esse’. Estamos discutindo para cassar isso”, diz o ministro.

Para Mendes, há um uso da religião para influenciar as eleições, contando ainda com os recursos das igrejas, não apenas material, mas a própria estrutura física. “Outra coisa é fazer com que o próprio fiel doe. Ou pegar o dinheiro da igreja para financiar”, afirma. “Se disser que agora o caminho para o céu passa pela doação de 100 reais, porque eu não vou para o céu?”, ironiza.

De acordo com Gilmar Mendes, há um potencial para abuso de poder econômico de “difícil verificação”, e existe a necessidade de o TSE agir.

Na Câmara dos Deputados, a bancada evangélica cresce a cada eleição. De acordo com dados do TSE, em 1998, eram 47 parlamentares. Em 2014, foram eleitos 80.

A Frente Parlamentar Evangélica do Congresso, no entanto, tem 181 deputados e quatro senadores participantes – que incluem, além dos próprios deputados ligados às igrejas, simpatizantes e outros parlamentares que defendem as mesmas pautas, normalmente bastante conservadoras.

Na população em geral, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, os evangélicos representam 22% dos brasileiros. (com Reuters)

A exemplo do projeto da escola sem partido que foi bancado pela bancada evangélica que afirma que professores fazem doutrinação política na sala de aula, a proposta de barrar os currais eleitorais nas igrejas é bem vinda. Impedir que pastores e demais religiosos usem o microfone no interior de templos e igrejas é defender o estado laico e gerar igualdade de oportunidade a todos os que querem postular cargos públicos. Chega desses que se utilizam da fé alheia para se darem bem na vida. Um político quando eleito, deve representar os interesses da coletividade e não de grupos. Luís Carlos Nunes

Rio Grande da Serra: Prefeitura distribui panetone a entidades com validade duvidosa.

A prefeitura de Rio Grande da Serra, administrada pelo prefeito Maranhão, fez publicação em sua página oficial que está distribuindo panetones doados ao Fundo social de Solidariedade e que serão distribuídos para entidades assistenciais do município com prazo de validade duvidosa.

Em texto sofrível, cheio de erros ortográficos, no post feito nesta terça-feira (28), é expresso:

“O Fundo Social de Solidariedade recebeu doação de panetones que serão repassados a diversas entidades assistências do município. Entretanto, a presidente da entidade, Helenice Arruda, faz questão de alertar para que os responsáveis de cada instituição observe o prazo de validade dos produtos, para que os mesmos sejam consumidos dentro do prazo de validade. As entidades beneficiadas serão: Apae; Cristo Rei; Profavi; Missão Belém; Aliança Eterna; Desafio Jovem; Betesda; Igreja Matriz de São Sebastião”.

Custo a acreditar que esta senhora Helenice Arruda, por preguiça ou descaso repassa a responsabilidade de fiscalização as entidades sociais. Não seria melhor verificar antes da distribuição se os tais panetones estão próprios para o consumo? Segundo consta, as entidades que receberão as delícias natalinas, atendem portadores de necessidades especiais, crianças, idosos… Será que na casa do prefeito e dessa senhora seriam servidos alimentos com possíveis inadequações para a ingestão? Que vergonha… Luís Carlos Nunes

Eleitores de três municípios de São Paulo voltam às urnas no domingo (2).

Cafelândia, Mococa e São José da Bela Vista serão os três primeiros municípios paulistas a passar por novas eleições para prefeito e vice-prefeito. No próximo domingo (2), 74.371 eleitores dessas cidades voltarão às urnas depois que a Justiça Eleitoral anulou as eleições majoritárias de outubro de 2016.

Há quatro candidatos aptos na disputa pelas Prefeituras de Cafelândia e de Mococa, e três em São José da Bela Vista (confira quadro no fim da notícia). De acordo com a legislação, não pode concorrer na nova eleição o candidato que deu causa à nulidade do pleito de 2016.

Somente os eleitores constantes do cadastro eleitoral em situação regular e com domicílio nas cidades até o dia 2 de novembro de 2016 poderão votar na eleição de domingo.

Eleições anuladas

Em Cafelândia, o registro do candidato Luis Otavio Conceição de Carvalho, do PSDB, foi negado por haver condenação por ato doloso de improbidade administrativa. A conduta é uma das hipóteses de inelegibilidade previstas na Lei Complementar nº 64/90 (artigo 1º, inciso I, alínea l). O prefeito eleito recebeu 5.222 votos entre os 10.467 eleitores que votaram.

Em Mococa, condenação penal (art. 297 do Código Penal) e atos ilícitos de improbidade motivaram o indeferimento do registro do candidato Aparecido Espanha (Cido Espanha), do PROS. Cido Espanha foi eleito com 19.412 dos 40.326 votos .

Em São José da Bela Vista, o registro de José Benedito de Fátima Barcelos (Zé Dito), do PSDB, foi indeferido com base em condenação por abuso de poder político quando o mesmo era prefeito, fato que o torna inelegível conforme a Lei 64/90. A chapa de Zé Dito foi eleita com 3.019 votos entre os 6.098 eleitores que compareceram às urnas.

Cafelândia

CANDIDATO

COLIGAÇÃO / PARTIDO

ADILSON CIRILO DE PAULA SEMPRE EM FRENTE (PP / PMDB / PSC / DEM / PV / PSDB)
LUIS ZAMPIERI RIBEIRO PAULIQUEVIS PTB
EDUARDO TADEU LUSWARGHI BAGGIO PSDC
PAULO CESAR NUNES ANZAI PDT

Mococa

CANDIDATO

COLIGAÇÃO / PARTIDO

WANDERLEY FERNANDES MARTINS JÚNIOR RESPEITO E COMPROMISSO (PMDB / PSDB / DEM / PSC / PTB / PRP)
ELIAS DE SISTO PR
ELISÂNGELA MAZINI MAZIERO BREGANOLI NOSSA UNIÃO, NOSSA FORÇA (PSD / PSB / PV / PPS)
MARCOS DANIEL VICENTE JUNTOS PODEMOS MAIS (PP / PRB)

São José da Bela Vista

CANDIDATO

COLIGAÇÃO / PARTIDO

CÉLIA MARIA FERRACIOLI DOS SANTOS UNIDOS POR SÃO JOSÉ (PTB / PMDB)
PAULO CESAR LOPES DO NASCIMENTO PSDB
WALTER CASSIO CARVALHO FACCIROLLI PSB

Consumidores de energia elétrica terão desconto na tarifa em abril.

Em abril, os consumidores de energia elétrica terão um desconto na tarifa, por causa da devolução dos valores cobrados a mais no ano passado. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou hoje (28) o processo extraordinário de ajuste nas tarifas de 90 distribuidoras do país. Os percentuais de redução na tarifa que será aplicada em abril variam de 0,95% a 19,47%.

Vai haver devolução porque o custo da energia proveniente da termelétrica de Angra 3 foi incluído nas tarifas do ano passado, mas a energia não chegou a ser usada porque a usina não entrou em operação. O valor total a ser devolvido será de R$ 900 milhões.

Anteriormente, a Aneel havia dito que o valor da devolução poderia chegar a R$ 1,8 bilhão, mas o cálculo foi reduzido porque nem todas as distribuidoras haviam cobrado os valores a mais em 2016, já que o montante foi incluído no processo de reajuste de cada concessionária, de acordo com o seu aniversário tarifário.

Como será a devolução

O procedimento de devolução dos recursos terá duas etapas. Na primeira, durante o mês de abril, a tarifa será reduzida para reverter os valores de Angra 3 incluídos desde o processo tarifário anterior e, ao mesmo tempo, deixará de considerar o custo futuro do Encargo de Energia de Reserva (EER) desta usina.

Na segunda etapa, que começa em 1º de maio e permanece até o próximo processo tarifário de cada distribuidora, a tarifa apenas deixará de incluir o EER de Angra 3.

A Aneel também determinou que as distribuidoras incluam um texto padronizado nas faturas de abril e maio de 2017 para informar os consumidores sobre o processo de ajuste. As concessionárias também devem usar outros meios de comunicação para divulgar o movimento tarifário.

Confira qual será a redução de cada distribuidora no mês de abril:
AES SUL -13,76%

AME -5,05%

AMPLA -13,36%

BANDEIRANTE -6,95%

BRAGANTINA -12,69%

CAIUA -14,49%

CEA -5,03%

CEAL -7,66%

CEB-DIS -5,92%

CEDRAP -1,38%

CEDRI -2,67%

CEEE-D -5,96%

CEJAMA -3,72%

CELESC-DIS -8,51%

CELG-D -6,30%

CELPA -7,38%

CELPE -15,31%

CEMAR -7,33%

CEMIG-D -10,61%

CEPISA -7,01%

CEPRAG -1,34%

CERAÇÁ -2,62%

CERAL ANITAPOLIS -1,14%

CERAL DIS -5,66%

CERBRANORTE -4,79%

CEREJ -2,22%

CERGAL -3,27%

CERGAPA -2,32%

CERGRAL -2,95%

CERILUZ -2,55%

CERIM -2,69%

CERMC -3,44%

CERMISSÕES -3,11%

CERMOFUL -2,51%

CERON -4,74%

CERPALO -2,08%

CERSUL -3,49%

CERTEL -4,57%

CERTREL -0,95%

CETRIL -2,92%

CFLO -10,72%

CHESP -4,45%

CNEE -14,19%

COCEL -10,70%

COELBA -15,46%

COELCE -13,95%

COOPERA -4,26%

COOPERALIANÇA -7,49%

COOPERCOCAL -2,52%

COOPERLUZ -1,91%

COOPERMILA -4,38%

COORSEL -2,17%

COPEL-D -11,88%

COPREL -4,26%

COSERN -16,66%

CPFL JAGUARI -16,49%

CPFL LESTE PAULISTA -14,81%

CPFL MOCOCA -14,71%

CPFL PAULISTA -15,28%

CPFL PIRATININGA -6,80%

CPFL SANTA CRUZ -13,41%

CPFL SUL PAULISTA -14,29%

CRELUZ-D -1,73%

CRERAL -2,47%

DEMEI -10,11%

DMED -7,09%

EBO -19,47%

EDEVP -14,23%

EFLJC -7,21%

EFLUL -6,75%

ELEKTRO -8,89%

ELETROACRE -4,10%

ELETROCAR -9,32%

ELETROPAULO -12,44%

ELFSM -8,00%

EMG -9,85%

EMS -13,81%

EMT -13,17%

ENF -9,34%

EPB -8,84%

ESCELSA -10,37%

ESE -15,36%

ETO -8,90%

FORCEL -7,34%

HIDROPAN -8,40%

IENERGIA -8,93%

LIGHT -5,35%

MUXFELDT -9,90%

RGE -10,89%

UHENPAL -10,22%

Abuso de autoridade: proposta de Procurador Geral condenaria Sérgio Moro.

O procurador-geral da República Rodrigo Janot enviou ao Congresso, nesta terça (28), um anteprojeto de lei que estabelece penas duras para alguns dos expedientes adotados no decorrer da operação Lava Jato pelo juiz federal Sergio Moro e pela equipe de procuradores da República capitaneada por Deltan Dallagnol.

O projeto de Janot “inova” ao incluir dois novos crimes no rol de práticas consideradas abuso de autoridade: primeiro, a chamada “carteirada”, ou seja, a “utilização do cargo ou função para se eximir do cumprimento de obrigação legal ou para obter vantagem ou privilégio”. O outro crime é o uso abusivo de meios de comunicação ou de redes sociais para antecipar juízo de valor sobre investigados antes de concluída a formalização de denúncias.

Além desses dois pontos, Janot também debruçou-se sobre o embaraçado ao exercício de defesa (como criar dificuldades ao uso de petições o impedir que o investigado seja ouvido pela autoridade policial na presença do advogado, entre outros) e o “constrangimento de levar alguém a prestar depoimento quando não for obrigado, da submissão do preso a interrogatório durante o repouso noturno e da manutenção de presos de sexos opostos no mesmo ambiente prisional.A proposta também tipifica o uso indevido de algemas.”

O grande volume de conduções coercitivas sem que os depoentes tenham sido notificados antes (caso do ex-presidente Lula e do blogueiro Eduardo Guimarães), os vazamentos à imprensa que visam atingir e mitigar a defesa de alguns alvos selecionados e as coletivas de imprensa para anunciar as novas fases da Lava Jato, ou a apresentação de denúncias – como foi no caso triplex – se encaixam nos termos descritos por Janot.

“Segundo a proposta, os responsáveis podem ser punidos com a perda do cargo, mandato ou função pública e a inabilitação para exercê-lo pelo período de um a cinco anos. Também sugere tornar certa a obrigação de indenizar o dano causado pelo crime, fixando o juiz o valor mínimo para a sua reparação. Os autores também admitem a substituição da pena privativa de liberdade por privativa de direitos, nos termos do Código Penal, além da suspensão do exercício do cargo, mandato ou função, sem vencimentos, e a proibição de exercer função de natureza policial no distrito da culpa”, aponta a ssessoria da PGR. A íntegra da proposta está disponível aqui. do Jornal GGN

Sinal analógico de TV em São Paulo será desligado nesta quarta-feira (29).

O sinal de TV analógico será desligado em São Paulo e em 38 municípios da região metropolitana na próxima quarta-feira (29). Balanço parcial da Seja Digital, entidade responsável pela condução do processo de digitalização do sinal de TV, mostra que cerca de 1 milhão de kits com conversor e antena, dos 1,8 milhão disponíveis, foram entregues a pessoas inscritas nos programas sociais do governo federal. A entidade espera que o nível de digitalização chegue a pelo menos 93% para que o sinal seja de fato desligado.

Distribuição de Kits

Para saber se tem direito ao kit gratuito (clique aqui), o beneficiário de programas sociais do governo federal deve acessar o site da Seja Digital e informar o Número de Identificação Social (NIS) ou CPF para fazer uma busca no sistema. A informação também pode ser obtida pelo telefone 147. A distribuição do kit na região metropolitana de São Paulo continuará mesmo depois do sinal desligado por pelo menos 45 dias.

Concurso nacional seleciona novos poetas.

Prêmio Sarau Brasil 2017 receberá poesias de todo o País para compor livro e cada autor pode se inscrever no concurso com até duas poesias

Sabe aquela poesia escrita num guardanapo de bar, ou então aquela que resiste na última folha do caderno da faculdade, ou aqueles versos esquecidos no fundo de uma gaveta? Está na hora desses textos virem a público. A Editora Vivara abriu inscrições para o Concurso Nacional Novos Poetas, Prêmio Sarau 2017.

O concurso é aberto para poetas de todo o País, basta que seja brasileiro ou naturalizado, e tenha acima de 16 anos. Cada candidato pode inscrever-se com até dois poemas de sua autoria, com texto em língua portuguesa. O tema é livre, assim como o gênero lírico escolhido. O único critério é que a poesia seja inédita, ou seja, que não tenha sido publicada em nenhum livro ou até mesmo em blogs.

Serão 250 poemas classificados. A classificação dos poemas resultará no livro, Prêmio Sarau Brasil 2017. Antologia Poética. Além disso, os três primeiros lugares ganharão medalhas. De acordo com os organizadores, essa é uma chance importante para que novos autores mostrem seu trabalho. É uma maneira de divulgar e primover a produção independente de poesias no País.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no site do concurso.

CPTM abre 80 vagas para Aluno Aprendiz. Inscrições terminam nesta sexta-feira (31).

Terminam nesta sexta-feira (31/03), as inscrições para o Concurso Público para Aluno Aprendiz, da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). No total, são 80 vagas: 32 para o curso de Aprendizagem Industrial – Assistente Administrativo e 48 para o curso de Técnico de Manutenção de Sistemas Metroferroviários.

As aulas serão ministradas no Centro de Formação Profissional Eng° James C. Stewart, mantido pela CPTM, em convênio com o Senai. A CPTM paga ao Aluno Aprendiz do curso CAI – Assistente Administrativo, um salário mínimo. Para os alunos do curso Técnico de Manutenção de Sistemas Metroferroviários, no primeiro ano um salário mínimo e no segundo um salário mínimo e meio. A contratação é feita sob o regime CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) e Legislação Trabalhista Federal Complementar e Legislação Estadual pertinente.

INSCRIÇÕES

As inscrições poderão ser efetuadas pelo site (VEJA AQUI). Após preencher o formulário de inscrição, o candidato deverá imprimir o boleto bancário e efetuar o pagamento da taxa de inscrição, no valor de R$ 15,70, em qualquer agência bancária.

Os interessados no curso de Técnico de Manutenção de Sistemas Metroferroviários terão como pré-requisito data de nascimento no período entre 17/07/1995 e 17/07/2000 e os candidatos ao curso de Assistente Administrativo, data de nascimento de 17/07/1995 a 17/07/1999. Todos devem ter o Ensino Médio concluído.

A formação para os Alunos Aprendizes do curso Técnico de Manutenção de Sistemas Metroferroviários tem duração de 24 meses, contemplando a fase de formação técnica e de prática Profissional. O curso visa habilitar profissionais para manter os sistemas eletroeletrônicos e mecânicos do transporte metroferroviário e desenvolver soluções de acordo com normas e procedimentos técnicos, de segurança e ambientais.

Os alunos do curso de Aprendizagem Industrial Assistente Administrativo receberão formação no período de 12 meses, compreendendo a fase teórica e prática administrativa. O curso visa qualificar os alunos-aprendizes para atuarem no apoio aos setores administrativos, contábeis, financeiros e de recursos humanos da empresa.

Ambos os cursos são ministrados de segunda a sexta-feira. As aulas de formação técnica serão ministradas das 7h às 11h e das 12h às 16h. No período das aulas práticas o horário será das 8h às 12h e das 13h às 17h.

Seleção

A prova classificatória será de Conhecimentos Teóricos realizada no dia 23 de abril, com duração de três horas. O teste vale 100 pontos e será composto por 50 questões de múltipla escolha: 20 de Língua Portuguesa; 20 de Matemática e 10 de Atualidades. Cada questão vale dois pontos e terá cinco alternativas, sendo apenas uma correta.

Segundo a CPTM, a gabarito preliminar da prova será divulgado pela Internet no site www.rboconcursos.com.br a partir do dia seguinte à aplicação da prova. Já o gabarito Oficial da Prova de Conhecimentos Teóricos será divulgado a partir do dia 6 de maio.

Posteriormente, os classificados na Prova de Conhecimentos Teóricos realizarão a Avaliação de Perfil Profissional, que é eliminatória. Os candidatos aprovados serão convocados para Avaliação Médica, conforme número de vagas. A admissão está prevista para o dia 17 de julho de 2017.

“Cassação de Temer começa na próxima semana”, avisa o presidente do TSE.

Eleitor deve regularizar a sua situação eleitoral até 2 de maio.

O eleitor que não votou e não justificou a ausência nas três últimas eleições deve comparecer ao cartório eleitoral e regularizar sua situação até 2 de maio de 2017. Quase 530 mil eleitores paulistas (1,6% do eleitorado do Estado), sendo 122.716 na capital (1,3% do eleitorado da cidade), estão irregulares com a Justiça Eleitoral e poderão ter o título cancelado.

Vale destacar que os dois turnos de uma mesma eleição são considerados duas eleições para efeito de cancelamento. Além disso, contam-se as faltas nas eleições suplementares. Já os pleitos anulados por determinação judicial não serão computados.

Os eleitores com voto facultativo ou com deficiência comunicada à Justica Eleitoral não precisarão comparecer ao cartório. Conforme prevê a Constituição Federal (artigo 14, parágrafo 1º), o voto é facultativo para os jovens com idades entre 16 e 18 anos e para as pessoas acima de 70 anos.

Quem tiver o título cancelado não poderá obter passaporte, tomar posse em concurso público, matricular-se em instituição de ensino oficial, entre outras restrições.

O que levar

O eleitor deverá apresentar documento oficial com foto e, se tiver, os comprovantes de votação, de justificativa e de quitação de multa.

Para saber a sua situação, o interessado pode consultar o site ou as listas disponibilizadas pelos cartórios eleitorais.

Seis municípios escolhem prefeitos neste domingo (2).

No próximo domingo (2), quatro municípios do Paraná e dois de Santa Catarina vão eleger prefeitos e vice-prefeitos. As novas eleições são necessárias porque os candidatos mais votados para o cargo nessas localidades no pleito de 2016 tiveram os registros de candidaturas cassados pela Justiça Eleitoral. A votação ocorrerá das 8h às 17h.

Irão novamente às urnas os eleitores de Foz do Iguaçu, Piraí do Sul, Nova Laranjeiras e Quatiguá, no Paraná, e de Sangão e Bom Jardim da Serra, em Santa Catarina.

O comparecimento às urnas é obrigatório aos eleitores entre 18 e 70 anos de idade, e facultativo aos analfabetos, aos maiores de 16 e menores de 18 anos e aos acima de 70 anos.

O artigo 224 do Código Eleitoral (Lei nº 4.737/1965) afirma que, se a nulidade atingir a mais de metade dos votos do país nas eleições presidenciais, do Estado nas eleições federais e estaduais ou do município nas eleições locais, as demais votações serão julgadas prejudicadas e o Tribunal marcará nova eleição de 20 a 40 dias.

A Reforma Eleitoral 2015 (Lei nº 13.165) acrescentou o parágrafo 3º ao artigo, estabelecendo novas eleições sempre que existir, independentemente do número de votos anulados e após o trânsito em julgado, “decisão da Justiça Eleitoral que importe o indeferimento do registro, a cassação do diploma ou a perda do mandato de candidato eleito em pleito majoritário”.

Cada Tribunal Regional Eleitoral (TRE) é responsável por fixar as resoluções para a realização das novas eleições convocadas em sua circunscrição.

Confira a seguir os motivos que levaram à convocação das eleições nos seis municípios:

Foz do Iguaçu (PR)

Paulo Mac Donald (PDT), o candidato mais votado a prefeito em Foz do Iguaçu, teve a candidatura indeferida pela Justiça Eleitoral por improbidade administrativa, com base na Lei da Ficha Limpa.Mac Donald foi condenado por irregularidades durante o período em que exerceu o cargo, entre 2005 e 2012.

Seis candidatos vão disputar o cargo de prefeito de Foz do Iguaçu. São eles: Francisco Lacerda Brasileiro (PSD), Irineu Rodrigues Ribeiro (PV), Marcelino Vieira de Freitas (PT), Osli de Souza Machado (PPS), Phelipe Abib Mansur (Rede) e Marcos Antonio Jahnke (PTN).

Piraí do Sul (PR)

O prefeito eleito em Piraí do Sul, Antônio El-Achkar (PTB), teve a registro impugnado por ter feito uma viagem ao Japão e à China em 2009, quando chefiava a prefeitura, sem apresentação de prestação de contas. A viagem custou R$ 19 mil na ocasião e teria sido paga com recursos públicos.

Veja os cinco candidatos que concorrem à prefeitura em 2 de abril: Valter Mainardes (PRTB), Márcio Flávio da Silva (PMB), Maricelso Ribeiro (PDT), Valentim Zanello Milleo (PSD) e José Carlos Sandrini (PHS).

Nova Laranjeiras (PR)

O mais votado a prefeito na localidade, Eugênio Milton Bittencourt (PT), teve o registro de candidatura indeferido pela Justiça Eleitoral por rejeição de contas públicas. No caso, o Tribunal de Contas do Estado identificou a compra de medicamentos em volumes superiores às necessidades da população, falta de fiscalização na entrega dos remédios e o recebimento de notas fiscais irregulares.

Disputam o cargo de prefeito em Nova Laranjeiras Altamiro de Cristo (PMDB) e José Lineu Gomes (PPS).

Quatiguá (PR)

Efraim Bueno de Moraes (PMDB), candidato reeleito em Quatiguá, não conseguiu assumir a prefeitura em razão de duas ações movidas contra ele por improbidade administrativa devido a irregularidades praticadas em 2011.

Adelita Parmezan de Moraes (PTB) e Luís Fernando Dolenz (PSDB) disputam à prefeitura na cidade.

Sangão (SC)

Em Sangão, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negou o registro de Castilho Silvano Vieira (PP), candidato mais votado a prefeito. O TSE considerou que o candidato estava inelegível para a prefeitura nas eleições de 2016, porque, caso fosse eleito, cumpriria um terceiro mandato no cargo, o que é proibido pela Constituição Federal.

Concorrem ao cargo de prefeito em 2 de abril os candidatos Dalmir Carara Cândido (PP) e Herivelto de Castro Reynaldo (PMDB)

Bom Jardim da Serra (SC)

As novas eleições em Bom Jardim da Serra vão ocorrer porque o Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC) confirmou o indeferimento das candidaturas de Serginho Rodrigues de Oliveira (PTB), o mais votado a prefeito, e Priscila Dias, sua vice. O TSE manteve a decisão.

O indeferimento da chapa se deu em razão de a candidata a vice-prefeita Priscila Dias ter sido declarada inelegível pelo juiz de primeira instância. Na ocasião, a menos de 20 dias das eleições de 2016, não era possível mais substituir a vice por outro nome na corrida eleitoral.

Disputam a prefeitura no próximo domingo os candidatos Serginho Rodrigues de Oliveira (PTB) e Pedro Luiz Ostetto (PSD).

Como Serginho Rodrigues não foi considerado inelegível pela Justiça Eleitoral, e sim a sua vice, nas eleições de outubro, ele reapresentou sua candidatura à nova eleição para prefeito.