Região teve 3.715 casos de furtos e roubos de veículos no ano de 2017

De acordo com os dados publicados pela Secretaria de Segurança de São Paulo, 3.715 veículos foram roubados/furtados nas cidades de Ribeirão Pires, Mauá e Rio Grande da Serra, no ano passado – uma média de mais de 10 carros por dia. Na perspectiva das sete cidades do Grande ABC, esse número torna-se ainda mais alarmante – mais de 19 mil veículos foram subtraídos no ano de 2017.

A cidade de Mauá registrou o maior índice de roubos e furtos no último ano – foram 3.136 veículos levados e 697 recuperados pela Polícia.

Rio Grande da Serra teve o menor número entre as três cidades – 66 casos registrados, onde 41 veículos foram encontrados.

Já em Ribeirão Pires, 513 automóveis foram levados por criminosos. Desse número, apenas 169 carros foram recuperados.

A Estância também é ponto de descarte de veículos roubados e furtados em cidades próximas, como no caso ocorrido no último dia 12.

Durante um patrulhamento de rotina realizado no bairro da Quarta Divisão, em Ribeirão Pires, a Polícia Militar encontrou três automóveis abandonados na mata próxima a Pedra do Elefante. Os policiais chegaram aos carros após um munícipe informar que pessoas estariam levando veículos para o local.

Enquanto realizavam preservação da área para a perícia, dois indivíduos se aproximaram e ao perceberem a presença dos policiais tentaram fugir.

Diante da suspeita, os homens foram abordados e revistados, onde nada de ilícito foi encontrado. Todavia, dentro do veículo usado pelos homens havia um revólver, calibre 32, escondido embaixo do banco do passageiro.

Ainda no local, foram realizadas entrevistas com os suspeitos. Um deles afirmou ser dono da arma, pois sentia-se ameaçado devido as situações ocorridas no passado, onde tentou matar uma pessoa. Já o segundo envolvido disse que não sabia da existência do revólver e que estava no carro porque foi levar a namorada de seu colega para casa e se perderam na Quarta Divisão ao retornarem para São Mateus. Os suspeitos foram encaminhados à Delegacia da cidade.

Deixe uma resposta