Casos de violência contra a mulher têm aumentado

A violência contra as mulheres é uma grande preocupação social

O número de medidas protetivas concedidas com base na Lei Maria da Penha – que completou 12 anos de vigência no início do mês – aumentou 30% no ABC Paulista entre 2016 e 2017.

As ocorrências passaram de 2.163 para 2.817, em 2017, o correspondente a sete casos por dia. Em 2018, até junho, já foram 1.158 – média de seis por dia. Os dados foram informados pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Conforme o órgão, desde 2013 foram 12.120 medidas expedidas para moradoras das sete cidades, sendo a maior parte delas (42,6%) relacionadas à proibição de aproximação do agressor e a ofendida, familiares e testemunhas.
Conforme dados apresentados pelo CNJ nesta terça-feira (19), aproximadamente 92 mil mulheres foram assassinadas em todo o mundo nos últimos 30 anos.

Deste número, 43,7 mil foram mortas apenas na última década, o que denota aumento considerável deste tipo de violência a partir dos anos 90.

A violência contra as mulheres constitui, atualmente, uma das principais preocupações sociais, pois o Brasil ocupa o sétimo lugar no ranking mundial dos países com mais crimes praticados contra as mulheres.

Deixe uma resposta