Edmar da Aerocar pensou alto ou simplesmente é sem noção?

Edmar convicto de que estava agradando. Na imagem o secretário tenta tomar o microfone enquanto outras autoridades visivelmente se sente constrangidos (imagem Luís Carlos Nunes do Repórter ABC)

O vereador Edmar da Aerocar (PV), causou grande constrangimento na manhã desta quarta-feira (19), durante ato de entrega de novos veículos para a Secretaria de Trânsito Municipal.

Com a presença do prefeito Kiko, seu vice, Gabriel Roncon, Secretários Municipais, alguns vereadores e servidores da Casa, o edil disparou:

“Por mais que se faça, eles (a população) nunca vai entender! Infelizmente temos que vir aqui pra quebrar multa e se não dermos cesta básica não conseguimos a eleição”.

Edmar impôs com sua fala um grande constrangimento e desconforto a todos, e em especial aos fiscais do trânsito que são os responsáveis por fiscalizar e cumprir a Lei e multar condutores infratores.

O prefeito Kiko, visivelmente incomodado, de maneira sutil, rebateu a fala do parlamentar.

“Hoje é um dia muito importante para todos nós. Hoje está sendo dada melhores condições de trabalho aos fiscais e demais servidores desta Secretaria. Não podemos nunca deixar de fazer o que é correto, se reclamam das multas, que ajam corretamente. A multa depois de aplicada tem meios legais de se contestar e nunca deve ser quebrada”, disse o prefeito.

O evento deu prosseguimento com o prefeito entregando a chaves dos veículos, sendo para um fiscal e para a única mulher que por lá trabalha.

Edmar, sem noção do absurdo que já havia feito, disparou uma nova barbaridade para o espanto e revolta dos presentes. Ao ver a agente do Trânsito adentrar ao veículo disse:

“Opa!!! vamos sair da frente que tem mulher no volante”.

Nova revolta! Aqui e ali, mulheres enraivadas, chateadas, xingando o vereador de primeiro mandato.

A fala do vereador Edmar da Aerocar, acontece em um momento delicado da política nacional e também da cidade. Não é de hoje que os cidadãos se queixam da qualidade produtiva da classe política e em especial dos parlamentos municipais.

Em Ribeirão Pires, há, ainda que tímido, um movimento querem reduzir o número de cadeiras e o valor da remuneração dos vereadores.

A asneiras desrespeitosas proferidas por este “legitimo” representante do povo, ficaram por isso mesmo? O que é quebrar multa? Será que o nobre edil está de olho gordo nas cestas básicas arrecadas pelo Fundo Social para serem distribuídas aos cidadãos carentes da cidade?

Pobre povo de Ribeirão!

Deixe uma resposta