Kiko perde Projeto de quadra esportiva no Sebastião Vayego. Outros 2 projetos semelhantes já excederam no prazo de conclusão

Construção de quadra foi cancelado. A obra beneficiaria estudantes e professores

Cinco anos após o anúncio da aprovação do projeto para a construção de quadras cobertas com vestiário na escola Escola Municipal Sebastião Vayego de Carvalho, em Ouro Fino, o Tribunal de Costas do Estado de São Paulo (TCE) anuncia através de seu Portal na internet que a obra está cancelada.

O serviço que se arrasta desde o governo do ex-prefeito de Ribeirão Pires, Saulo Benevides, (ver matéria clicando aqui) tinha financiamento  do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educaçao (FNDE) e foi orçada em R$ 509.352,39. R$ 111.645,9 já foram repassados ao construtor.

A informação que chega ao Repórter ABC por nossas fontes é a de que na escola Municipal Sebastião Vayego os serviços estão paralisados e que a bom tempo não é visto operários no local para trabalhar.

Ribeirão Pires teve projeto cancelado. Outros dois projetos estão paralisados

Segundo a página oficial do TCE, a obra de tinha término previsão para 10 de maio de 2019 e encontra-se paralisada pelo governo Kiko Teixeira (PSB) já repassou para a empresa contratada a cifra de R$ 111.645,90.

Além desta obra, existem ainda em Ribeirão Pires duas obras similares com financiamento do governo Federal.

Uma na Escola Municipal Hishihiko Narita no bairro Santa Luzia que tem custo estimado em R$ 509.351,19 tendo metragem de 1.026 metros quadrados. O Outra obra é prevista Escola Municipal João Midola e foi orçada em R$ 509.352,39 e R$ 111.645,90 já foram pagos ao contratado. Ambas obras já excederam em sua previsão de conclusão que era para a data de 10/05/2019.

Deixe uma resposta