Rio Grande da Serra capacita servidores para implantação do “Fluxo Contra a Violência”

Crédito das Fotos: Priscila Zambotto

Capacitação contou com 80 servidores municipais de Rio Grande da Serra

Na terça-feira (3), a Prefeitura de Rio Grande da Serra promoveu, no auditório da Câmara Municipal, a capacitação de servidores visando à implantação do projeto “Fluxo Contra a Violência” no Município. O curso foi desenvolvido e aplicado pelo GAD – Grupo de Apoio à Diversidade – com apoio do Consórcio Intermunicipal Grande ABC, e tem como objetivo principal instruir os servidores ao atendimento de pessoas consideradas mais propensas a sofrerem com a violência em nossa sociedade, que são as mulheres, pessoas LGBT e a população negra.

Dulce Xavier tratou sobre a violência contra as mulheres

Como parte do “Fluxo Contra a Violência”, os funcionários capacitados terão, a partir de janeiro de 2020, um cartão virtual informativo em seus celulares, que será repassado a pessoas por eles identificadas como vítimas de algum tipo de violência, atuando, assim, como agentes multiplicadores. No cartão haverá telefones e links que as direcionem a instituições assistencialistas e serviços correlatos, como Delegacia da Mulher, Casa Abrigo, CREAS, entre outros. A intenção é fornecer atendimento integrado e não apenas paliativo.

“Prefeituras tem papel importante para que vítimas saiam do ciclo da violência”, Wagner Lima, presidente do Grupo de Apoio à Diversidade (GAD)

“O fluxo visa integrar os serviços municipais. Quando uma pessoa sofre violência física, psicológica ou social, cabe às prefeituras oferecer caminhos para que essas vítimas saiam do ciclo da violência, para isso, é preciso inseri-las em programas de formação profissional e educacional, bem como, oferecer acompanhamento jurídico e social. Só assim, essas pessoas poderão deixar para trás o histórico de agressões e submissão aos agressores”, destaca Wagner Lima, presidente do Grupo de Apoio à Diversidade (GAD).

“Precisamos quebrar o ciclo da violência, respeitando as mulheres, fazendo valer as legislações, dando oportunidade de formação e emprego, parabéns pela iniciativa em Rio Grande da Serra”, frisou a palestrante Dulce Xavier, Socióloga e integrante da Frente Regional ABC de Enfrentamento à Violência Contra as Mulheres.

“Desde sempre, a população negra luta pela igualdade de direitos. Para entender o ciclo da violência, é necessário conhecer a História”, Andréia Miguel, Coordenadora do GT Igualdade Racial do Consórcio Intermunicipal Grande ABC

“Para entender o ciclo da violência, é necessário conhecer a História, desde sempre, a população negra luta pela igualdade de direitos, ainda recebe salários menores e sofre com a discriminação, para isso capacitar servidores para compreender essa problemática e fundamental no acolhimento dessa população”, pontuou Andréia Miguel, Coordenadora do GT Igualdade Racial do Consórcio Intermunicipal Grande ABC.

Deixe uma resposta