Prefeito de São Caetano do Sul é cassado por captação e gastos ilícitos. Da decisão cabe recurso

Em sessão plenária nesta terça-feira (10), o Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) manteve a cassação do diploma e a consequente decretação da perda de mandato do prefeito de São Caetano do Sul, José Auricchio Júnior, e de seu vice, Roberto Luiz Vidoski.

No julgamento, o relator, juiz Marcus Elidius, deu parcial provimento ao recurso para afastar a determinação do recolhimento de multa no valor de R$350.000 (trezentos e cinquenta mil reais) ao Tesouro Nacional.

Deixe uma resposta