Mente sã, corpo são – Janeiro Branco | por Regiane Nunes

O primeiro mês do ano é um alerta sobre a saúde mental…

Ansiedade, depressão, transtornos bipolar, compulsivo obsessivo, alimentar. Quem nunca ouviu falar dessas ou outras doenças mentais tão comuns?

Nas palestras, nos eventos, na vizinhança, na família ou no grupo de amigos, escuto frequentemente coisas do tipo, “você é um exemplo de superação, tanta gente sem motivos com depressão e você tão feliz”.

Confesso que frases dessa natureza me assustam um pouco, primeiro por que não me julgo exemplo de superação, todos nós somos heróis das nossas próprias histórias.

Depois por que o fato de ser cega não é um motivo que justifique a depressão, entendo que depressão não tem motivos ou causas, não escolhe gênero, raça, etnia, idade ou classe social. Por isso, esse trecho “tanta gente sem motivos com depressão”, não se justifica. Respeito, entendo e me solidarizo com todos que sofrem dessa doença, e ressalto que ela está cada vez mais comum no esporte de alto rendimento.

Sou ansiosa confessa, e muitas vezes nos treinos e nas competições essa ansiedade comprometeu minha performance. Por isso repito, não sou exemplo de superação, preciso superar a ansiedade…

Devemos compreender que ninguém é perfeito, e que não precisamos ser. Todos nós temos limites e não devemos ser tudo para todos. Vivenciamos diariamente uma série de emoções como alegria, amor, satisfação, tristeza, raiva e frustração. Penso que é importante que enfrentemos os desafios e as mudanças da vida com equilíbrio, e quando necessário sejamos humildes para buscar ajuda.

Seja leve, e releve…

#pracegover – Foto minha sentada na beira da piscina, com os pés na água, maiô, touca e óculos de natação, postura um pouco curvada demonstrando cansaço e olhar distante. Na parte superior esquerda tem um laço Branco com os dizeres “Janeiro Branco”

#eutambemcanso #soumaiseu #janeirobranco #ansiedade #depressao

Deixe uma resposta