Gerson Bonfantti desiste de candidatura para apoiar Neo. Vice afirma que decisão foi isolada e que não foi avisado

Corre informação ainda não confirmada de que o candidato a prefeito em Formosa do Rio Preto, Gerson Bonfantti (Avante) desistiu de sua candidatura e já declarou apoio ao ex-prefeito Neo Araújo.

Uma aliança de longa data, onde os interesses pessoais podem custar caro em seu futuro político. Um verdadeiro tiro no pé

Segundo analistas da política local, a decisão de Gerson Bonfantti (Avante) diz respeito ao seu baixo desempenho eleitoral, onde segundo pesquisas eleitorais de consumo interno apontam uma fragorosa derrota eleitoral.

Nas redes sociais, o vice de Bonfantti, Zé Augusto de Agamenon expressou em vídeo toda a sua insatisfação e perplexidade com a decisão isolada de seu companheiro de chapa.

No vídeo, Zé Augusto fala que não foi comunicado da decisão e que rechaça a possibilidade de apoio a Neo. Ver ao final da matéria.

“Acabamos de tomar conhecimento da desistência da candidatura de Gerson Bonfantti para apoiar o candidato Neo. Quero dizer, não tomei conhecimento dessa decisão, não participei dessa decisão e se tivesse conhecimento rechaçava veementemente porque não concordo com a postura adotada por ele”.

Gerson Bonfantti foi apoiador da candidatura vitoriosa do atual prefeito Termosires Neto. Na ocasião da tríplice aliança composta por Termosires, Bira Lisboa e Bonfantti, o então candidato em 2016, Termosires assumiu compromisso que se acaso eleito não disputaria uma reeleição e que apoiaria o candidato que tivesse um melhor desempenho eleitoral com base em pesquisas de intenção de voto.

O acordo foi selado pelo trio. Passados o período eleitoral, com Termosires eleito os três novamente se reuniram e o prefeito Termosires cumpriu a sua palavra de não disputar as eleições de 2020. Bira Lisboa por apresentar melhores condições de ser eleito foi reconhecido o candidato do grupo. Gerson que poderia ser o candidato em 2024, rompeu o acordo e decidiu romper o acordo e lançar candidatura próprio.

Agora diante de seu precário desempenho junto a população, e pífia performance eleitoral resolve unilateralmente apoiar Neo Araújo por motivos que ainda permanecem ocultos e não vieram a público.

Nos bastidores da política – e conforme indicia Zé Augusto de Agamenon – o grupo composto por candidatos a vereadores e lideranças da política local está rachado com Bira recebendo declarações de apoio, contrariando as expectativas de Gerson Bonfantti. Articuladores políticos já estimam que Gerson deve arrastar cerca de 30% de seus público, restando ao candidato Bira a maior fatia das lideranças.

Nas redes sociais, voluntariamente, ex-apoiadores de Bonfantti já declaram o apoio ao candidato Bira Lisboa como forma de demonstração de independência e com duras críticas ao candidato desistente. Acompanhe alguns áudios ao final da matéria, após o vídeo.

O próprio Zé Augusto, pessoa que vem demonstrando ser “homem de palavra”, ainda não anunciou qual será o seu destino político. Mas caso mantenha a sua postura, não ingressará nas fileiras do ex-prefeito podendo declarar apoio a Bira Lisboa (PP), adversário de Neo e Gerson.

Resta agora saber qual o acréscimo que Neo terá com a adesão de Bonfantti. Neo é o candidato que tem a mais elevada rejeição entre os postulantes ao cargo de prefeito, segundo seguidos levantamentos feitos pelo governo do Estado.

O Blog Caso de Política tentou contato com Bonfantti para ouvir os seus esclarecimentos, mas até o fechamento desta reportagem não obteve retorno.

Veja o vídeo

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta