25% dos municípios baianos podem perder Fundo de Participação

Levantamento realizado pela União dos Municípios da Bahia (UPB), aponta que 25% dos municípios baianos podem ficar sem receber as parcelas do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), até que pendências sejam regularizadas. Segundo a presidenta da UPB, Maria Quitéria (PSB), o número se refere a cidades que estão inadimplentes com o INSS, fator impeditivo para o repasse dos recursos do FPM. “Se esses municípios não se regularizarem no dia 07 ou 08 de março, ficarão sem receber a parcela prevista para o dia 10 e as subsequentes. Os recursos ficarão retidos na fonte”, afirma Quitéria, também prefeita de Cardeal da Silva. Os dados obtidos pela associação são assustadores, na avaliação da dirigente. “Mais de 80% dos municípios da Bahia estão inscritos no sistema Cauc e possuem restrições para firmar convênios com o governo federal”, explica a prefeita.   
You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave a Reply