Barbosa utiliza recursos públicos em viagem para assistir jogo

A viagem do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Joaquim Barbosa, para assistir o jogo do Brasil contra Inglaterra, que aconteceu no dia 2 de junho, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, foi custeada com recursos da Suprema Corte brasileira. De acordo com o STF, a viagem foi paga com a cota que os ministros têm direito, mas não foi informado o valor pago, nem a norma para utilização da cota. Segundo informações do jornal Estado de São Paulo, o STF confirmou que não havia nenhum compromisso oficial do ministro que motivasse a viagem ao Rio de Janeiro no período em que aconteceu o jogo. Barbosa assistiu ao jogo acompanhado pelo filho Felipe, no camarote do casal de apresentadores da TV Globo Luciano Huck e Angélica. O presidente do STF tem residência fixa no Rio, e, segundo o STF, somente as despesas de Barbosa foram custeadas pela Corte, com vôos feitos em aviões de carreira. Uma reportagem do Estadão em maio deste ano apontou que os ministros têm usado recursos do STF para viagens durante o recesso forense, inclusive, levando as esposas em vôos internacionais. Entre 2009 e 2012, foram gastos R$ 2,2 milhões em passagens áreas pelos ministros da Casa. Barbosa chegou a utilizar a cota enquanto estava de licença médica. Os dados foram retirados do portal da transparência do Supremo por supostas “inconsistências”. Os ministros têm direito a um deslocamento mensal para o estado de origem, com a tarifa mais alta para voos entre Brasília e Sergipe.
You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave a Reply