Barreiras: Manifestantes fecham ponte sobre a BR 242

Da redação Nova Fronteira
Um grupo de manifestantes ocupou por volta do meio dia de hoje, 01, as duas cabeceiras da ponte sobre a BR 242, centro de Barreiras e está impedindo o trânsito de veículos pelo local.

Segundo uma das organizadoras do manifesto, o bloqueio se estenderá até a 24 horas. “Não existe a menor possibilidade de o trânsito ser liberado antes. Só passarão por aqui ambulâncias e viaturas militares”, disse.
Na pauta das reivindicações estão a CPI da Embasa, a licitação do transporte público, passe livre para os estudantes, entrada franca no Parque de Exposições e melhorias na saúde, educação e infraestrutura, além da conclusão do contorno viário, do presídio regional, entre outras demandas.
Apesar do bloqueio da ponte sobre a BR 242, o trânsito de Barreiras flui com certa tranquilidade. O ponto mais crítico, com lentidão, é próximo a ponte Ciro Pedrosa, uma vez que todo o trânsito entre o centro da cidade e os outros bairros localizados à margem esquerda do rio Grande, está passando por lá.
A expectativa é que outro grupo ocupe a ponte Ciro Pedrosa a partir das 17h. Caso isso aconteça, o caos se instalará na cidade, uma vez que estas duas vias são os únicos locais por onde circulam os veículos entre os dois lados da cidade.
Embora o manifesto siga pacífico, alguns motoristas que são impedidos de passar pelo local, reclamam e apontam o dedo médio num gesto de reprovação.
Felizmente a paralisação nacional dos caminhoneiros tem ajudado a evitar um caos maior, já que pelo centro de Barreiras circulam mais de 3.600 caminhões por dia, carregados com produtos agrícolas produzidos no cerrado baiano.
Outro ponto de congestionamento na BR 242 está ocorrendo no município de Muquém do São Francisco, onde um grupo de mais de 3 mil pessoas ocupa a rodovia. Relatos indicam que o congestionamento supera os 40 KM.
You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave a Reply