Barreirense é indiciado por corrupção


O ex-presidente da Valec, José Francisco das Neves, o Juquinha, a Odebrecht e outros diretores do órgão foram denunciados pelo Ministério Público por desvio de dinheiro nas obras da Ferrovia Norte-Sul no Tocantins. A denúncia aponta ainda sobre preço de R$ 37 milhões no empreendimento e subcontratações irregulares por parte da construtora de Marcelo Odebrecht.
“Avulta a intensidade do dolo dos acusados quando se tem em mente que o próprio orçamento-base constante no edital já vinha recheado de valores que beneficiavam as empresas em detrimento do erário”, escreveu o procurador Rodrigo Luiz Santos, conforme reportagem da Folha de São Paulo desta terça-feira 19.
De acordo com o MP, Juquinha teria manipulado a licitação da obra a fim de favorecer a Odebrecht e possibilitar o desvio de recursos. Para o processo, o ex-dirigente do órgão responsável pelas rodovias federais recebeu a ajuda do ex-diretor de engenharia da Valec e do presidente da comissão de licitação.
Outra acusação contra a Odebrecht refere-se a subcontratações ilegais por parte da empresa, que, segundo a denúncia, recebia verbas federais para determinados serviços e os repassava para empreiteiras menores, que cobravam valores bem mais baixos. Parte da obra foi repassada para as empresas Rio Tranqueira, Alja e VCK. A diferença de dinheiro com esse esquema foi de R$ 5,4 milhões, de acordo com o órgão.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.