Câmara admite erro e promete correção do valor de combustível no sistema.

Após publicação na manhã desta segunda-feira (31) de matéria intitulada “Câmara de Ribeirão compra litro de gasolina por R$ 4,75. Não faltou óleo de peroba” (ver aqui), o secretário Geral da Casa de Leis, senhor Régis Dias, se apressou e apresentou justificativa, reconhecendo a existência da fonte utilizada por este veículo, porém alegando “um erro de vínculo na planilha de controle”.

Apresentamos abaixo em seu inteiro teor.

“A todos os leitores,

venho aqui esclarecer que conforme dados no portal de transparência e pegando o valor que Ainda não foi pago , pois o cheque encontrasse na camara !!

Conforme fotos anexo!

Houve um erro de vínculo na planilha de controle onde deveria constar 92 litros constou 70 litros

Erro esse detectado e já estamos providenciando o acerto jamais vms pagar coisas superfaturadas aqui na camara pelo menos na gestão que assumi em 01/01/2017 , sou funcionário de carreira a 19 anos aqui, sou muito correto naquilo que faço

Documentos se encontram a disposição de qualquer munícipe para verificação !!!

Mas a informação acima passa a não ter veracidade uma vez que estamos esclarecendo e pedido desculpas pelo equívoco do lançamento no portal

Já chamei atencao dos responsáveis para que isso não ocorra novamente

Regis Dias !!

Secretario Geral da Camara

Em segundo momento, o secretário Geral argumentou:

“Não costumo fazer isso mais a partir de agora qualquer assunto envolvendo a camara no que diz respeito à gestão administrativa irei me manifestar e mostrar as veracidades dos fatos

E tbm pedir desculpas quando erramos

Cansei de pessoas generalizarem sempre por baixo as gestões

Tenho 19 anos de câmara

E minha 3x que sou convidado a ser Secretario da Camara

Pois valorizo o dinheiro público e não sou favorável a coisas erradas !!

E me coloco como funcionário público a disposição de qualquer munícipe e de qualquer órgão de imprensa

Sou profissional e comprometido com aquilo que faço

Abracos

Regis Dias

Secretario Geral

Pelo apresentado, nota-se o reconhecimento de um erro grave. O erro em questão poderia causar prejuízo aos cofres públicos caso fosse pago um valor maior, e que poderia passar desapercebido.

Por envolver dinheiro público, composto por pagamentos de impostos pagos pelos cidadãos, todo cuidado é pouco. O secretário Régis em sua nota, desculpou-se!

Como veículo de comunicação, estaremos sempre atentos a estas e outras questões, com total isenção que nos é peculiar.

Não nos furtaremos em divulgar fatos sempre apurados e embasados documentalmente. Sentimo-nos gratificados pelo reparo feito e também que nossa reportagem gerou 22 litros dá preciosa gasolina no tanque do veículo utilizado para o abastecimento. Luís Carlos Nunes

You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave a Reply