Câmara de Ribeirão Pires realiza sessão extraordinária nesta sexta-feira (28).

Mesmo antes do fim do recesso parlamentar, os edis de Ribeirão Pires devem retornar ao parlamento municipal por convocação do executivo para votarem projetos.

Entre os itens da pauta, está a renegociação de dívidas da prefeitura junto ao Instituto Municipal de Previdência de Ribeirão Pires – IMPRERP, que somadas, chegam as cifras de R$ 12.064.409,54 (doze milhões, sessenta e quatro mil reais e cinquenta e quatro centavos).

Segundo a mensagem ao projeto de Lei nº 044/2017, o executivo justifica que: “atualmente, o município possui seis acordos de parcelamento em andamento… O montante será atualizado até a data da efetiva assinatura do Termo e pago em 200 prestações mensais, iguais e sucessivas…”

A sessão extraordinária, está prevista para acontecer na sede do legislativo municipal às 10 horas da manhã nesta sexta-feira.

Tudo isso poderia ter sido evitado, se o executivo que é o responsável pelo desconto na folha de pagamento do servidor e pelo repasse ao Instituto, cumprisse com a sua obrigação. Além de fôlego financeiro, o executivo tem como objetivo, obter Certidão Negativa o que o habilita a receber verbas e recursos dos governos estadual e Federal. Caso aprovado, a atual gestão terá pouco mais que 16 anos e 6 meses para honrar a sua confessa dívida. Ou seja, quatro futuras gestões herdaram o abacaxi cascudo e terão – possivelmente – prejudicadas suas gestões! Luís Carlos Nunes

Deixe uma resposta