Caos em Formosa: Professores cumprem promessa e param atividades por tempo indeterminado

Após decisão tomada em assembleia geral realizada no sábado (08/jun), os educadores de Formosa do Rio Preto iniciaram hoje (10/jun) greve por tempo indeterminado. O primeiro dia de paralisação foi marcado com caminhada saindo da sede da entidade, percorrendo as ruas do centro comercial da cidade seguindo para o bairro Santa Helena e retornando ao sindicato após passar novamente pela Av. Brasil e igreja Matriz.

                                             

De acordo com a diretora da APLB, Janete Serpa, o protesto não é somente por aumento de salario, ela argumenta que a falta de compromisso do prefeito Jabes Júnior, que não cumpriu acordo firmado não deixou outra alternativa a categoria, se não optar pela paralização. “Nossa luta é por direitos e melhoria nas condições de trabalho! Estamos desde o início do ano tentando agenda com o prefeito, fomos atendidos somente no dia 17 de abril para mesa de negociação onde ficou acertado que a administração faria nosso pagamento com reajuste de 4,5% e retroativos a contar de janeiro desse ano até o dia 28 de maio. Diante da quebra de acordo estamos em greve por tempo indeterminado”, disse.

Entre os professores o sentimento era de indignação, que em coro; bradavam: “professores na rua, prefeito a culpa é sua”.

A professora Marinete Serpa, secretária geral do sindicato, informou que a greve não tem volta, e que todos os educadores votaram favoravelmente pela deflagração. “A greve vai continuar, cabe agora ao prefeito Jabes Júnior honrar com compromisso assumido e registrado em ata de fazer os pagamentos com tudo o que foi acertado entre as partes”. finalizou.

Deixe uma resposta