Capital da Bélgica proíbe testes em macacos, cães e gatos

Testes envolvendo cães, gatos e macacos serão proibidos em Bruxelas, capital da Bélgica, a partir de 1º de janeiro de 2020. Além disso, a partir de 1 de janeiro de 2025, também serão proibidos testes em animais na área da educação e testes de segurança.

A diretora executiva da Cruelty Free International, Michelle Thew, que trabalha com o GAIA, declarou: “Esta é uma notícia brilhante da Bélgica. Isso mostra que é possível que os governos se afastem da exploração de animais em experimentos”.De acordo com a organização belga que trabalha para acabar com os testes em animais, GAIA, a notícia é “um bom começo”.

Após o anúncio da decisão da capital belga, a organização está pedindo ao governo do Reino Unido que espelhe-se na ação e também proíba a exploração de cães em testes até 2020.

Em março deste ano, a União Europeia proibiu o comércio de cosméticos testados em animais em todo seu território. Entretanto, os países ainda são autorizados a realizarem esse tipo de procedimento.

Testes em animais envolvem a ingestão forçada de produtos químicos tóxicos, amarração dos animais a dispositivos de contenção, obrigação a executar atividades repetitivas por horas a fio e o afastamento de suas famílias. A única maneira de garantir que os animais não sejam mais explorados pela indústria de medicamentos, cosmético e outras, é instituindo a proibição completa em todos os países.

Speak up! Let us know what you think.