Category Archives: Economia

Maranhão entrega na Câmara Projeto de Lei que cria o Plano Diretor de Turismo da cidade.

Com o retorno do recesso parlamentar, o prefeito Gabriel Maranhão encaminhou a Câmara de vereadores de Rio Grande da Serra Projeto de Lei (PL) que trata do Plano Diretor de Turismo para a cidade. O referido PL trata-se de importante etapa para que a cidade seja reconhecida pelo Governo do Estado como Município de Interesse Turístico.

A votação só não aconteceu em função de requerimento verbal feito pelo vereador Clauricio Bento (DEM).

“Solicito o adiamento de todo o expediente e da ordem do dia, haja visto que estamos voltando de recesso hoje. Vários documentos importantíssimos que os vereadores fizeram ao longo destes dias, os questionamentos que a população fez. Visto que o primeiro secretário está com todos os documentos ali e também não temos a transmissão online. Então senhor presidente gostaria de pedir o adiamento por uma sessão, o requerimento verbal, conforme tem no regimento da Casa para que o senhor possa colocar a apreciação do plenário. Então o meu pedido de uma sessão de todo o material e de toda a ordem do dia.” (ver o vídeo ao final da matéria)

Um Plano Diretor de Turismo (PDTur) é uma ferramenta fundamental para qualquer município que pretende encarar a área como uma alternativa de crescimento social, cultural, político e econômico. O objetivo do PDTur deve ser o de orientar a administração pública municipal e a sociedade civil sobre como desenvolver os segmentos turísticos indicados para a cidade de acordo com a vocação do local. No caso de Rio Grande da Serra é Histórico Cultural (eventos e segmento religioso), Ecoturismo, Turismo de Aventura e Esportes.

Segundo informou ao blog Caso de Política, o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turístico, Gilvan Mendonça: “Para elaboração do Plano Diretor de Turismo diversas etapas foram superadas e cumpridas várias exigências legais a exemplo do Inventário Municipal do Turismo, Georreferenciamento e Geoprocessamento Turístico, Diagnóstico Turístico, entrega de relatório parcial, plenária participativa com o Conselho Municipal de Turismo (COMTUR), audiência pública e agora a entrega do Projeto de Lei para a apreciação do legislativo municipal”.

Conforme esclareceu ainda o secretário, “uma comitiva organizada foi até a cidade de Guararema ainda no ano de 2017 para uma visita técnica para obter informações sobre os caminhos percorridos para conquistar a classificação como Município de Interesse Turístico (MIT)”.

Efetivar Rio Grande da Serra como MIT é vital e estratégico para o governo municipal uma vez que a cidade conta com a menor arrecadação do ABC, e insuficientes para contemplar todas as demandas locais.

Transformar-se em MIT, explorando os potenciais culturais e da natureza já existentes localmente, pode ser uma saída econômica interessante uma vez que os MITs recebem recursos anuais do governo do Estado para investimentos na infraestrutura do setor como a sinalização, divulgação e atendimento que chegam a R$ 650 mil por ano. Além de poderem contar com assessoramento de órgãos técnicos ligados ao setor turístico.

Para se candidatar como MIT, o município deve apresentar um projeto de Lei por meio de um deputado e a documentação da cidade é analisada pela Secretaria do Turismo. Em seguida, a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (ALESP) vota o Projeto que, se aprovado, é encaminhado ao governador, que o sanciona como lei. Segundo os técnicos, o município só poderá utilizar os recursos destinados ao turismo se tiver um conselho municipal de turismo atuante.

Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turístico, Gilvan Mendonça, “o Projeto de Lei nº 71/2017 que titula Rio Grande da Serra como município de Interesse Turístico (MIT) é de autoria do deputado estadual Sebastião Santos (PRB) e a votação deve acontecer até o mês de abril deste ano”.

Sessão extraordinária foi marcada para a próxima sexta-feira (09), com horário ainda incerto.

Mauá: CPTR tem 162 vagas de emprego disponíveis.

Quem está buscando recolocação no mercado de trabalho pode se candidatar a uma das 162 vagas de emprego disponibilizadas pelo CPTR (Centro Público de Trabalho e Renda) de Mauá para a semana entre os dias 5 e 9 de fevereiro (de segunda a sexta-feira). As oportunidades são para trabalhar em Santo André e Mauá.

Das 162 vagas oferecidas, 149 são para pessoas com Ensino Fundamental incompleto, o que corresponde a 92% do total. São 60 vagas para auxiliar de limpeza, 40 para copeiro de hospital, 27 para ajudante de cozinha, 12 para cozinheiro de hospital e dez para lactarista.

As pessoas com Ensino Médio completo têm oito oportunidades, sendo três para operador de injetora de plástico, duas para chefe de serviço de limpeza, uma para instrutor de informática, uma para técnico de programação de produção e uma para zelador.

Por fim, os candidatos com Ensino Fundamental completo podem concorrer a cinco vagas, sendo uma para cada posição: auxiliar de limpeza, conferente de carga e descarga (vaga exclusiva para portadores de deficiência), cozinheiro geral, jardineiro e promotor de vendas.

Para se candidatar aos empregos, é preciso comparecer ao CPTR com RG, CPF e Carteira de Trabalho. O posto está localizado na Rua Manoel Pedro Júnior, 45, na Vila Bocaina, e está aberto ao público de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h.

CPTR Móvel

A van do CPTR (Centro Público de Trabalho e Renda) levará os serviços de emissão de Carteira de Trabalho e intermediação de mão de obra ao longo da semana para os bairros Jardim Maringá, Jardim Adelina e Vila Independência. O atendimento é feito das 9h às 16h e não é necessário reservar horário de atendimento.

Para emitir a documentação é necessário levar RG, CPF, uma foto 3×4 e comprovante de residência. Já para quem quiser buscar uma oportunidade de trabalho, é preciso comparecer ao local de atendimento portando RG, CPF e Carteira de Trabalho. As vagas são oferecidas para munícipes a partir de 16 anos.

Confira os endereços e as datas:

Dias 5 e 6 de fevereiro: Avenida Barão de Mauá, altura do número 3.567, em frente à UPA Barão de Mauá, no Jardim Maringá;

Dias 7 e 8 de fevereiro: Rua São Judas Tadeu, altura do número 81, em frente à EM Américo Perrella, no Jardim Adelina;

Dia 9 de fevereiro: Rua Dom Pedro II, altura do número 232, em frente à EM Darcy Ribeiro, na Vila Independência.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Mauá
Secretaria de Comunicação Social

“Ribeirão precisa viver um novo tempo como diz o outro, mas com responsabilidade”, diz Rubão Fernandes.

Em pronunciamento nesta segunda-feira (05) durante sessão extraordinária na Câmara Municipal de Ribeirão Pires que aprovou os repasses para as entidades assistenciais do município, o Chefe da Casa de Leis, vereador Rubão Fernandes.

“Quero colocar para as entidades e população que na verdade é preciso entender a posição dos vereadores. Não sei falar como acontecia antigamente, mas hoje a Câmara Municipal tem uma bancada de vereadores comprometidos e que vieram para fazer a diferença. Me lembro do evento organizado pelo vereador Rogério em homenagem a Aprespi onde foi dito sobre a dificuldade que a entidade encontrava para pagar o décimo terceiro salário”, disse o presidente Rubão.

Segundo ainda o mandatário da Casa de Lei, “se tivemos que realizar no dia de hoje uma sessão extraordinária, foi porque os projetos chegaram de última hora e os integrantes da Comissão de Finanças e Orçamento não tiveram tempo de analisar. A Comissão tem todo o direito de analisar projetos. Todos os projetos que entrarem aqui serão analisados e não será de qualquer forma. Precisamos saber para que está sendo doado. Em respeito à população!”, disse.

Na continuidade de sua fala, Rubão disse: “No final do ano a Câmara municipal devolveu R$ 544 mil para a prefeitura e não sabemos como esta verba está sendo utilizada. Tenho informação de que um vereador já fez requerimento de informações.

E quero reforçar que aqui o grande respeito desta Casa com todas as entidades, mas é preciso saber. Hoje estaremos votando além do repasse a doação de um terreno e não é à toa que os vereadores estão visitando as entidades do município. Vamos votar favorável a tudo o que for bom para a cidade e o que for ruim não vamos aprovar.

Quero dar os parabéns a todas entidades, mas os vereadores têm todo o direito de analisar os projetos”, enfatizou o presidente da Câmara.

Ao final de sua fala, Rubão Fernandes recebeu um abraço fraterno do ex-vereador e professor Wheeler Sanches, que o antecedeu em fala representando as entidades sociais de Ribeirão Pires

“Ribeirão tem que viver um novo tempo, mas com responsabilidade” Rubão Fernandes.

Assista abaixo o vídeo

Rio Grande: IPTU 2018 pode ser pago com o mesmo valor de 2017 até o dia 20.

A Prefeitura do Município de Rio Grande da Serra remeteu hoje na última quinta-feira (01/02) aos Correios os carnês do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) 2018, para entrega aos contribuintes.
Para quem realizar o pagamento à vista, pagará o mesmo valor congelado do imposto de 2017, com vencimento até o dia 20 de fevereiro. Após esta data, o boleto de cota perderá a validade e somente será possível o pagamento parcelado.
A medida comtempla os imóveis que não tenham sofrido alterações predial e/ou territorial que aumente a base de cálculo de tributo.
Para quem for pagar parcelado, o valor do imposto será atualizado em 7%, o número de parcela aumentou de 10 para 11 parcelas e o vencimento da 1ª parcela também será até o dia 20 de fevereiro.
A novidade para 2018 é que os carnês do IPTU de quem possui imóvel no terreno não virão mais com a taxa de Coleta, Remoção e Destinação de Resíduos Sólidos (Taxa do Lixo), a qual será cobrada pela Sabesp, parcelada nas contas de água, conforme o convênio pactuado. Já os terrenos sem construção, a taxa continuará a ser cobrada através do carnê do IPTU.
Outra novidade é que a 2ª via do carnê poderá ser impressa para o pagamento diretamente do site da Prefeitura, o contribuinte deverá informar o número da inscrição imobiliária (que costa no carnê dos anos anteriores) e o número do CPF (do proprietário compromissário ou possuidor do imóvel), para impressão da 2ª via para pagamento.
Dúvidas e esclarecimentos serão atendidos no Setor de Dívida Ativa da Secretaria de Finanças, situado na Rua do Progresso, 700, Centro, de segunda a sexta das 8h às 17h.

A importância do comércio local por Amigão D’orto.

“Ao comprar no Comércio Local, promovemos o desenvolvimento do município, contribuindo para o aumento de novos postos de trabalho, recolhendo impostos e gerando mais investimentos em diversas áreas. O Empresário, por sua vez, precisa estar aberto para as necessidades de seus clientes e sensibilizado sobre a importância dos Consumidores. É como se fosse uma troca, entre Consumidores e Comércio. Os Consumidores devem mostrar suas expectativas, enquanto o Comércio, a partir delas, tem que oferecer as melhores opções de acordo com cada necessidade.”

Preço do gás é reajustado em 43,7% nos últimos seis meses.

O botijão de gás é o combustível mais utilizado nas casas de todo o Brasil. Uma pesquisa Datafolha, publicada em 8 de dezembro, mostra que dois terços dos brasileiros consideram que a alta do gás de cozinha compromete muito o orçamento familiar. O mesmo levantamento mostra que 86% dos entrevistados avalia que os sucessivos aumentos deste final de 2017 foram “muito grandes”. A percepção do brasileiro é comprovada pelos dados. O gás, que tem o preço recalculado mensalmente pela Petrobras, vem tendo aumentos consecutivos desde julho.

Segundo dados constantes na página da Petrobras (ver aqui), o botijão de gás de cozinha acumula de julho de 2017 a dezembro do mesmo ano, aumento de 43,7% contra 1,63% de inflação acumulada no período.

Prefeitura de Mauá lança o programa IPTU premiado.

A Prefeitura de Mauá lança na próxima segunda-feira (29), o programa IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) Premiado. Serão sorteados anualmente R$ 12 mil em prêmios entre os contribuintes participantes.

O IPTU Premiado visa valorizar e incentivar o munícipe que mantém as contas em dia. Para o município, a vantagem é o estímulo à adimplência, o que permitirá elevar a arrecadação municipal e aumentar o investimento em áreas importantes, como Saúde, Educação, Transportes, Mobilidade Urbana, Habitação, entre outras.

Os sorteios serão realizados sempre no mês de novembro, sendo que o prêmio principal será de R$ 2.000. Também serão sorteados outros 20 prêmios no valor de R$ 500 cada um. Portanto, serão 21 sorteios por ano.
A cada ano, serão sorteados R$ 12 mil em prêmios aos contribuintes que estiverem quites com os tributos municipais 
O programa IPTU Premiado foi criado pela lei 5.213, de 19 de abril de 2017, e regulamentado pelo decreto 8.349, que foi publicado em 6 de outubro de 2017. De acordo com a legislação, podem concorrer aos prêmios os contribuintes que não tenham débito de qualquer natureza com a administração pública direta e com a autarquia Sama (Saneamento Básico do Município de Mauá).
Para participar dos sorteios, deverá efetuar e comprovar o pagamento do IPTU até a data do vencimento. Se o munícipe pagar o tributo mas possuir dívidas pendentes, será inabilitado.
Como serão os sorteios
Os sorteios utilizarão como base os números extraídos da Loteria Federal, administrada pela Caixa Econômica Federal. Se não houver número válido ou ativo correspondente ao que foi sorteado, o direito ao prêmio será concedido ao contribuinte cuja numeração seja imediatamente superior, desde que atenda aos requisitos pré-determinados.
O sorteio será feito da seguinte forma: os números do primeiro ao quinto da Loteria Federal serão lidos na vertical, de cima para baixo. Se a combinação sorteada for igual a um dos números da economia ativa, impresso no carnê de lançamento do IPTU, o munícipe será premiado (veja modelo anexo).
Para retirar o prêmio, os ganhadores devem apresentar documento oficial com foto, carnê do IPTU do exercício do sorteio e certidão negativa de débitos emitida pela Prefeitura de Mauá e pela Sama. Se os prêmios não forem retirados em 30 dias, os valores serão destinados ao Fundo Social de Solidariedade do município.

Prefeitura amplia para 28 de fevereiro prazo para pedidos de revisão do IPTU aos aposentados e pensionistas.

A Prefeitura da Estância Turística de Ribeirão Pires informa que o prazo para a revisão do desconto de IPTU destinado aos aposentados e pensionistas da cidade, em atendimento à legislação municipal, será prorrogado até o dia 28 de fevereiro. Contribuintes que não realizaram o recadastro anual em 2017 e, por essa razão, não receberam o benefício neste ano, devem solicitar recurso junto à Prefeitura, na Central de Atendimento do Paço Municipal.

A revisão do Imposto foi iniciada na última semana. A Prefeitura de Ribeirão Pires pede desculpa aos contribuintes, especialmente aos aposentados e pensionistas, por eventuais transtornos no atendimento, causados pela demanda de pedidos apresentados nesta manhã. Força tarefa de funcionários está mobilizada para agilizar os atendimentos, sempre prezando pela qualidade da informação e cordialidade aos moradores e contribuintes.

Aposentados e pensionistas que forem solicitar o recurso não devem efetuar o pagamento da primeira parcela do IPTU, com vencimento em 31 de janeiro.

É importante ressaltar: o prazo para a revisão do desconto do IPTU para aposentados e pensionistas está prorrogado até o dia 28 de fevereiro. O pedido do recurso deve ser realizado na Central de Atendimento, localizada no Paço Municipal (Rua Miguel Prisco, 288 – Centro), das 8h às 16h. Para a solicitação do recurso, é necessária a apresentação de original e cópia dos seguintes documentos: RG, CPF, comprovante de residência e comprovante de aposentadoria do contribuinte, que deve residir no imóvel.

Seguindo a Lei Municipal Nº 3.510/92, o recadastramento de aposentados e pensionistas junto à Prefeitura para ter direito ao desconto do IPTU deve ser feito anualmente, com validade para o ano seguinte ao da realização do cadastro (recadastramentos feitos em 2017 são analisados para o desconto em 2018).

Serviço: Revisão do desconto de IPTU para aposentados e pensionistas

Prazo estendido – até o dia 28 de fevereiro de 2018 (de segunda a sexta, das 8h às 16h)

Local para solicitação de recurso: Central de Atendimento do Paço Municipal – Rua Miguel Prisco, 288 – Centro

Documentos necessários – original e cópia do CPF, RG, comprovante de residência e comprovante da aposentadoria.

Temer dá dinheiro a Silvio Santos para tomar sua aposentadoria.

Foi ao ar neste domingo, 28, a participação de Michel Temer no programa Silvio Santos. Na “entrevista”, Temer ressaltou “a importância das ‘colegas de trabalho’ sensibilizarem os deputados” para que eles votem a reforma da Previdência. “Colegas de trabalho” é a expressão que Silvio Santos costuma usar quando se refere à sua plateia (que é toda composta por mulheres).

Em troca de verbas publicitárias, o SBT e Silvio Santos abriram os braços para o discurso da reforma da Previdência de Michel Temer, que tentou convencer o brasileiro de que o sistema está prestes a quebrar.

Houve uma grande ausência na conversa da noite de domingo entre Michel Temer e Silvio Santos. Faltou uma palavra mágica, aquela que dispensaria os telespectadores de se perguntarem sobre o que houve, afinal, com o lendário talento de Temer para articular maiorias no Congresso. Ele não se gabava de ter presidido a Câmara três vezes? Não era um PhD em negociação política? Não dava nó em pingo d’água? Eis a palavra que faltou: C-O-R-R-U-P-Ç-Ã-0.

Alinhado com o discurso de Temer, Silvio Santos disse: “Não aprovar a reforma da Previdência não é piada, não é bazófia, se não fizer a reforma não vamos ter dinheiro para pagar os aposentados”.

Antes de se despedir, em uma metáfora adequada à venda do apoio de Silvio, Temer disse que faria com o “patrão” algo que ele costuma fazer com suas colegas de trabalho. Longe do microfone, o diálogo ficou abafado, parecendo se tratar de algum segredo. O que se viu foi o emedebista passando uma nota de R$ 50 para o apresentador.

As informações são de reportagem de Gilberto Amendola no Estado de S.Paulo.

Ribeirão Pires: Prefeitura anuncia revisão do IPTU para aposentados excluindo desconto por área verde.

Durante toda a manhã desta sexta-feira (26), aposentados indignados e que se sentiram prejudicados pelo corte do desconto do IPTU, alegavam falta de divulgação sobre a necessidade do recadastramento que teve prazo expirado em 31 de novembro de 2017. Ver matéria clicando aqui.

Em comunicado dirigido a imprensa, ao final da tarde desta sexta-feira (26), é dito que “Contribuintes que não fizeram cadastramento em 2017 e, por essa razão, não receberam o benefício neste ano, podem solicitar recurso para revisão de seu caso junto à Prefeitura”.

Com a decisão, serão três dias para que todos aqueles que tiveram o direito cortado possam gozar do direito, porém no comunicado em momento algum é citado os proprietários de imóveis de área verde.

No comunicado constante na página 02 (dois) do carnê de IPTU 2017, é grafado:

“Sr.Contribuinte:

Caso seu imóvel possua desconto de área verde ou desconto de aposentado, ressaltamos que é obrigatório o recadastramento anual, conforme dispõe a legislação municipal.

O não recadastramento dos imóveis ocasionará o lançamento sem descontos.

Lembramos ainda que o prazo para realizar o recadastramento é até o último dia útil do mês de novembro de 2017, podendo o mesmo ser realizado na nossa Central de Atendimento – Rua Miguel Prisco, 288, Centro, Ribeirão Pires – SP.

Qualquer dúvida ou para mais informações, contatar a Secretaria de Finanças pelo telefone

11 4828-9800

ou pelo email: atendimento.sf@ribeiraopires.sp.gov.br”

O número de pessoas prejudicadas com a perda ao desconto é uma incógnita e não divulgado pela prefeitura. Estima-se que algo próximo a 3.000 proprietários de imóveis tenham façam jus ao desconto. Em 2017, a Estância Turística de Ribeirão Pires arrecadou R$ 29 milhões e a previsão para 2018 é de R$31,2 milhões.

Prefeitura proíbe horas Extras

Com apenas três dias para verificar a documentação necessária para a obtenção do desconto, não foi informado por parte da administração municipal detalhes sobre como será o atendimento, número de servidores por exemplo.

Em ofício de número 03-2018, datado de 17 de janeiro de 2018, o secretário de Administração e Modernização, Adriano Dias Campos informa que “o pagamento de horas extras está suspensos”.

Ainda no ofício, “Admite-se, excepcionalmente, em caso de extrema necessidade, o serviço extraordinário desde que limitado a 40 horas mensais”.

Leia abaixo a íntegra do comunicado feito pela prefeitura

Prefeitura de Ribeirão Pires revisa desconto de IPTU para aposentados

A Prefeitura de Ribeirão Pires está revisando o desconto concedido aos aposentados e pensionistas no Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) 2018. Contribuintes que não fizeram cadastramento em 2017 e, por essa razão, não receberam o benefício neste ano, podem solicitar recurso para revisão de seu caso junto à Prefeitura.

Até o dia 31 de janeiro (quarta-feira) os munícipes que se enquadram nesta condição deverão comparecer à Central de Atendimento do Paço Municipal (Rua Miguel Prisco, 288 – Centro), das 8h às 17h, apresentando RG, CPF e comprovante de aposentadoria. O pedido de recurso será avaliado para a concessão do desconto.

Para obter o benefício, aposentados e pensionistas de Ribeirão Pires devem realizar o recadastramento anual junto à Central de Atendimento, conforme o previsto na Lei Municipal Nº 3.510/92.

Seguindo a mesma regulamentação, para ter direito ao benefício em 2019, estes moradores deverão fazer o recadastramento este ano na Central de Atendimento.

Ribeirão Pires: Aposentados lotam Prefeitura em busca de isenção do IPTU.

A recepção da Prefeitura de Ribeirão Pires lotou nesta sexta-feira (26) para pedidos de isenção do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano). Segundo os aposentados “a prefeitura descredenciou os aposentados e pensionistas do desconto previsto em Lei sem prévio aviso e o valor que está sendo cobrado é absurdamente maior do que era previsto”, argumentaram majoritariamente os presentes no local.

O tema surgiu com vigor no último dia 20 de janeiro quando a administração municipal iniciou a entrega dos carnês de 2018. Na Câmara Municipal da cidade, quase que a totalidade dos edis recebeu queixas sobre os valores cobrados.

O vereador amigão D’orto (PTC) nesta quinta-feira (25) encaminhou ofício ao executivo solicitando “urgência máxima a revisão nos carnês de IPTU dos aposentados e pensionistas que não fizeram o recadastramento no ano de 2017”.

Segundo ainda o vereador, justificando a sua solicitação, argumenta que “ainda que conste orientação no carnê, não houve comunicação adequada do fato, o que ocasionou prejuízo a diversos munícipes que fazem jus ao benefício do desconto que é previsto em legislação específica”. Ver documento abaixo.

O blog Caso de Política encaminhou questionamento para a prefeitura para saber qual será a posição da mesma e se providências serão tomadas.

Segundo nos informou de maneira “oficiosa”, uma servidora que foi destacada para coordenar os atendimentos, “a prefeitura irá rever a situação caso a caso, pois reconhece o direito dos aposentados e pensionistas. A administração não tem intensões de prejudicar ninguém com cobranças indevidas. Será reconhecido todo aquele que tiver o direito”, disse a servidora.

Outra queixa apurada diz respeito à atualização da Planta Genérica de Valores (PGV). Essa atualização pegou muitos contribuintes de surpresa. É o caso de uma senhora que se encontrava na fila e pediu para que seu nome não fosse divulgado.

“É um abuso. Foi cobrado muito esse ano. Minha mãe tem 89 anos e era isento há pelo menos 25 anos. É preciso corrigir isso”, reclamou.

Na rede social Facebook, o tema IPTU ganha destaque! Acompanhe abaixo print com alguns comentários.

A última atualização da PGV aconteceu que aproximadamente 10 anos.

 

Gasolina sobe 1,90% e diesel 2,30% a partir desta sexta-feira (26).

A Petrobras anunciou um novo reajuste para os combustíveis, com aumento de 1,90% no preço da gasolina nas refinarias e alta de 2,30% no preço do diesel. Os novos valores valem a partir da sexta-feira, dia 26.

A nova política de revisão de preços foi divulgada pela petroleira no dia 30 de junho de 2017, desde então sucessivos reajustes vem sendo aplicados. Com o novo modelo, a Petrobras espera acompanhar as condições do mercado e enfrentar a concorrência de importadores.

Para acessar as informações no Portal da Petrobras clique aqui.

Justiça reconhece direito de camelôs e determina que governo Kiko recoloque-os em local compatível.

Após negar renovação de licença aos camelôs que trabalhavam nas imediações da estação de trem da CPTM em Ribeirão Pires um novo capítulo é aberto pela justiça. Um Mandado de Segurança Coletivo foi interposto, onde os camelôs questionam decisão a qual julgam arbitraria por parte da prefeitura de Ribeirão Pires, governo Kiko Teixeira (PSB) proibiu comercio na região da estação da CPTM desde 1º de janeiro. Para saber mais clique aqui e aqui.

Na decisão proferida no dia 18, a 3ª Vara Foro sentencia:

“Entendo que o disposto no art. 25 da Lei 4621/02 não retira a discricionariedade da Administração na renovação de licença ou permissão de uso para o comércio ambulante. Considerando, porém, que o parágrafo único desse dispositivo “assegura ao interessado, sempre que possível, a utilização de outro espaço público para o exercício do comércio”, concedo liminar parcial, para obrigar a autoridade impetrada a comprovar, no prazo de 30 dias, a acomodação dos impetrantes noutro espaço público, para cumprimento da legislação municipal. Notifique-se a autoridade impetrada a prestar suas informações em dez dias. Intime-se a Procuradoria do Município”.

Abaixo a íntegra da sentença

Com a decisão – ainda que parcial – a justiça reconhece o direito fundamento há que tem todo trabalhador de trabalhar. Vivemos por momento de crise e dificuldades. Espera-se sensibilidade e que se cumpra a decisão judicial de maneira célere e respeitosa, apontando aos camelôs condições compatíveis e dignas. Luís Carlos Nunes

Gabriel Roncon, prefeito em exercício edita decreto que estabelece feriados e pontos facultativos em 2018.

O Decreto nº 6.798 publicado no Diário Oficial Eletrônico do Município, nesta terça-feira (23), estabelece feriados e pontos facultativos da Prefeitura Municipal da Estância Turística de Ribeirão Pires, autarquias e fundações públicas para o ano de 2018.

O decreto segue feriados nacionais declarados por Lei Federal, feriados civis e religiosos de que trata também a Lei Federal, feriados estadual e municipal definidos também por lei.

Em função da realização da 21ª Copa do Mundo de Futebol a ser realizado Rússia data são postas como ponto facultativo.

Acompanhe abaixo a integra do decreto:

DECRETO Nº 6.798, DE 16 DE JANEIRO DE 2018. Dispõe sobre ausência de expediente nas Repartições Públicas Municipais (Pontos Facultativos) e compensação de dias, pelos servidores municipais no Exercício de 2018. GABRIEL EID RONCON, Prefeito em exercício do Município da Estância Turística de Ribeirão Pires, no uso das atribuições que lhe são conferidas por lei, Considerando a necessidade de fixação de datas em que não haverá expediente nas Repartições Públicas Municipais no ano de 2018, para conhecimento de toda a sociedade, DECRETA:

Art. 1º De acordo com a legislação vigente, os feriados no exercício de 2.018 serão os seguintes:

I. 1º de janeiro – Confraternização Universal;

II. 19 de março – Aniversário de Ribeirão Pires;

III. 30 de março – Paixão de Cristo;

IV. 1° de abril – Páscoa;

V. 21 de abril – Tiradentes;

VI. 1º de maio – Dia do Trabalho;

VII. 31 de maio – “Corpus Christi”;

VIII. 09 de julho – Revolução Constitucionalista;

IX. 07 de setembro – Independência do Brasil;

X. 12 de outubro – Nossa Senhora Aparecida;

XI. 28 de outubro – Dia do Servidor Público;

XII. 02 de novembro – Dia de Finados;

XIII. 15 de novembro – Proclamação da República;

XIV. 20 de novembro – Consciência Negra; XV. 25 de dezembro – Natal.

Art. 2º Serão considerados pontos facultativos os seguintes dias:

I. 12 de fevereiro;

II. 13 de fevereiro;

III. 14 de fevereiro, até as 13:00 horas;

IV. 30 de abril;

V. 1° de junho;

VI. 22 de junho (Jogo do Brasil);

VII. 27 de junho, após as 12:00 horas (Jogo do Brasil);

VIII. 16 de novembro;

IX. 19 de novembro;

X. 24 de dezembro;

XI. 31 de dezembro.

Parágrafo único. O expediente no dia 14 de fevereiro de 2.018, quarta-feira de cinzas, será das 13:00 às 17:30 horas e no dia 27 de junho de 2.018, jogo do Brasil, será das 08:00 às 12:30 horas, já incluído nesses horários a compensação estabelecida no art. 3°, §1°.

Art. 3º As ausências de expediente nos dias que se referem os incisos III, IV, V, VI, VII, VIII, IX, X e XI totalizam 64 horas de trabalho, que deverão ser compensadas pelos servidores.

§1° Para quem cumpre jornada de 08 horas diárias, será acrescido à jornada de trabalho 30 minutos diários, iniciando em 01°/02/2018 e terminando em 13/08/2018.

§2° Os servidores que cumprem jornada de trabalho inferior a 08 horas diárias, a compensação deverá ser proporcional à jornada cumprida da seguinte forma: a) jornada de 20 horas semanais – 15 minutos diários; b) jornada de 30 horas semanais – 20 minutos diários; c) jornada de 33 horas semanais – 25 minutos diários.

§3° Fica autorizado à compensação aos sábados, para as Secretarias que de acordo com as peculiaridades do serviço julgar mais producente esta alternativa.

§4° Para os servidores das Escolas Municipais, as compensações serão estabelecidas no calendário escolar.

§5° As horas compensadas deverão ser registradas nas frequências, atestadas pelo superior hierárquico.

§6° As horas e dias não compensados até o final do prazo estabelecido no §1° deste artigo, serão considerados como faltas, exceto ser for concedido férias ou licenças, sendo admitida prorrogação no prazo de compensação, até o limite do período de ausência.

§7° Férias ou licenças no período de compensação, não isentam a obrigatoriedade de compensar, admitindo apenas a prorrogação, nos termos do inciso anterior.

§8° Para os funcionários que forem admitidos no decorrer do ano, serão apuradas as compensações devidas de acordo com a data de admissão e os pontos facultativos restantes.

§9° Os servidores que estiverem gozando férias ou licenças remuneradas previstas em Estatuto nos dias em que coincidirem com os Pontos Facultativos, ficam desobrigados da compensação.

Art. 4° As disposições do presente decreto não se aplicam às unidades administrativas que prestam serviços essenciais ou obrigatórios à população, que funcionarão por meio de plantão ou outra forma que for determinado pelas respectivas Secretarias.

Art. 5° Este decreto entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

Prefeitura Municipal da Estância Turística de Ribeirão Pires, em 16 de janeiro de 2018 – 304° Ano da Fundação e 64° da Instalação do Município. GABRIEL EID RONCON – Prefeito em exercício – LIZ ITA DOTTA – Secretária de Assuntos Jurídicos – ADRIA

Prefeitura de Ribeirão Pires recebe pedido de reajuste na tarifa de ônibus.

A prefeitura de Ribeirão Pires recebeu na última quinta-feira (18), documentação da empresa Rigras que detém a concessão do transporte público municipal da cidade solicitando a revisão da tarifa do transporte público praticado.

O valor cobrado atualmente na Estância é de R$ 4,00 e o último aumento ocorreu em agosto de 2017 quando o prefeito Kiko Teixeira (PSB) editou um decreto municipal autorizando aumento de 3,80 para R$ 4,00 sob a argumentação de que o reajuste foi forma de garantir o equilíbrio econômico-financeiro para o sistema.

Com a saída do alcaide Kiko para gozo de férias que deverá durar até o próximo dia 31 de janeiro, a decisão sobre um possível aumento na tarifa deverá ocorrer com o seu retorno.

Vereadora Manuela e Zé de Zuza entregam trator agrícola para Associação do Pavão.

A vereadora Manuela da Saúde, ladeada pelo prefeito de Formosa do rio Preto, Termosires Neto e com a presença de vereadores, Secretários Municipais e lideranças políticas entregou nesta sexta-feira (19) um trator agrícola para os Trabalhadores Rurais da Associação Nova Terra da comunidade do Pavão e Região, representada pelo presidente Antônio Alves de Barros popularmente conhecido como “Meleta”.

A conquista deste importante equipamento de trabalho junto a Codevasf, só foi possível graças a união, é o que afirmou a vereadora Manuela da Saúde durante sua fala.

“Quando a gente quer ir mais rápido, a gente vai só, quando a gente quer ir mais longe a gente vai junto. Estamos hoje num fato inédito! É o primeiro trator doado a uma associação de Formosa do Rio Preto. Isso prova para vocês que vereador não é para sentar uma vez por semana cadeira da câmara, vereador deve correr atrás de benefícios para o município. Conforme eu disse ao senhor Meleta, esse trator não é exclusivo da comunidade do Pavão. Ele é para atender as comunidades da Canabrava, do Couro, Pajeú e Gameleira. Fui a segunda vereadora mais bem votada na base do prefeito na região e esta é uma forma de demonstrar a vocês a minha gratidão ”, argumentou a vereadora Manuel.

A vereadora Manuela que menciona a importante participação do vereador Zé de Zuza e também a intervenção feita pelo advogado Bira Lisboa, em vídeo esclarece como foram as negociações e dificuldades enfrentadas para a obtenção do equipamento agrário.

Segundo nos informou Bira Lisboa, “são iniciativas como estas que fortalecem a pequena agricultura do município, e desta forma o poder público tem feito a sua parte, que é oportunizar condições para que o produtor possa ampliar e diversificar a sua produção. Essa é mais uma prova da importância do trabalho em parceria com todos aqueles que têm vontade em fazer algo para nosso município. Quero parabenizar o prefeito Termosires e todo seu secretariado, a vereadora Manuela pela iniciativa e o empenho do vereador Zé de Zuza por apoiar o projeto e a associação e comunidade por participar desde o início colaborando sempre conosco”, disse Bira.

Assista abaixo o pronunciamento da vereadora Manuela da Saúde

Preços da gasolina e do diesel sobem hoje (12/01).

Os preços da gasolina e do diesel – comercializados nas refinarias – aumentaram hoje (12) 1,4% e 0,7% respectivamente, de acordo com informação da Petrobras.

As variações de preço fazem parte de reajustes frequentes praticados pela Petrobras, “em busca de convergência no curto prazo com a paridade do mercado internacional”, segundo a estatal.

O preço final ao consumidor, nas bombas, dependerá de cada empresa revendedora e dos próprios postos de combustíveis. O histórico das últimas variações praticadas pela Petrobras está disponível na página da estatal na internet.

Ribeirão Pires arrecada R$ 29 milhões em 2017 com o IPTU. Para 2018 é previsto 31,2 milhões.

Em 2017, Ribeirão Pires fechou o caixa com R$ 29 milhões. Até o fim de 2018, o governo do prefeito Kiko Teixeira (PSB) estima que a arrecadação com IPTU chegará a casa dos R$ 31,2 milhões, um incremento de aproximadamente 9,29% se comparado ao ano anterior.

Segundo a lei federal 5.172 de 1966, na qual institui o Código Tributário Nacional, o IPTU conta com a finalidade de alçar recursos, com intuito de melhorar calçamento, canalização de águas pluviais, abastecimento de água, sistema de esgotos sanitários, e rede de iluminação pública para distribuição domiciliar.

Para que serve o IPTU?

O IPTU serve para custear despesas de administração e dos investimentos em obras de infraestrutura do município e serviços essenciais à população.

Na hora de pagar os impostos, muitas pessoas apenas se preocupam em calcular o quanto vai pesar no seu bolso. Mas saber para onde vai o valor desses tributos e como ele pode ser gasto é um primeiro passo para que a população possa fiscalizar e discutir a sua aplicação. De certa forma, o dinheiro entregue aos cofres públicos pode retornar ao cidadão na forma de serviços ou de melhorias estruturais.

A cobrança recai sobre toda propriedade imóvel localizada em zona urbana e é realizada pela Prefeitura. Sua arrecadação vai para os cofres do município e se dilui junto aos demais tributos. Creditada em conta única, se soma ao conjunto de recursos com os quais a Prefeitura financia todas as suas atividades, e não apenas aquelas de interesse do proprietário do imóvel.

Isso significa que o valor arrecadado pode ser aplicado em melhorias de interesse direto do proprietário como reformas no trânsito local ou nas redes de esgoto. Mas também pode ser destinado para todos os demais serviços ofertados pelo município, como escolas, hospitais, apoio cultural, etc. Em Ribeirão Pires, o IPTU se figura como uma das principais fontes de recursos. Sendo assim, o futuro dessa arrecadação é definido conforme as prioridades e os planos políticos do governo municipal.

A principal forma da população fiscalizar o destino dos recursos é ficar atento ao Portal da Transparência de cada município. Exigido pela Lei Federal Complementar 101/2000, ele deve estar disponível no site da Prefeitura, apresentado em uma planilha da aplicação dos recursos públicos. Assim, é possível ao cidadão saber quais são as prioridades da gestão municipal e, sempre que se julgar necessário, questionar ou mesmo criar campanhas políticas para que os impostos sejam utilizados de outra forma.

Ribeirão Pires: prefeitura poderá punir transporte irregular de passageiros. Uber e táxi estão liberados.

Uma notícia desencontrada tomou conta das redes sociais de Ribeirão Pires. Corria boatos de que o secretário de Trânsito do município havia proibido o transporte individual de passageiros por aplicativos.

O vereador Amigão D’orto, em função de inúmeras consultas feitas a ele, entrou em contato com o secretário de Assuntos Estratégicos, João Mancuso que esclareceu ao vereador: “Não se trata de transporte por aplicativos a exemplo do UBER ou 99, trata-se de pessoas sem concessão como taxistas ou em aplicativos que estavam exercendo atividade irregularmente”. 

STF julgará constitucionalidade de transporte individual de passageiros por meio de aplicativos

O Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF), julgará em data ainda não definida, o Recurso Extraordinário (RE) 1054110 que discute o transporte individual remunerado de passageiros por motoristas particulares cadastrados em aplicativos. A repercussão geral da matéria – procedimento que a habilita a julgamento pelos ministros em sessão plenária – foi reconhecida em deliberação do Plenário Virtual do STF. No caso em questão, que servirá de paradigma, a Câmara Municipal de São Paulo questiona decisão do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP), que declarou a inconstitucionalidade da Lei Municipal 16.279/2015, que proibiu o transporte nesta modalidade na cidade de São Paulo.

Segundo entendimento do TJ-SP, embora os municípios tenham competência para disciplinar o transporte urbano local, tal competência legislativa é condicionada pelos princípios e regras constitucionais. Assim, com base nessas premissas, o tribunal declarou a inconstitucionalidade material da lei impugnada por entender que o ato normativo proibiu uma atividade privada em afronta aos princípios da livre iniciativa e da razoabilidade.

No recurso ao STF, a Câmara Municipal pede a reforma da decisão sob a alegação de que o serviço de transporte individual de passageiros tem natureza pública e pressupõe, por isso, autorização do Poder Público. Afirma que a atividade empreendida sem a chancela municipal equivaleria a “táxi clandestino”, gerando “injusta competição”.

Reforma da Previdência: Temer promete R$ 10 bilhões para deputado que votar a favor.

O presidente Michel Temer vai usar nova arma para tentar alcançar os 308 votos necessários para aprovação da reforma da Previdência na Câmara: a liberação de R$ 10 bilhões para a conclusão de obras em redutos eleitorais de quem apoiar o governo. É o que informa reportagem da Folha de S.Paulo. O dinheiro sairá da própria economia gerada em 2018 com a eventual aprovação das novas regras da Previdência em fevereiro.

Cálculos da equipe econômica indicam que os gastos com benefícios que deixarão de ser feitos imediatamente após a reforma vão gerar uma sobra de R$ 10 bilhões no caixa se a mudança ocorrer ainda em fevereiro.

O governo alega, de acordo com a Folha, que quanto mais a reforma demorar a passar, menor será essa economia gerada. Em março, ela cai para cerca de R$ 7 bilhões. Em abril, R$ 4 bilhões.

Desde meados do ano passado, o governo vinha sinalizando com a liberação de recursos do Orçamento para obras em troca de votos pela a reforma, informam os repórteres Daniel Carvalho e Julio Wiziack. Mas as promessas sucumbiram diante da queda de receitas em 2017. Agora, a proposta é destinar os recursos da reforma às obras, um dinheiro “carimbado”.

Segundo a Folha, terão prioridade os projetos em andamento que necessitam de pouco dinheiro para serem inaugurados ou entrarem na fase final. “Entre eles estão ajustes finais na duplicação da rodovia Régis Bittencourt, na serra do Cafezal, obra praticamente concluída; a segunda fase da linha de transmissão de Belo Monte; a BR-163, no Pará, os aeroportos de Vitória (ES) e Macapá (AP) e a ponte do rio Guaíba (RS)”, destaca a reportagem. Veja a íntegra da reportagem da Folha de S.Paulo

Rio Grande da Serra: Deputados votam em breve Lei que transforma Rio Grande da Serra em Município de Interesse Turístico (MIT).

De autoria do deputado estadual Sebastião Santos (PRB), o projeto de Lei nº 71/2017 pretende transformar Rio Grande da Serra em município de Interesse Turístico (MIT).

Com a concessão do título, o município poderá receber anualmente, mediante a projeto, o valor de R$ 550.000,00.

A proposta legislativa que pede a inclusão de Rio Grande da Serra como MIT, destaca como principais pontos: Capela de São Sebastião, Pista de Skate Sandro Dias “Mineirinho”, Estação de Trem Rio Grande da Serra, Biquinha Matarazzo, Pedreira, Bondinho e a Capela Nossa Senhora das Graças.

Na justificativa, apresentado que “O município de Rio Grande da Serra possui cerca de 44 mil habitantes e está localizado a 49 km da capital. Rio Grande da Serra tem como principal atividade econômica o comércio e a agricultura. São diversos os eventos existentes no município que atraem turistas de toda a região, bem como do Estado, como a Festa de São Sebastião, corrida Desafio Rio Grande, Carnaval, Festival Gastronômico, Festa de São Francisco de Assis, Festa da Primavera Poluída entre outros, além do município proporcionar aos turistas diversos tipos de esporte de aventura como trilhas, rapel, Jet Sky, canyoning e caiaque”.

Na cidade de Rio Grande da Serra, encontra-se em estágio avançado o Projeto do Parque Linear, conforme já publicamos aqui anteriormente. Para saber mais clique aqui e aqui.

Outro ponto que merece ser ressaltado é a aprovação pela Câmara de vereadores de Projeto de Lei que criação a Guarda Municipal. Ver aqui. Também já foi criado e empossado o Conselho Municipal de Turismo. Ver aqui.

Outro dado relevante e que pode ser muito favorável a Rio Grande da Serra para a obtenção do título de MIT foi visita de técnicos da CPTM onde foi anunciada a reforma da estação de Rio Grande da Serra. Segundo os técnicos da CPTM “já estão prontos os projetos executivos para o início das obras que tratam de acessibilidade, reforma da estação histórica e também de uma nova estação”. Para ler a matéria na íntegra, clique aqui.

A votação do Projeto de Lei nº 71/2017 que concede o Título de MIT a Rio Grande da Serra ainda não tem data para acontecer na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (ALESP), mas segundo informa o Governo do Estado, através do DADE, a votação deve acontecer ainda neste mês de janeiro de 2018.

Veja abaixo a proposta que será apreciada na ALESP.

“Governo Kiko retira camelôs sem diálogo e sem apresentar alternativas”, afirmam trabalhadores.

Desde o dia 1º de janeiro deste ano que se inicia quem passa pela estação de trem de Ribeirão Pires pode avistar a ausência das antigas barracas de trabalhadores autônomos que por ali se instalaram em busca de garantir o seu sustento vendendo balas, doces e miudezas diversas.

Segundo informaram os pequenos comerciantes, popularmente conhecidos como camelôs, “recebemos no final de dezembro uma notificação da prefeitura informando em decisão sumária de que a partir do dia primeiro não poderíamos mais trabalhar aqui”.

O referido comunicado, datado de 21 de dezembro de 2017, parte da recém secretária de Meio ambiente, Wanessa de Paula Isidio da Silva que diz, “A Secretaria do Meio ambiente do Município de Ribeirão Pires, vem por meio deste informar e notificar que vossa pessoa fica ciente da extinção da autorização de licença para ocupação do espaço público, portanto seu uso para atuação do comércio ambulante está proibido a partir de 01/01/2018”.

Conforme informaram os trabalhadores “são 23 ambulantes que mantinham licença para o trabalho e que agora estão com licença cassada e por consequência proibidos de atuarem na cidade”.

Essa não é a primeira vez em que a prefeitura atua em desfavor dos ambulantes. Conforme publicou o blog Caso de Política, em 11 de setembro o governo municipal retirou indiscriminadamente vendedores ambulantes da região da estação de trem da cidade. No dia 29, a juíza Isabel Cardoso da Cunha Lopes Enei concedeu liminar que autoriza o retorno de comerciantes cadastrados aos seus antigos e habituais locais de trabalho. Ver íntegra da matéria clicando aqui.

No local, foi registrado uma viatura oficial da Secretaria de Meio ambiente e os ambulantes que recolhiam assinaturas para organizarem um abaixo assinado. “Estamos solicitando apoio da população para entregarmos aos vereadores. Uma comissão está sendo organizada para negociarmos essa situação pois aqui era o nosso ganha pão e nessa crise em que passa nossa situação fica difícil. O que queremos é só o direito de trabalhar! Somos cadastrados e sempre contribuímos com a taxa anual que era cobrada pela licença”, afirmou um dos camelôs.

Obviamente que ninguém quer que a cidade seja inteiramente tomada por camelôs, nem que as pessoas possam vender o que quiserem, onde quiserem, sem nenhuma organização e planejamento. Mas também é óbvio que a cidade precisa de espaços comerciais que não são os espaços das lojas. Isso pode ser equacionado, mas não simplesmente retirando os comerciantes da rua, cassando a permissão e impedindo-os de trabalhar, sem nenhum diálogo e sem ofertas concretas de alternativas. Algumas cidades têm experiências positivas nesta área, como Diadema, e Mauá e a capital mineira, Belo Horizonte, que criaram shoppings populares bem localizados, garantindo o trabalho de comerciantes que antes trabalhavam nas ruas. O que fazer com pais de família, sem qualificação profissional, alguns com deficiências físicas ou motoras? A atitude da Prefeitura de Ribeirão Pires foi autoritária, higienista e excludente, bem na lógica da “Ribeirão Pires para poucos”. Uma ação como esta jamais deveria ser feita sem diálogo com as pessoas afetadas e sem oferta de alternativas que possibilitem a existência de um comércio popular, com vendedores autônomos, que precisam ter espaço de trabalho na cidade. Luís Carlos Nunes

MEGA DA VIRADA: Conheçam o cara mais pé frio do Brasil.

Palmeirense de carteirinha, o cidadão Antônio Carlos, morador na capital paulista pode ser considerado o cara mais pé frio da República Federativa do Brasil.

Ele conseguiu e proeza de jogar na Mega Sena da Virada, conforme o sorteio apresentado pela Caixa Federal de todos números posteriores.

Segundo a instituição, os números que fizeram a alegria de 17 sortudos com R$ 18 milhões. foram: 03, 06, 10, 17, 34 e 37. O PRÊMIO TOTAL FOI DE R$ 306.718.743,71

Vejam abaixo a aposta feita pelo cara mais pé frio do Brasil!

Por coincidência, Antônio Carlos é meu cunhado! Me sinto revoltado e nem fui no dia 1º filar uma boia na casa dele! Esse camarada só serviu pra pegar minha irmã a quase 3 décadas atrás! Indignado! #@&*%(+§. Eu pelo menos acertei dois números! Luís Carlos Nunes

O Brasil que não se olha!

A imagem capturada durante o réveillon em Copacabana fala por sí só!

Brasileiros querem juntar dinheiro em 2018, aponta pesquisa do SPC Brasil.

A grande meta dos brasileiros para 2018 é juntar dinheiro, diz pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). Quase metade dos brasileiros entrevistados na pesquisa (45%) disse que pretende juntar dinheiro este ano ou sair do vermelho (27%).

Mais da metade dos brasileiros entrevistados (54% do total) disse ainda estar mais otimista com o cenário econômico para este ano e 58% acreditam que sua vida financeira será melhor. Apesar disso, a nota média dada pelo brasileiro para sua expectativa da economia, entre 1 e 10, foi 5,7. A pesquisa mostra que 13% acreditam que a situação da economia vai piorar em 2018 e 19% acham que o cenário econômico este ano será igual ao de 2017.

Para o presidente do SPC Brasil, Roque Pellizzaro, a insegurança de parte dos brasileiros pode ser explicada por uma combinação de fatores. “De um lado, o cenário de incerteza em relação a eleição presidencial que se aproxima, com alto grau de imprevisibilidade e que também afeta a percepção do mercado; do outro, a lentidão do país para superar os obstáculos que impedem a retomada da atividade econômica, situação agravada pelos níveis de desemprego ainda elevados”, explicou.

Entre os principais medos para 2018 estão problemas de saúde (40%), ser vítima de violência ou de assalto (32%) e não conseguir pagar as dívidas (31%). Já o maior problema do país a ser resolvido neste novo ano está a corrupção, que foi lembrada por 86% do total dos entrevistados, seguida pela crise econômica (61%), a violência (58%), a saúde (47%), a educação (41%) e o desemprego (37%).

2017

Para a maioria dos brasileiros, a vida financeira piorou em 2017 (apontada por 55% dos entrevistados). Segundo a pesquisa, 85% tiveram que fazer cortes ou ajustes no orçamento no ano passado, cortando principalmente as refeições fora de casa (63%), a compra de itens de vestuário, calçados e acessórios (56%) e os itens supérfluos de supermercado (49%).

Pela estimativa do SPC Brasil, 59,9 milhões de pessoas tiveram seu nome negativado no ano passado. Entre os consumidores que ficaram com o nome sujo ao longo de 2017 (17%), 81% possuem parcelas no cartão de crédito pendentes, 69% estão com dívidas vencidas no cartão de lojas e 67% com parcelas pendentes em carnês ou boletos. Em média, o valor total da dívida em atraso somou R$ 3.902.

E 74% disseram ainda que conseguiram realizar pelo menos um projeto esperado para 2017, sendo que entre as metas estiveram o cuidado com a saúde (24%), ter mais tempo livre (15%) e poupar dinheiro (13%).

Caixa eleva estimativa do prêmio da Mega-Sena da Virada para R$ 300 milhões.

Trezentos milhões de reais. Este é o valor mínimo a ser pago aos ganhadores da Mega-Sena da Virada, que será sorteada a partir das 20h50 (horário de Brasília) de hoje (31). Segundo a Caixa Econômica Federal, a quantidade de bilhetes vendidos superou as expectativas horas antes do encerramento das apostas, que podem ser feitas até as 14 horas de hoje, em qualquer casa lotérica do país.

Ontem (30), a Caixa calculava que o valor do prêmio atingiria R$ 280 milhões, o que já representaria o maior valor pago na história das loterias brasileiras.

De acordo com a Caixa, se aplicados integralmente em uma conta-poupança, os R$ 300 milhões renderiam o equivalente a cerca de R$ 1,3 milhão mensais. O valor integral ainda é o suficiente para a compra de 130 imóveis de R$ 2,3 milhões cada ou de 20 iates de luxo.

A aposta simples custa R$ 3,50 e pode ser feita nos volantes especiais da Mega da Virada ou nos volantes comuns da Mega-Sena. Já quem tem conta corrente na Caixa pode fazer suas apostas pelo computador, tablet ou smartphone, utilizando o Internet Banking. O sorteio será transmitido ao vivo, pelas principais emissoras de tv do país.

Se a caso você nobre leitor, vitaminado e chique for o ganhador e ainda não souber o que fazer com essa bolada, faço uma sugestão: “Ligue pra mim a cobrar ainda que seja de madrugada e faça uma doação que será aceita de bom coração por esse humilde escriba”. Luís Carlos Nunes