Category Archives: Saúde

Vereadores de Ribeirão Pires aprovam projeto que proíbe alimentação de pombos.

Os vereadores da Câmara Municipal de Ribeirão Pires aprovaram nesta quinta-feira (22), o Projeto de Lei nº 037/2017 que proíbe a alimentação de pombos em calçadas, vias, praças, prédios e locais públicos estabelecendo penalidades advertência apreensão do recipiente para quem for pego alimentando os animais.

Conforme justificou o autor da proposta, o vereador Anselmo Martins (PR) “apesar de simbolizarem a paz, os pombos são considerados pragas urbanas por serem hospedeiros de diversos organismos que prejudicam a saúde humana”. Segundo ainda salientou o parlamentar ribeirãopirense, “o crescimento contínuo da população de pombos nos centros urbanos” causa danos a população, “considerado uma calamidade sanitária em todo o mundo”.

O autor da proposta cita ainda que, os animais encontram nas cidades ambientes favoráveis para a sobrevivência e “diversificados tipos de alimentos oferecido além de variadas possibilidades de abrigos”.

“O controle populacional é a solução, que poderá ser feito através da redução de sua alimentação”, ainda conforme a justificativa. Os animais “alimentados procriam até seis vezes por ano, realizando postura que varia de dois a cinco ovos.  A previsão é de que, não havendo alimentação, no curto período de seis meses a situação da superpopulação seja reduzida a condições menos perigosas”.

Entre as principais doenças transmitidas pelos pombos estão complicações como: micoses, doenças respiratórias, pneumonias, infecções, febre, ínguas, ulcerações pelo corpo, anemia, náuseas, diarreia, dores de cabeça, cólicas abdominais e outras enfermidades.

Antes que siga para possível sanção do prefeito, o Projeto de Lei nº 037/2017 de autoria do vereador Anselmo Martins passa por segunda e decisiva votação na próxima quinta-feira (01 de março).

A proposta reforça ações e é prevista em Legislação Municipal

Conforme expõe a Lei Municipal nº 5.292, de 26/06/2009 que dispõe sobre ações para controle e prevenção de zoonoses sancionada pelo ex-prefeito Clóvis Volpi, em seu artigo primeiro é expresso:

“O desenvolvimento de ações objetivando o controle das populações de animais, bem como a prevenção e o controle das zoonoses no Município da Estância Turística de Ribeirão Pires passam a ser regulados pela presente Lei”.

No artigo terceiro, diz:

“Constituem objetivos básicos das ações de prevenção e controle de zoonoses:

I – prevenir, reduzir e eliminar a morbidade e a mortalidade, bem como os sofrimentos humanos causados pelas zoonoses urbanas prevalecentes;

II – preservar a saúde da população, mediante o emprego de conhecimentos especializados e experiências da saúde pública veterinária.

§ 1º Compete ao Centro de Controle de Zoonoses – CCZ, a promoção e implementação de ações de vigilância epidemiológica relacionada à zoonoses”.

Já na Seção VIII, dos animais sinantrópicos* e peçonhentos, o texto é enfático sob a responsabilidade e competência do Centro de Controle de Zoonoses de Ribeirão Pires, como segue abaixo:

Artigo 36. Ao munícipe compete a adoção de medidas necessárias para a manutenção de suas propriedades limpas e isentas de animais sinantrópicos, vetores e peçonhentos.

Artigo 37. É proibido o acúmulo de lixo, entulho ou outros materiais que propiciem a instalação, a proliferação e a alimentação de roedores, pombos, vetores e peçonhentos, seja em áreas públicas ou privadas, excetuando-se as áreas especialmente designadas pela autoridade competente para esse fim.

*Animal sinantrópico: Animal de espécie que, indesejavelmente, coabita com o homem, tal como roedores, baratas, moscas, pulgas, morcegos, pombos e outros semelhantes.

As pombas estão espalhadas pelos centros, ruas e praças das grandes cidades do mundo. É complicado chegar nestes locais sem que se encontre um grupo de pombas bisbilhotando os cantos atrás de comida. Dotadas de grande precisão devido a sua mira laser, nunca erram o alvo, sujando sempre a cabeça dos mais desavisados e manchando capôs dos carros. Luís Carlos Nunes

Abaixo a íntegra da Lei Municipal que prevê as ações para controle e prevenção de zoonoses em Ribeirão Pires.

Rio Grande da Serra: Vereador Antônio Botelho solicita informações sobre as ambulâncias.

O vereador Antônio Botelho Guimarães encaminhou requerimento ao executivo municipal solicitando informações sobre a manutenção das ambulâncias na cidade.

No documento, o edil questiona: “Quantas ambulância estão disponíveis para a prestação de serviços à população, a frequência da manutenção dos respectivos veículos, quais os dados da empresa responsável pela manutenção no município dentre outras coisas”.

Conforme justificou o parlamentar o requerimento de informações tem como base o grande número de reclamações o qual vem recebendo da população que vem encontrando dificuldades em ser atendido pelo serviço.

Vereador Anselmo Martins apresenta projeto que visa controlar a proliferação de pombos e evitar doenças em Ribeirão Pires.

O objetivo é controlar a população de aves, evitando contaminações por doenças onde deverão ser criadas ações de conscientização da população para não alimentar. È melhor prevenir do que remediar

Será votado nesta quinta-feira (22) um Projeto de Lei de iniciativa do vereador Anselmo Martins (PR) que pretende implantar serviço permanente para controle de doenças e proliferação de pombos. Conforme proposta, o serviço será viabilizado pelo executivo municipal e sob responsabilidade do Centro de Controle de Zoonoses de Ribeirão Pires.

“Existe a necessidade de um plano de controle de reprodução destas aves, visto que assim como os ratos, as Pombas são classificadas como pragas por órgãos ambientais e de Saúde”, esclareceu o edil em contato com o Blog Caso de Política.

Segundo ainda justificou Anselmo Martins, o objetivo é controlar a população de aves, evitando contaminações por doenças onde deverão ser criadas ações de conscientização da população para não alimentar e não usar as aves para consumo próprio ou animal. É preciso ainda um sistema de limpeza diária nos locais onde há concentração dos pombos, pois suas fezes são prejudiciais à saúde e podem causar problemas respiratórios e afetar o sistema nervoso, podendo causar morte e pessoas e animais domésticos. É melhor prevenir do que remediar”, disse o parlamentar que confirmou ao Caso de Política que uma emenda ao projeto original será apresentada durante a sessão desta quinta-feira para alterar dispositivo que previa multa para quem fosse flagrado alimentando as aves.

Os pombos parecem aves inofensivas e muito simpáticas ao olhar por simbolizarem a paz, mas transmitem diversas doenças para os seres humanos que precisam ficar atentos para não serem contaminados.

Eles vivem em locais onde há restos de alimentos, estão em todos os lugares, especialmente onde há abundância de lixo, que também serve de alimento para pombos famintos.
A Criptococose é a principal doença transmitida pelos pombos, que contamina as pessoas através da inalação de fungos que estão presentes nas fezes deste animal. Ela ataca o pulmão e pode chegar também ao sistema nervoso central, ocasionando sintomas como dor de cabeça, sonolência e febre. Em alguns casos, pode causar até meningite. Cerca de 30% das pessoas infectadas morrem.

Outra doença comum é a histoplasmose, também transmitida pelos fungos das fezes dos pombos. Ela origina uma micose muito profunda que chega a afetar os órgãos internos do ser humano.

A salmonelose, outra doença ligada aos pombos, apresenta os sintomas de uma intoxicação alimentar, principalmente de carne contaminada. Ela causa diarreia e outras dores abdominais.
Os pombos também podem transportar alguns micro-organismos nas penas. Por causa disso, podem causar dermatites caso entrem em contato com os seres humanos. As dermatites causam muita coceira, infecções e até se transformam em alergias que afetam o sistema respiratório.
A melhor forma de evitar a contaminação de doenças transmitidas pelos pombos é não criar condições para a proliferação da ave perto de residências, não dando alimento e água. Manter forros, calhas e telhas sempre limpos também ajuda muito quando o objetivo é afastar essas aves de sua família.

Os pombos são animais muitos frequentes em qualquer cidade, e a transmissão de doenças acontece principalmente através do cocô e, por isso é preciso ter cuidado para evitar o contato direto com as fezes. Além disso, é importante que as cidades façam uma limpeza adequada das fezes, já que, quando secam, podem virar poeira e acabar sendo aspiradas para os pulmões.

A página www.pombo.org (especializada na ave) apresenta um levantamento realizado por 14 anos pelo Departamento de Neurologia da Faculdade de Medicina de Rio Preto. No estudo é apontado que 42 pessoas morreram vitimadas por doenças transmitidas por Pombas e que desde o início do estudo, um total de 198 pessoas vieram a óbito. Para saber mais clique aqui.

A proposta do vereador Anselmo Martins, pode de certa forma ser comparada a castração de cães e gatos para o seu controle populacional. Caso a proposta seja bem compreendida pelo cidadão, as pombas poderão inclusive migrar para outras regiões A bom tempo atrás uma pessoa me disse que “pombos são ratos com asa, na doença e na proliferação”. Luis Carlos Nunes

Rio Grande: Dia 07 tem vacinação contra Febre Amarela na Estação a partir das 04 da manhã.

A Prefeitura de Rio Grande da Serra tem investido na ampliação da cobertura vacinal como forma de proteger a população da Febre Amarela. E, com essa proposta, mais uma ação será realizada nesta próxima quarta-feira, 07 de fevereiro, quando munícipes poderão se vacinar na estação de trem da cidade no horário da 04:00 às 10:00 hora da manhã.

Segundo o prefeito Gabriel Maranhão “esse horário de atendimento especial tem como objetivo imunizar todas as pessoas que saem de sua casa muito cedo e retornam para a cidade no horário em que os postos de saúde já estão fechados”.

A vacina contra a febre amarela é disponibilizada também de segunda a sexta-feira, em todas as unidades de saúde de Rio Grande da Serra.

Contraindicações

A aplicação da vacina não é indicada às gestantes. Também não é aconselhado às pessoas com alergia grave a ovo; imunodeprimidos; em tratamento à base de corticoides ou contra o câncer e até mesmo aquelas portadoras do vírus do HIV e que fizeram transplante. Idosos com mais de 60 anos e mulheres que estão amamentando devem ser avaliados nas unidades de saúde em relação à necessidade da administração da dose.

Luta contra o Aedes aegypti

A limpeza de lotes e quintais é fundamental para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti. A recomendação é não deixar água limpa parada em recipientes como latas, garrafas, bebedouro de animais, pneus e vasos de planta.

A população também pode fazer uso de repelentes de insetos para se proteger do Aedes aegypti e outros mosquitos transmissores da Febre Amarela.

“Ribeirão precisa viver um novo tempo como diz o outro, mas com responsabilidade”, diz Rubão Fernandes.

Em pronunciamento nesta segunda-feira (05) durante sessão extraordinária na Câmara Municipal de Ribeirão Pires que aprovou os repasses para as entidades assistenciais do município, o Chefe da Casa de Leis, vereador Rubão Fernandes.

“Quero colocar para as entidades e população que na verdade é preciso entender a posição dos vereadores. Não sei falar como acontecia antigamente, mas hoje a Câmara Municipal tem uma bancada de vereadores comprometidos e que vieram para fazer a diferença. Me lembro do evento organizado pelo vereador Rogério em homenagem a Aprespi onde foi dito sobre a dificuldade que a entidade encontrava para pagar o décimo terceiro salário”, disse o presidente Rubão.

Segundo ainda o mandatário da Casa de Lei, “se tivemos que realizar no dia de hoje uma sessão extraordinária, foi porque os projetos chegaram de última hora e os integrantes da Comissão de Finanças e Orçamento não tiveram tempo de analisar. A Comissão tem todo o direito de analisar projetos. Todos os projetos que entrarem aqui serão analisados e não será de qualquer forma. Precisamos saber para que está sendo doado. Em respeito à população!”, disse.

Na continuidade de sua fala, Rubão disse: “No final do ano a Câmara municipal devolveu R$ 544 mil para a prefeitura e não sabemos como esta verba está sendo utilizada. Tenho informação de que um vereador já fez requerimento de informações.

E quero reforçar que aqui o grande respeito desta Casa com todas as entidades, mas é preciso saber. Hoje estaremos votando além do repasse a doação de um terreno e não é à toa que os vereadores estão visitando as entidades do município. Vamos votar favorável a tudo o que for bom para a cidade e o que for ruim não vamos aprovar.

Quero dar os parabéns a todas entidades, mas os vereadores têm todo o direito de analisar os projetos”, enfatizou o presidente da Câmara.

Ao final de sua fala, Rubão Fernandes recebeu um abraço fraterno do ex-vereador e professor Wheeler Sanches, que o antecedeu em fala representando as entidades sociais de Ribeirão Pires

“Ribeirão tem que viver um novo tempo, mas com responsabilidade” Rubão Fernandes.

Assista abaixo o vídeo

Rio Grande da Serra busca recursos para o saneamento básico junto a FUNASA.

A Secretária de Obras e Planejamento, Sandra Malvese, o Secretário de Cidadania e Inclusão Social, Israel Mendonça e o Secretário de Governo, Carlos Eduardo Silva, participaram nesta terça-feira (30,) de uma reunião na sede da Funasa (Fundação Nacional de Saúde) onde apresentaram projetos relacionados ao saneamento básico e a implantação de estação elevatória em Rio Grande da Serra.

De acordo com Sandra Malvese, “Rio Grande da Serra carece de ampliação em seu sistema de esgotamento sanitário e de implementação e de coletores troncos para o projeto das estações elevatórias”.

A equipe de governo do prefeito Maranhão foi recebida pelo Superintendente da FUNASA no estado de São Paulo, Ricardo Gomes e contou com a presença de representantes da Sabesp.

A Fundação Nacional de Saúde – FUNASA é um órgão do Ministério da Saúde encarregado de promover saneamento básico à população. Detém a mais antiga e contínua experiência em ações de engenharia de saúde pública no Brasil. Ela direciona as ações de saneamento para as comunidades cujos indicadores de saúde denotam a presença de enfermidades causadas pela falta e/ou da inadequação de saneamento. Atua apoiando técnica e/ou financeiramente o desenvolvimento de ações de saneamento.

O Superintendente Ricardo Gomes tomou posse em 21 de setembro de 2017 em Brasília e já na sua posse se comprometeu com questão da água e o saneamento básico em São Paulo. Engajado com a questão da água no estado, o superintendente pretende trabalhar voltado para os municípios, numa tentativa de universalizar o saneamento em São Paulo. “A Funasa é um órgão muito importante em São Paulo, porque trata da água e água é fundamental em nossa vida. Quero retomar as atividades que já tinham iniciado e ampliar os serviços”, disse na ocasião.

Mauá: Homem ouve vozes, se joga de viaduto e sobrevive.

Um vendedor ambulante se dizendo ouvir “vozes” se jogou de cima do viaduto que fica sob a rodoviária municipal de Mauá localiza no boulevard Jornalista Roberto Marinho, centro da cidade.

Na cena filmada por populares, mostra o momento em que o desconhecido se apoia na grade de apoio e inclina o seu corpo e se joga por uma altura de aproximadamente 10 metros de altura.

Segundo apurado, o homem é conhecido vendedor de cigarros e foi socorrido por uma equipe da ROMU e levado para o Hospital Nardini onde deu entrada com vida com várias fraturas.

Mauá: “Poupatempo Animal” chega a 2 mil atendimentos.

O Poupatempo Animal, serviço itinerante criado pela Prefeitura de Mauá que leva cuidado veterinário gratuito de baixa complexidade, atingiu nesta semana a marca de mais de 2 mil atendimentos desde agosto, quando começou a funcionar. Isso equivale a uma média de 35 animais cuidados por dia.

A van do Poupatempo Animal conta médico veterinário, assistente e outros profissionais. O veículo possui equipamentos de oxigênio, terapia e oximetria (para medir pulso), saturação de oxigênio e auxílio respiratório, além de medicação completa para dar o primeiro auxílio aos animais.

A cada semana, o serviço está em um local diferente. Os endereços são definidos pela equipe de Defesa e Proteção Animal com base na demanda de cada região. Já foram atendidos bairros como Zaíra, Itapark, Parque das Américas, Vila Assis, Oratório, entre outros.

Quem tiver interesse em utilizar o serviço deve levar CPF, RG e comprovante de endereço até o local onde a van está estacionada. As consultas compreendem também um tempo para o retorno do animal antes do fim da semana, para garantir resultado no diagnóstico. O horário de atendimento é das 9h às 13h e das 14h30 às 18h.

Rio Grande da Serra realiza ultrassom transvaginal na UBS do centro.

Com o objetivo de zerar a fila de espera, a Secretaria de Saúde está promovendo atendimento intensivo para as mulheres na UBS do Centro, para a realização de exame de (USG) ultrassom transvaginal. No mês de janeiro houveram 120 agendamentos, entretanto apenas 67 exames foram realizados, sendo anotadas 53 faltas.

De acordo com a Secretária Municipal de Saúde, Suzenete Carlis, “é de extrema importância que as pacientes compareçam ou desmarquem, porque aquela vaga poderia estar sendo utilizada por outra mulher que precisasse realizar o exame com urgência”, explicou.

O projeto teve início em novembro do ano passado e visa agilizar os procedimentos que estão na fila de espera e, também, encaixar as urgências, inclusive os ultrassom das mamas e o pélvico.

O ultrassom transvaginal é um exame conhecido das rotinas ginecológicas e obstétricas. Por meio dele, o médico pode ter uma visualização de todo o aparelho reprodutor feminino, útero, ovários e trompas. O exame pode ser utilizado para diagnosticar miomas, câncer e gravidez.

Rio Grande da Serra: 10% da população é vacinada no 1º dia da Campanha Contra a Febre Amarela.

O Departamento de Vigilância à Saúde da Prefeitura de Rio Grande da Serra divulgou que 4.901 pessoas foram vacinadas, ontem (25), durante o primeiro dia da Campanha de Vacinação Contra a Febre Amarela no município.

A ação contou com esquema de plantão, em que todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS´s) funcionaram em horário especial, até as 20 horas. Do total de imunizações, pelo menos 1.000 delas ocorreu entre 17h e 20h. Em um único dia da campanha, 10% da população da cidade foi imunizada.

1.000 pessoas puderam ser atendidas graças à ampliação no horário de atendimento nas unidades de saúde

De acordo com a Secretária de Saúde, Suzenete Carlis, o primeiro dia da campanha aconteceu de forma tranquila.

“Não houve intercorrência relevante algum nos postos, a equipe da Secretaria da Saúde trabalhou de maneira bem coordenada. Agora o que é importante é a população entender que estamos em campanha até o dia 17 de fevereiro, e que todos devem se vacinar”.

A Vacinação Contra a Febre Amarela está disponível em todas as UBS´s da cidade, no horário das 8h às 17h. A Campanha vai até o dia 17 de fevereiro e neste período acontecerão três dias especiais, chamados de ‘Dias D’, em que as unidades abrirão nos sábados, dias 03 e 17 e no domingo dia 04, também das 8h às 17h.

Vereadores Amaury Dias e Amigão visitam bairros de Ribeirão Pires.‏

Verificar a situação dos diversos bairros de Ribeirão Pires, dialogar e colher as demandas da população é o objetivo do “Bairro à Bairro”, uma ação desenvolvida pelos vereadores Amaury Dias e Amigão D’orto.

Ainda que a Câmara de vereadores esteja em recesso parlamentar, os edis não pararam com suas atividades e foram a campo vistoriar in loco as condições das vias públicas, escadões, capinação e outros serviços que devem receber atenção da administração pública municipal.

vereadores Amaury Dias e Amigão D’orto com Vinicius: Vila Conceição as ruas estão necessitando de reparos e manutenção

Nesta quinta-feira (25), a dupla de vereadores esteve no bairro Vila Conceição, onde caminhando pelas ruas sob uma insistente chuva, puderam verificar as condições de infraestrutura da localidade.

“Nossos escadões precisam de limpeza urgente, o esgoto desse na calçada e aliás, cadê a calçada tomada pelo mato”, essa foi a fala mais recorrente ao vereadores no bairro.

Praça da Vila Belmiro, uma demanda importante para a população

No dia 19, os vereadores foram a Vila Belmiro para acompanhar o andamento das obras de Revitalização da Área de Lazer (Construção de Praça e Manutenção da Quadra de Areia) e pavimentação da rua Manoel Monteiro.

A pedido da munícipe Iza Sartori, no dia 17, percorreram a Rua Ana Bertoldo Zampol na Vila Aurora e constataram que a via necessita urgentemente de manutenção. Pois há diversos buracos e mato na pavimentação de paralelepípedos.

Os vereadores Amaury Dias e Amigão D’orto, na oportunidades se comprometeram em oficializar pedido ao poder executivo municipal para encaminharem equipes de trabalho para que esta demanda seja resolvida na maior brevidade possível.

Praça no bairro está tomada por mato expondo moradores a risco. Espaço pode se tornar área de lazer

Na rua Maranhão no bairro Santa Luzia, em conversa com moradores e dentre diversas demandas, foi constatado que a pracinha localizada entre a rua Maranhão e a rua Pará, necessita urgentemente de limpeza, manutenção, iluminação e instalação de equipamentos de ginástica.

Praça na rua Ópera, lugar agradável que necessita de atenção

A pedido de um morador, os edis foram até a rua Ópera no Bairro Bocaina, onde no local há uma pequena, mas muito agradável praça, que necessita de revitalização e alguns equipamentos de ginástica.

Em meio a esta maratona visitando os diversos bairros da cidade, Amigão e Amaury “recarregam as baterias” através do Projeto Verão, uma iniciativa da prefeitura municipal que aos fins de tarde oferece opções de exercícios e lazer na avenida Valdírio Prisco com passeios de bike e caminhada.

Veja abaixo do trabalho de fiscalização que está sendo realizado pelos vereadores

Rua Professor Antônio Nunes – Santa Luzia

Rua dos Aliados, Planalto Bela Vista

Rua Laranjeiras – Vila Bonita – Quarta Divisão

Rua Adib Eid, Bairro Vila Marquesa

Rua Itália – Jardim Alvorada (Próximo da Etec)

Rio Grande da Serra: 1º dia da vacinação fracionada contra a febre amarela é tranquilo.

O primeiro dia de campanha de vacinação com dose fracionada da febre amarela imunizou diversas pessoas na cidade de Rio Grande da Serra.

As oito Unidades Básicas de Saúde (UBS´s) da cidade funcionaram em esquema de plantão e, em muitos locais, nem filas foram formadas. Coordenada pela Secretaria Municipal de Saúde, as vacinas foram acondicionadas em locais apropriados e mantidas em temperaturas adequadas conforme determina o Ministério da Saúde e a Anvisa.

Em Rio Grande da Serra, até o dia 17 de fevereiro, todas as UBS´s estarão aplicando a vacina, das 8h às 17h. Também haverá vacinação especial, nos chamados ‘Dia D’ que acontecerão nos dias 03 e 17 (sábados) e dia 04 (domingo).

Saiba mais sobre a Febre amarela

Rio Grande da Serra: Começa amanhã (25) a campanha antecipada de vacinação contra a febre amarela.

A Prefeitura de Rio Grande da Serra informa que, de acordo com o cronograma da Secretaria Estadual de Saúde do Governo de São Paulo, a Campanha de Vacinação Contra a Febre Amarela foi antecipada para o dia 25 de janeiro no município. O Estado encaminhará 50 mil doses para cidade, com a meta de vacinar toda a população.

No dia 25, todas as UBS (Unidades Básicas de Saúde) estarão abertas, aplicando a vacina, no período das 7h às 20h. Além disso, no sábado (03) e no domingo (04), todas às unidades também funcionarão, devido à vacinação, no horário das 8h às 17h. Nos demais dias, até dia 24 de fevereiro, a campanha de vacinação acontece também em todas as UBS da cidade, mas no horário normal de funcionamento, que é das 8h às 17h.

A Secretária Municipal de Saúde, Suzenete Carlis, considera importante esclarecer que se trata de uma ação preventiva, já que no município, até agora, não foi registrado nenhum caso. “Estamos apenas nos precavendo, temos que ter cuidado com o mosquito, já que o mesmo que transmite Dengue, transmite a Febre Amarela, por isso, não deixar água parada em pratinhos de vasos de plantas, pneus, garrafas ou outros recipientes e nem lixo acumulado é fundamental para afastar a Febre Amarela daqui”, afirmou.

Desde o dia 05 de janeiro, de acordo com o Departamento de Vigilância Sanitária, a Prefeitura de Rio Grande da Serra vacinou 2.060 pessoas, sendo 1.145 somente nesta última sexta-feira (19).

Gabriel Roncon, prefeito em exercício presta esclarecimentos sobre campanha da febre amarela que se incia no dia 25.

Em vídeo o prefeito em exercício de Ribeirão Pires, Gabriel Roncon (PTB), esclarece alguns aspectos sobre o início da campanha de vacinação contra a febre amarela. Roncon ressalta que não há motivos para alardes uma vez que a cidade não é área de risco e a prefeitura está organizando uma força tarefa e que a população deve evitar filas e que a campanha terá um mês para a imunização com doses garantidas para toda a população.

Segue abaixo o vídeo

Ribeirão Pires: Vereadores garantem vacinação contra febre amarela em escolas do município.

Segundo informaram os vereadores de Ribeirão Pires, Edmar Oldani (PV) e Edson Banha Savieto (PPS), as crianças matriculas nas escolas de Ribeirão Pires serão vacinadas contra a febre amarela em regime especial.

Segundo o vereador Banha “a ideia aconteceu após uma conversa com o prefeito em exercício Gabriel Roncon na tarde desta segunda-feira.

“Tivemos uma conversa positiva com o prefeito em exercício onde na ideia de ampliação da vacinação contra a febre amarela nas escolas municipais, estaduais e particulares situados em Ribeirão Pires e com isso diminuir as filas nos postos de saúde e evitando que nossas crianças não fiquem de madrugada nas filas”, disse Banha.

Para o vereador Edmar Oldani, “a população está muito preocupada com a doença. Então com um atendimento nas escolas as crianças serão vacinadas sem fila e recebendo um atendimento tranquilo e humanizado”, argumentos Edmar.

Segundo ainda disseram os edis “a data será divulgada em breve pela secretaria de Saúde em conjunto com a educação”.

Uma iniciativa que merece desta, foi solicitação em caráter de urgência feita pelo vereador Banha. Na quinta-feira (18), o parlamentar requereu no calendário de vacinação contra febre amarela a UBS da Vila Sueli. Na justificativa, Banha que “a inclusão visa atender os moradores dos Bairros da Vila Sueli, Jardim Santa Inês e Jardim Celso”. O pleito foi atendido e a unidade de saúde foi incluída na campanha.

Veja abaixo o vídeo

Campanha de vacinação em ribeirão Pires

Em nota, a prefeitura de Ribeirão comunica que a partir de quinta-feira, dia 25 de janeiro, até o dia 24 de fevereiro, promoverá a Campanha de Vacinação contra a Febre Amarela. No período, todas as Unidades Básicas de Saúde aplicarão doses da vacina, de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h. 

Dias “D” – nos sábados, 3 e 24 de fevereiro, as UBS’s também estarão abertas aos moradores, das 8h às 17h, para aplicar a vacina contra a doença.

Moradores que irão viajar para o exterior, e precisam receber a dose integral da vacina, devem apresentar comprovante de viagem na UBS, conforme orientação da Saúde do Estado.

A campanha é aberta para toda a população, respeitando-se as indicações e contraindicações das autoridades de saúde. 

É muito importante reforçar que em Ribeirão Pires não há casos confirmados de febre amarela. Nem mesmo a incidência de casos entre macacos (não maltrate os animais, eles não transmitem a doença). 

Força tarefa está sendo preparada pela Prefeitura para a campanha. Os funcionários estão sendo treinados para melhor atender a população e esclarecer dúvidas.

Rio Grande da Serra: Motoqueiro sofre grave acidente e bombeiros fazem o socorro.

Um motociclista ainda não identificado que circulava pela avenida São João no bairro Santa Tereza no início da tarde deste domingo (21), sofreu uma súbita queda sofrendo um grave acidente que ocasionou com uma fratura exposta em sua perna direita.

Segundo a nossa fonte, o socorro foi realizado por uma viatura do corpo de bombeiros, mas antes o serviço de remoção da prefeitura foi acionado.

“A população está sofrendo com o precário serviço de saúde do município. A pelo menos 15 dias não temos ambulância na cidade pois desde julho do ano passado mecânicos que prestam serviços de manutenção estão sem receber pelos trabalhos realizados. Nossas ambulâncias estão paradas. Muitas pessoas que necessitam de transporte para atendimento estão perdendo as consultas por falta das ambulâncias”, relatou.

Conforme ainda nos informou a fonte “o acidentado foi removido possivelmente para a cidade de Mauá para que possa receber os cuidados médicos em função da gravidade da fratura”.

Rio Grande da Serra antecipa campanha de vacinação contra febre amarela para o dia 25.

A Prefeitura de Rio Grande da Serra informa que, de acordo com o cronograma da Secretaria Estadual de Saúde do Governo de São Paulo, a Campanha de Vacinação Contra a Febre Amarela foi antecipada para o dia 25 de janeiro no município. O Estado encaminhará 50 mil doses para cidade, com a meta de vacinar toda a população.

No dia 25, todas as UBS (Unidades Básicas de Saúde) estarão abertas, aplicando a vacina, no período das 7h às 20h. Além disso, no sábado (03) e no domingo (04), todas às unidades também funcionarão, devido à vacinação, no horário das 8h às 17h. Nos demais dias, até dia 24 de fevereiro, a campanha de vacinação acontece também em todas as UBS da cidade, mas no horário normal de funcionamento, que é das 8h às 17h.

A Secretária Municipal de Saúde, Suzenete Carlis, considera importante esclarecer que se trata de uma ação preventiva, já que no município, até agora, não foi registrado nenhum caso. “Estamos apenas nos precavendo, temos que ter cuidado com o mosquito, já que o mesmo que transmite Dengue, transmite a Febre Amarela, por isso, não deixar água parada em pratinhos de vasos de plantas, pneus, garrafas ou outros recipientes e nem lixo acumulado é fundamental para afastar a Febre Amarela daqui”, afirmou.

Desde o dia 05 de janeiro, de acordo com o Departamento de Vigilância Sanitária, a Prefeitura de Rio Grande da Serra vacinou 2.060 pessoas, sendo 1.145 somente nesta última sexta-feira (19).

Vacinação contra a febre amarela em Ribeirão Pires. Fique por dentro!

A cidade inteira será vacinada contra a doença nesta campanha!

Nos últimos dias, foi intensa a procura pela vacina da febre amarela nas UBSs da cidade.

Fique ligado nas orientações e evite filas: o Estado garantiu doses da vacina para toda a população, mesmo Ribeirão Pires não sendo uma área de risco para a doença.

Compartilhe a informação com seus familiares e conhecidos.

A partir de quinta-feira, dia 25 de janeiro, até o dia 24 de fevereiro, a Prefeitura promoverá a Campanha de Vacinação contra a Febre Amarela. No período, todas as Unidades Básicas de Saúde aplicarão doses da vacina, de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h.

Dias “D” – nos sábados, 3 e 24 de fevereiro, as UBSs também estarão abertas aos moradores, das 8h às 17h, para aplicar a vacina contra a doença.

Moradores que irão viajar para o exterior, e precisam receber a dose integral da vacina, devem apresentar comprovante de viagem na UBS, conforme orientação da Saúde do Estado.

A campanha é aberta para toda a população, respeitando-se as indicações e contraindicações das autoridades de saúde (confira abaixo).

É muito importante reforçar que em Ribeirão Pires não há casos confirmados de febre amarela. Nem mesmo a incidência de casos entre macacos (não maltrate os animais, eles não transmitem a doença). 

Força tarefa está sendo preparada pela Prefeitura para a campanha. Os funcionários estão sendo treinados para melhor atender a população e esclarecer dúvidas.

Nas escolas da rede municipal, haverá a vacinação dos estudantes, em período previamente informado pela Secretaria de Educação aos pais e responsáveis pelas crianças.

A Prefeitura também pede aos moradores que sigam contribuindo com ações de prevenção à proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da febre amarela, dengue, zik e chikungunya.

Indicações da vacina – recomendações para casos específicos:

Gestantes – podem tomar se forem para área de risco, onde há casos confirmados da doença.

Crianças de 9 meses até dois anos (incompletos) – deverão tomar a dose integral.

Mães amamentando – se forem para área de risco, deverão tomar a vacina e suspender o aleitamento pelo período de 10 dias após receber a dose.

Idosos – Poderão tomar a vacina sem apresentar relatório médico, desde que estejam em bom estado de saúde. Se apresentarem problemas como diabetes, hipertensão arterial ou outra doença, deverão consultar médico e apresentar o relatório na UBS.

Contraindicações – NÃO DEVEM TOMAR A VACINA:

Gestantes que não forem para áreas de risco;

Crianças menores de 9 meses;

Mães que estiverem amamentando bebês de até seis meses de vida e não forem para áreas de risco;

Idosos com problemas de saúde;

Moradores que usam corticóides (mais de 2 mg/dia), imunossuprimidos, com alergia à proteína do ovo ou em tratamento quimeoterápico também não devem tomar a vacina.

Grande ABC tem “Dia D” contra febre amarela em 3 de fevereiro.

Campanha inédita se estenderá até o dia 24 do próximo mês com dose fracionada da vacina em seis cidades da região

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo realiza, a partir do próximo mês, uma campanha inédita de imunização contra a febre amarela no território paulista, incluindo o Grande ABC.

Entre os dias 3 e 24 de fevereiro, o governo do Estado pretende vacinar 6,3 milhões de pessoas que residem em áreas ainda não alcançados pelo vírus, mas que estão receptivas, pois integram os corredores ecológicos. Somente na Baixada, cerca de 870 mil de pessoas deverão ser imunizadas.

A finalidade é proteger a população preventivamente. A campanha começa em um sábado, “Dia D”, quando os postos de saúde dos municípios envolvidos estarão abertos em regime especial para atender a população.

Das 53 cidades paulistas alcançadas no Estado, estão inclusas seis do Grande ABC (confira abaixo a lista de municípios). As outras 47 estão nas regiões da Baixada Santista, do Vale do Paraíba e Litoral Norte.

Em duas cidades da região – e outros 38 municípios de SP –, a vacina será ofertada para a população total, devido à alta concentração de mata. Os outros quatro municípios do Grande ABC – e mais nove do Estado – terão vacinação parcial para moradores de bairros com maior vulnerabilidade. Todos os recortes foram definidos por critérios epidemiológicos após análises técnicas e de campo feitas pelo CVE (Centro de Vigilância Epidemiológica/Divisão de Zoonoses) e Sucen (Superintendência de Controle de Endemias) em locais de concentração de mata.

A campanha será realizada com dose fracionada da vacina, conforme diretriz do Ministério da Saúde. O frasco convencionalmente utilizado na rede pública poderá ser subdividido em até cinco partes, sendo aplicado assim 0,1 mL da vacina. Estudos evidenciam que a vacina fracionada tem eficácia comprovada de pelo menos oito anos. Estudos em andamento continuarão a avaliar a proteção posterior a esse período. As carteiras de vacinação terão um selo especial para informar que a dose aplicada foi a fracionada.

Em todo o Estado, mais de 4,8 milhões de doses da vacina fracionada serão disponibilizadas para as pessoas ainda não imunizadas que residirem nos locais definidos pela campanha.

Quem já tomou uma dose da vacina, mesmo se fizer parte destes municípios incluídos na campanha, não precisará se vacinar novamente.  A vacina aplicada até o momento (dose padrão) tem validade para a vida toda, segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde).

“Vamos reforçar nossas estratégias para proteger a população contra a febre amarela, antecipando a imunização ao levar as vacinas para locais onde ainda não há circulação do vírus. A campanha complementa um trabalho incessante de monitoramento e prevenção que temos desenvolvido nos dois últimos anos”, destaca o secretário de Estado da Saúde, David Uip.

A campanha também prevê a oferta de 1,5 milhão de doses convencionais, que serão disponibilizadas para crianças com idade entre nove meses e dois anos incompletos, pessoas que viajarão para países com exigência da vacina, grávidas residentes em áreas de riscoe portadores de doenças crônicas – como diabéticos, cardiopatas e renais crônicos, por exemplo.

Deverão consultar o médico sobre a necessidade da vacina os portadores de HIV positivo, pacientes com tratamento quimioterápico concluído, transplantados, hemofílicos ou pessoas com doenças do sangue e de doença falciforme.

Não há indicação de imunização para grávidas que morem em locais sem recomendação para vacina, mulheres amamentando crianças com até 6 meses e imunodeprimidos, como pacientes em tratamento quimioterápico, radioterápico ou com corticoides em doses elevadas (como por exemplo Lúpus e Artrite Reumatoide). Em caso de dúvida, é fundamental consultar o médico.

Nas demais áreas do Estado de São Paulo onde já há vacinação em razão da circulação do vírus a imunização seguirá com a vacina plena.

Municípios com vacinação total do território

Município População-alvo
RIBEIRÃO PIRES 114.312
RIO GRANDE DA SERRA 44.959

Municípios com vacinação parcial do território

Município População-alvo
DIADEMA 120.000
MAUÁ 127.000
SANTO ANDRÉ 204.000
SÃO BERNARDO DO CAMPO 259.000

Vereador Rubão na ALESP, busca união em prol de Ribeirão Pires.

O deputado Junior Aprillanti, vice-líder do PSB na Alesp, e o presidente da Câmara dos Vereadores de Ribeirão Pires, Rubens Fernandes da Silva – Rubão uniram forças em prol do desenvolvimento da cidade e traçaram um plano de trabalho na busca por investimentos e benfeitorias do Governo Paulista para atender às necessidades da população da localidade, durante reunião realizada na sede do Poder Legislativa estadual, nesta semana.

Por sua vez, o deputado Junior Aprillanti colocou seu mandato à disposição e mostrou-se interessado em trabalhar junto com o vereador Rubão.

“O presidente da Câmara me apresentou algumas das atuais demandas da população. Vamos encaminhá-las para o Governo do Estado de São Paulo, suas secretarias e órgãos, com o objetivo de atender às necessidades da comunidade. AS primeiras ações em que trabalharemos juntos estão relacionadas com as áreas de Saúde, Segurança Pública e Turismo”, destacou o deputado estadual.

Durante o encontro, Rubão aproveitou para apresentar um panorama de Ribeirão Pires e agradeceu a receptividade do deputado estadual Junior Aprillanti. O jovem Leandro Feltran foi o responsável pela aproximação entre os parlamentares.

Donos de animais domésticos devem preparar ambiente para a noite de Réveillon.

A queima de fogos na virada de ano é tradição em muitas cidades do país. Mas o que é motivo de alegria e deslumbramento entre as pessoas, acaba sendo um momento de desespero para os animais, silvestres e domésticos. É possível, entretanto, criar um ambiente seguro para os animais de estimação, para minimizar os riscos de fuga ou para evitar que eles se machuquem.

“A nossa capacidade humana de perceber o mundo não é a mesma dos animais. A sensibilidade de audição e visão pode ser mais ou menos apurada para cada espécie. Nós temos uma capacidade de um gradiente de cores muito mais complexo que a maioria dos animais, mas a percepção auditiva deles é mais apurada que a nossa”, disse a médica veterinária Vânia Plaza Nunes, diretora técnica do Fórum Nacional de Proteção e Defesa Animal e especialista em comportamento e bem-estar animal.


A luz, o barulho, a pólvora e o brilho dos fogos de artifícios podem causar impacto nos animais

Os riscos para os animais, segundo Vânia, são vários. A luz e o brilho dos fogos de artifícios podem causar mais impacto nos animais noturnos por exemplo, como os morcegos e os gatos. “Eles têm uma acuidade visual muito grande, então pouca luz já é suficiente. Então aquilo [fogos] causa pânico, porque foge ao padrão normal a que eles estão acostumados”, explicou.

Para o olfato, as bombas e fogos também são prejudiciais, pois liberam pólvora e outras substâncias químicas e metais. Mesmo quando os fogos são disparados de balsas no mar, como no Rio de Janeiro, as substâncias se depositam na água, onde também há muitas espécies de animais.

“Com o som, o problema é mais grave ainda”, disse a especialista, pois eles captam os infrasons e os ultrasons, que não são percebidos pelos humanos. “Os morcegos usam isso para se orientar. Se você solta fogos em área perto de mata, eles vão perder a capacidade de voar, podem cair, entrar na casa das pessoas. Para os cães e gatos aquilo também não faz parte do comportamento normal, eles ficam muito assustados”, explicou Vânia.

Segundo a médica veterinária, nesses momentos, os animais têm o chamado comportamento de luta e fuga, que é o comportamento instintivo que todos os seres vivos têm para tentar se defender. Ela explicou que, assim como os animais, pessoas com autismo e crianças pequenas também se incomodam com os efeitos dos fogos.

Preparando o ambiente

Vânia dá dicas que podem ser adotadas para amenizar o estresse e evitar que os animais fujam ou se machuquem. Nas horas mais próximas à virada, para quem ainda tem aves em gaiola, ela orienta a deixá-las em um ambiente fechado e supervisionar os animais. “Deixar água suficiente apenas para beber, mas sem risco de se afogarem caso sofram uma queda”, disse.

Para cães e gatos não é recomendado administrar calmantes, mas, uma semana antes do Réveillon, eles podem usar florais de Bach, que são extratos naturais que ajudam a acalmar. “E sempre que possível, procurar orientação do veterinário”, disse Vânia.

Com antecedência, é possível preparar um ambiente confortável para o animal de estimação enfrentar o Réveillon

Segundo ela, com antecedência, é possível preparar um ambiente confortável para o animal de estimação e, aos poucos, ir acostumando-o com esse ambiente. É importante não deixar objetos que ele possa derrubar e não deixar portas ou janelas abertas, mas evitando que o ambiente fique excessivamente aquecido. Também existem os feromônios de apaziguamento, que podem ser colocados no ambiente para deixá-lo mais harmônico. Essas substâncias podem ser encontradas nas boas casas de produtos veterinários.

A especialista recomenda ainda colocar uma música ambiente em uma intensidade que vai competir um pouco com o som externo. “E, se possível, a pessoa pode ficar junto, porque a companhia acalma o animal. Mas tomando cuidado para não reforçar o comportamento de medo para o animal”, explicou.

Existe ainda uma técnica de enfaixar o cachorro, que funciona como um abraço, e pode trazer tranquilidade nos ambientes hostis. Segundo Vânia, a faixa levemente elástica deve passar pelo peito do cão e cruzar e amarrar nas costas.

Mudança de comportamento

Para Vânia, as pessoas poderiam abolir os fogos de artifício como forma de diversão. “Talvez usar os recursos de uma forma melhor, empregar o dinheiro para minimizar os danos ambientais e criar outros mecanismos de celebração social”, disse. “Mesmo estando no século 21, continua-se reforçando esse tipo de prática. Está na hora de mudarmos esse marco civilizatório”.

Segundo a especialista, muitas cidades estão conseguindo avançar em projetos de lei que regulam a comercialização e queima de fogos de artifício, como Campinas, Santos e Sorocaba, todas no interior de São Paulo. “Tem uma minimização, mas não resolve o problema”, disse.

Bolsonaro propõe cuidar de “cáries” para evitar “bebês prematuros”.

O deputado federal Jair Messias Bolsonaro (PSC-RJ), segundo lugar nas pesquisas de intenção de voto para a presidência da República Federativa do Brasil em 2018, falou em entrevista coletiva na cidade de Manaus (AM) realizada no última quinta-feira (14) sobre suas propostas para a área da saúde caso seja eleito. A fala que beirou o nonsense não teve repercussão na mídia tradicional mas desde segunda-feira (18) que o vídeo com suas ideias “clínicas” está circulando com força nas redes.

Ele disse que, como os gastos como neonatal no Brasil são “altíssimos”, vai encaminhar as mulheres grávidas, já no pré-natal, a um dentista. O objetivo: evitar que elas tenham cáries e, por consequência, partos prematuros.

“Uma criança que nasceu precocemente tem um gasto altíssimo no neonatal. E por que temos muito prematuro no Brasil? A primeira questão, segundo diz os médicos, é uma questão de cárie. Então, quando for fazer o pré-natal, a ideia é já mandar para um dentista”, disse.

Médicos tem a infecção dentária como um dos motivos que podem causar um parto prematuro – mas não chega a ser o principal deles. O que mais causa partos prematuros no Brasil é a má formação do feto logo no início da gestação e histórico de pressão alta da mãe.

Em sua curta fala sobre o tema saúde, o deputado federal ainda falou sobre o Acidente Vascular Cerebral (AVC) e como cortar os gastos sobre esse tipo de tratamento. Sua ideia é “contratar profissionais de Educação Física” para “tirar a pressão” das pessoas e detectar hipertensão.

Assista:

Rio Grande da Serra: Projeto Vida Saudável foca atenção à diabéticos e hipertensos.

Iniciado no mês de fevereiro deste ano, o Projeto Vida Saudável tem como principal objetivo garantir mais saúde e qualidade de vida a população de Rio Grande da Serra. Direcionado, especialmente a hipertensos e diabéticos, o projeto conta com caminhadas e exercícios físicos orientados por professores de Educação Física e da Saúde, que fazem o teste de glicemia e aferição da pressão.
Atualmente 50 pessoas participam semanalmente do projeto em duas unidades da rede pública. Na UBS Santa Tereza são 40 inscritos e as caminhadas são realizadas três vezes por semana; já na UBS do Parque América, as caminhadas acontecem as terças e quintas e contam com dez participantes. 
prefeito Gabriel Maranhão aferindo pressão arterial
Na manhã da sexta-feira (15), o prefeito Gabriel Maranhão, acompanhado da Secretaria de Saúde, Suzenete Carlis, do Secretário de Esporte e Lazer João Batista participou da entrega de camisetas para os participantes do Projeto “Vida Saudável”.
Na ocasião o prefeito assumiu o compromisso de entregar frutas e água aos participantes do projeto e incluir a disponibilização de transporte para passeios periódicos.
Interessados em participar do “Vida Saudável” devem entrar em contato com a UBS mais próxima de sua casa e fazer a inscrição.

Governo Maranhão solicita ambulâncias ao Governo Federal.

Prefeito Gabriel Maranhão através da Secretaria Municipal de Saúde de Rio Grande da Serra realizou a inscrição de proposta de projeto junto ao Ministério da Saúde para aquisição de duas ambulâncias para a cidade.

Segundo o alcaide “conforme prevê a portaria nº 3.388/2017, de acordo com o porte populacional do município, foi possível a solicitação de recursos para a compra de 02 ambulâncias tipo A que é destinada ao transporte de pacientes que não apresentem risco de vida, para remoções simples e de caráter eletivo”, disse o prefeito.

“As ambulâncias serão de grande importância para o transporte ambulatorial da Saúde, destinado ao transporte por condição de caráter temporário ou permanente de pacientes. O Município agora aguarda a habilitação pelo Ministério da Saúde para o recebimento dos recursos necessários, que será realizada em portaria específica”, concluiu.

Rio Grande da Serra: Conselho de Saúde é empossado em ato na Câmara de vereadores.

Foram empossados na última quinta-feira (14) os novos conselheiros do Conselho Municipal de Saúde de Rio Grande da Serra. No evento que aconteceu no período da manhã tomaram posse como titulares: Deneval Paulo, Elza Garcia Franco, Valdir dos Santos, Magali Aparecida, de Souza, Shirley Furtado e Katia de Jesus da Silva. Como suplente Neuza de Jesus, Maria Raimunda de Sena, Alice dos Santos Victor e Alessandra da Silva Rodrigues.

Entre as autoridades presentes compareceram o presidente da Casa de Leis, João Mineiro, o vereador Maciel da Padaria, o vereador Benedito Araújo e a vice-prefeita da cidade Marilza de Oliveira.

Segundo o vereador Benedito Araújo o Conselho de Saúde é órgão de grande relevância para o município e sua expectativa é que o colegiado seja atuante e compromissado. “Um dos princípios mais importantes do SUS está relacionado com a participação da sociedade no processo de fiscalização dos recursos e do andamento dos trabalhos realizados no Sistema Único de Saúde. A importância da atuação do Conselho Municipal, desta forma, é inestimável porque garante esta inclusão direta da população no controle e na elaboração de políticas para a gestão de saúde na cidade”, disse Benedito Araújo.

Para o vereador Maciel da Padaria, “os conselheiros que estão tomando posse neste ato oficial são canais efetivos de participação, que permitem estabelecer uma sociedade na qual a cidadania deixe de ser apenas um direito, mas uma realidade. A importância Conselho de Saúde está no seu papel de fortalecimento da participação democrática da população na formulação e implementação de políticas públicas”, argumentou o edil.

Vereadores de Rio Grande conquistam R$ 250 mil reais para infraestrutura e Kit odontológico.

A viagem realizada a Brasília em meados de setembro deste ano, pelos vereadores Clauricio Bento, Jhou Jhou, Maciel da Padaria, Bibinho e Marcelo Cabeleireiro dão novos frutos para Rio Grande da Serra.

Desta vez, os edis conquistaram destinação através de emenda parlamentar do deputado federal Jorge Tadeu, R$ 250.000,00 para infraestrutura que será utilizada para calçamento de ruas localizadas na região do cemitério Municipal.

Clauricio Bento em momento em que solicita ao deputado Jorge Tadeu o pedido de emenda

Outra boa notícia, foi 01 Kit Odontológico composto de 01 cadeira de Dentista, 01 mesa de Dentista e um aparelho de Raio X para utilização em procedimentos e tratamento.

Segundo o vereador Clauricio Bento, através de seu mandato, “mais de R$ 600.000,00 já foram conquistados através do mandato. Levantamento através de documentação está sendo feita para divulgação breve”.

Em encontro realizado na manhã desta sexta-feira (5), no escritório político de São Paulo, o deputado Federal Jorge Tadeu, presidente do DEM, fez o anúncio do direcionamento dos recursos para Rio Grande da Serra. Ver vídeo abaixo, com a fala e imagem feita em Brasília no mês de setembro de 2017.