Cléo Meira demite assessor acusado de distribuir guias médicas.

cléo

A vereadora Cléo Meira (PTN), em contato com o Repórter ABC, comunicou que está exonerando Simei Nascimento do cargo de assessor.

Estou encaminhando ao departamento de Recursos Humanos da Câmara Municipal e a presidência da Casa ofício comunicando que Simei não faz parte de meu gabinete um vez que solicito a exoneração do mesmo”, disse Cléo Meira

Após as denúncias em vídeo feitas pelo Diário de Ribeirão Pires, o agora ex-assessor da vereadora, é acusado de distribuir guias médicas para a ação “Carreta Mulheres de Peito”, e pedir votos em troca do benefício. Para a vereadora, a atitude – caso confirmada – é inaceitável e não havia outra atitude a se tomar a não ser romper laços de confiança com seu ex-assessor.

Tenho muita estima e respeito por Simei. Ainda que seja ele um profissional preparado e reconhecido por muitos como tal, nada justifica a atitude da prática reprovável. Quando decidi demiti-lo tive uma conversa muito dura com ele que negou as acusações. Questionei se havia guias em seu poder, sendo que o mesmo negou por diversas vezes afirmando que não havia nenhuma. Tenho um mandato conferido pelo povo e pautado pelo compromisso social. Lutei muito para a vinda da Carreta Mulheres de Peito para Ribeirão Pires que se encontrava na vizinha Rio Grande da Serra e de lá ia para outra cidade distante da região. Fiz forte gestão junto ao governado estadual e ao atual secretaria de saúde. Me sinto traída e entristecida, fui pega de surpresa com a notícia”, falou.

Questionada sobre o que ela acha sobre a matéria investigativa realizada por equipe jornalística, Cléo disse que a imprensa só cumpriu com o seu papel.

Longe de mim querer questionar matéria jornalística. A imprensa está para isso mesmo! Ela deve mostrar o que acontece de forma imparcial dando amplo direito de defesa as partes envolvidas. Porém quero deixar muito claro de que o ocorrido não era de meu conhecimento. Fui surpreendida assim como eu afirmo na entrevista a repórter”.

Sobre o posicionamento tomado nesta quinta-feira, durante reunião do Conselho Municipal de Saúde, onde por unânime os conselheiros decidiram pedir a cassação de seu mandato, Cleo afirmou que isso é descabido e despropositado.

Sem ao menos me ouvir ou mesmo apurar fatos baseados em notícia? Isso não é exercício de direito! Isso é algo que não faz o menor sentido! Eu nem mesmo sabia do que acontecia nem mesmo apareço na suposta ilegalidade. Tanto que já estou exonerando o suposto culpado. Sobre a reunião fui informada de que me imputam a responsabilidade de informar ao Conselho de Saúde sobre a vinda da carreta para a cidade. Isso foge da competência! Não tenho essa atribuição, isso é de responsabilidade do poder executivo e não do vereador! Quero deixar muito claro que se houver outros nomes envolvidos nesse absurdo, não exitarei em tomar medidas cabíveis! Seja em meu gabinete ou fora dele!”.

You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave a Reply