Crianças buscam redes sociais e pornografia na internet, diz relatório

Nos primeiros cinco meses do ano, a empresa de segurança Kaspersky identificou 52 milhões de tentativas de visitas a redes sociais (31,26%) e 25 milhões a sites pornográficos (16,83%) por parte de crianças brasileiras.

Os dados foram coletados com uma ferramenta própria que bloqueia a conexão infantil a mando dos pais. O relatório divulgado nesta segunda-feira, 17, informa que as lojas online aparecem em terceiro lugar na preferência dos pequenos que tentam burlar o controle. Bate-papo, webmail, software ilegal e jogos casuais completam o ranking.
De acordo com a pesquisa, as preferências variam regionalmente. Nos Estados Unidos, por exemplo, a categoria “Pornografia” canaliza mais atenção dos pequenos, enquanto no Japão a prioridade é voltada a “chats” e fóruns”. Apesar das variações, o Brasil se assemelha às médias globais.

Deixe uma resposta