Dilma foi alvo direto de espionagem dos EUA

Reportagem do “Fantástico”, exibida ontem, divulgou parte de documentos obtidos por Glenn Greenwald das mãos do ex-técnico da NSA Edward Snowden. Agência do governo de Barack Obama teria utilizado programa com capacidade de monitorar inclusive conteúdo de e-mails afim de “melhorar a compreensão dos métodos de comunicação e dos interlocutores da presidente e seus principais assessores”. Ministro Paulo Bernardo (Comunicações) considerou caso um absurdo: “Isso é arapongagem para obter vantagem nas negociações comerciais e industriais”. Ministério das Relações Exteriores vai chamar o embaixador americano no Brasil, Thomas Shannon, para se explicar. Brasil ainda vai recorrer aos órgãos internacionais, como a ONU, para discutir a violação de direitos de autoridades e cidadãos brasileiros.
You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave a Reply