Diretora Laura Ceolin reconhece erro e devolve jornal ao Grêmio Estudantil.

11701096_1149658758407521_30794310356829560_n

Após reunião ocorrida nesta terça-feira (18), nas dependências da Escola Municipal Engenheiro Carlos Rohn entre gremistas acompanhados de seus respectivos responsáveis (acompanhados de um advogado) e a diretora da unidade, Laura Ceolin, a mesma em ato que demonstra o reconhecimento de erro, decidiu devolver os jornais confiscados que serão distribuídos ainda nesta quarta-feira (19).

Segundo informações, devido ao atraso na distribuição do informativo, um concurso que estava sendo organizado para a escolha de “um logotipo para o grêmio”, terá a sua inscrição prorrogada até o dia 21 próximo.

Uma vez resolvido o “quiproquó”, vale ressaltar que venceu o bom senso e o direito de organização dos estudantes. Por outro lado, não podemos deixar de reforçar que a atitude da diretora da escola foi vexatória e humilhante para com os estudantes e se enquadra perfeitamente ao perfil descrito no artigo 232 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA): Art. 232. Submeter criança ou adolescente sob sua autoridade, guarda ou vigilância a vexame ou a constrangimento: Pena – detenção de seis meses a dois anos.

Que o respeito e o diálogo prevaleçam sempre, e que a arrogância e a prepotencia sejam combatidas com todas as ferramentais legais disponíveis e possíveis! Luís Carlos Nunes

You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave a Reply