E quem imaginaria um 2017 tão ruim? Quem? Por Luís Carlos Nunes

Quem, ao apagar das luzes de 2016, seria capaz de prognosticar um ano de tantos suplícios como 2017? Quem conseguiria conjecturar 24% de reajuste na gasolina, 68% no gás de cozinha, mais de 10% na energia elétrica, 30 bilhões para os bancos e 1 trilhão de isenção às petrolíferas, desemprego crescente, papai Noel apedrejado em praça pública, justiça atolada no pântano da descrença, ensino e escolas sucateadas, saúde na UTI,aeronave entupida de pó, corruptos sujos dedurando corruptos mal lavados, malas voadoras, passa moleque em togado, cavernas de Ali Babá, “suruba com o STF, com tudo”? Mas a carruagem com seus Lord’s passa… O banquete é realidade de poucos… pouquíssimos…

Ninguém seria capaz de descortinar tanta insanidade aos olhos de Deus. Nem mesmo imbecis defensores da estupidez crescente que assola nosso Zé Povim! Coxinhas e mortadelas pagam o lindo Pato calados com seus sorrisos ao som de muito arrocha ao comando funério e uivante do Plin Plin!

O ano que ainda não terminou, talvez leve duas décadas para contemplar o seu epílogo. Economia estagnada, juventude abandonada, direitos sociais cassados, desigualdade crescente. E uma cleptocracia concentrada exclusivamente com o casuísmo e mantenimento de suas gordas vantagens, conveniências e mamatas. No Planalto Central, toda classificação de sacanagem, rapinagem, desvio de conduta, imoralidade e compra de apoio foi vista a olhos nus! O efeito cascata ecoou! Xô ciclo TEMEROSO! Que Deus nos defenda nesses próximos anos!

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.