Exército Brasileiro fiscaliza Operação Pipa em Cristópolis

Fonte: Jornal Nova Fronteira
Uma equipe formada por praças e oficiais do Exército brasileiro, ligada ao programa “Operação Pipa”, visitou a cidade de Cristópolis, Oeste da Bahia, nesta terça-feira (06/ago). A visita teve como principais objetivos fiscalizar o andamento do programa e realizar ajustes que aumentem a eficiência dos serviços. Os militares que estiveram reunidos com prepostos da Prefeitura Municipal, definiram algumas medidas para tornar a “Operação Pipa” ainda mais eficaz. Uma destas definições trata da adoção de cisternas em PVC, com maior capacidade de armazenamento, para oferecer uma quantidade maior de água para as comunidades afetadas pela seca. “Se o pipeiro chega a uma determinada casa e o morador tem apenas alguns baldes, certamente a água que vai armazenar não será suficiente para ele passar algum tempo. Então a instalação das cisternas fará a diferença”, disse o coronel Sampaio, da 6ª RM (Região Militar).  Após a reunião, o grupo, acompanhado por um guia da Prefeitura, dirigiu-se para as localidades em que o programa é executado. Esta missão do Exército conta com a participação do coronel Sampaio e o sargento Everaldo, da 6ª RM, em Salvador/BA. Coronel Mezzomo, Tenente Cecília e sargento J. Neto, do Comando Militar do Nordeste, com sede em Recife/PE. Completam o quadro, os sargentos Júlio e Iranildo, do 4º BEC (Batalhão de Engenharia e Construção), de Barreiras/BA. Missões como estas são realizadas a cada mês. Cada vez com uma equipe diferente.

A Operação Pipa
A operação PIPA é um projeto criado pelo Governo Federal e que tem como nome oficial Programa Emergencial de Distribuição de Água. Seu objetivo principal é levar água para consumo humano nas áreas atingidas pela seca na região Nordeste, norte de Minas Gerais e Norte do Espírito Santo. A operação envolve diversos órgãos, sendo eles municipais, estaduais e federais também. Ao nível do Governo Federal estão envolvidos o Ministério da Integração Nacional e o Ministério da Defesa, representando nesse caso pelo Exército Brasileiro. O Exército Brasileiro é responsável pela fiscalização e coordenação da distribuição da água nas áreas atingidas pela seca que atende 612 municípios nos estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Sergipe e Tocantins.

Deixe uma resposta