Festival de inverno de Paranapiacaba começa dia 21

Em 2018, o Festival de Inverno de Paranapiacaba chega à 18ª edição. O evento acontecerá nos fins de semana de 21, 22, 28 e 29 de julho, das 10h às 22h, e contará com diversas atrações entre apresentações musicais, de dança, teatro, literatura e exposições, entre outras. As atividades serão realizadas em vários espaços da parte baixa da vila, como a Praça do Antigo Mercado, o Clube União Lyra-Serrano, o Galpão das Oficinas e a Rua Direita, onde será montado um dos palcos.

Estão programadas 168 intervenções, com cerca de 450 artistas envolvidos. Como nas edições anteriores, uma parceria com o SESC garantirá uma programação especial, com série de oficinas de artes visuais, espetáculos de circo, além de dança, literatura, teatro e muita música da melhor qualidade. Esta programação será no Clube União Lyra-Serrano, com ingressos gratuitos distribuídos antes de cada atração. Nesta edição haverá mais atrações de rua em relação ao ano passado.

Durante anúncio da programação do Festival, nesta quarta-feira (11), o prefeito Paulo Serra falou sobre o desafio de destacar a vila como atração principal do evento. “O FIP já é uma marca nossa. Em 2017 realizamos um festival com o maior número de público da história, com um novo modelo, artistas do ABC e de outras cidades, com uma estrutura melhor e mais barata, mas que fez com que a vila se tornasse a maior atração do Festival”, afirmou o prefeito.

A edição deste ano contará com novidades que trarão mais comodidade ao público. Será disponibilizado um número maior de ônibus e vans para o traslado do estacionamento até o Festival e também será instalado wi-fi gratuito na vila. Além disso, a partir do primeiro dia do FIP, os visitantes poderão baixar o app de Paranapiacaba que estará disponível para sistemas Android e iOS. O aplicativo contará com toda a programação e orientações aos usuários que estiverem na região.

“Em relação à programação teremos mais ocupação nos espaços, nas ruas, no mesmo conceito de evitar o uso de grandes estruturas, uma diversidade maior de categorias, este ano terá mais artes cênicas que o ano passado, mágicos, circo, entre outras atividades”, afirmou a secretária de Cultura, Simone Zárate.

Duas linhas intermunicipais gerenciadas pela EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos) atendem a região. A vila estará bloqueada para o acesso de carros, portanto quem for de veículo próprio poderá utilizar estacionamento que será disponibilizado por uma empresa que fica próximo à vila. O valor do estacionamento será de R$ 45, incluso o traslado.

A entrada para o evento é gratuita. Haverá ponto de arrecadação de doações para o Banco de Alimentos, para quem puder levar 1 kg de alimento não-perecível, que será destinado a entidades assistenciais da cidade. A expectativa de público para este ano é ultrapassar os 80 mil visitantes de 2017.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.