Formosa: A gastança e a farra com o dinheiro público

Mesmo com servidores municipais reivindicando aumento salarial, plano de carreiras e realizando constantes protestos, mesmo com a falta de pneus novos para a frota veicular, a administração municipal nega o pleito sob alegação de falta de caixa suficiente, a farra e a imoralidade imperam no município.
Servidores comissionados, indicados e nomeados pelo prefeito Jabes Júnior chegam a receber até 120% de adicionais em seus vencimentos. Como se não bastasse, o gestor com dinheiro público alimenta verdadeiros marajás com empenho de R$ 96.000,00 (noventa e seis mil reais).
O empenho nº 148 datado de 04/01/2013 descreve pagamento de R$ 96.000,00 ao escritório de advocacia “MATTOS, MEDINA, SANTOS E SOARES ADVOGADOS ASSOCIADOS”, o mesmo escritório que mantém em seus quadros os advogados de defesa do prefeito em ação judicial que apura suposta compra de votos e abuso de poder econômico nas eleições de outubro de 2012.
Ainda no documento, na especificação do serviço, diz que o escritório advocatício prestará durante o ano de 2013, “serviços técnicos profissionais especializados de consultoria, orientação legal, assessoria jurídica e principalmente acompanhamento processual de interesse da administração municipal”.
Clique na imagem abaixo para ampliar


Deixe uma resposta