Formosa: Teremos disputa entre 02 filhos da terra, diz Rozenilo

O presidente do PPS de Formosa do Rio Preto e coordenador do partido no oeste, Rozenilo Gonçalves, anda soltando farpas e largados na página de relacionamento Facebook.
Em uma de sua publicações disse ser desnecessário a importação resultados já testados e conhecidos. “…parte da oposição se uniu em torno de uma certa candidata à deputada de Barreiras! Eu, tô fora! Jamais permitirei que o ex-prefeito faça chacota e me inclua como um dos apoiadores da suposta candidata das oposições. Coragem e determinação, realmente não ficou pra qualquer um! Continuarei perseguindo os meus sonhos”, postou.
Fizemos contato telefônico com Rozenilo e questionamos sobre qual seria seu destino político para as próximas eleições. Enfático e bem a seu estilo, respondeu: “Estou e continuarei onde sempre estive! Na oposição! Farei o enfrentamento nem que seja sozinho. Vou atrás dos eleitores que estão insatisfeitos com o poder e também dos que não concordam em apoiar uma pretensa candidata, que tem visitado a nossa Formosa, à convite de alguns que preferem o enfraquecimento da oposição e não aceita a ideia de construirmos uma candidatura com um outro filho de formosa, para contrapor (combater) a candidatura do ex-prefeito e candidato do atual gestor. Aqui em Formosa temos bons nomes capazes de barrar essa farra imposta.
Sobre a atual conjuntura política no município, disparou: “Quando uma população se cala com certos desmandos, o gestor pensa que o povo tá achando que tudo está bom ou que todos estão conformados! O que jamais queremos é a tal da acomodação e achar que tá tudo muito bom. Precisamos ver evolução nas politicas públicas! E não o apadrinhamento de poucos, em detrimento de 23.000 habitantes. Queremos toda essa população contemplada. Eu, você e o povo como um todo. Não devemos ficar calados esperando que as boas ações aconteçam por parte de quem faz de conta que governa e não quer nada com nada”.
Ainda numa ultima fala comentou: “Não posso afirmar nada com relação a essa união das oposições. Em política muita coisa é possível. Somente vou acreditar quando ampliarmos o diálogo com as diversas forças para uma conversa cara a cara!”, concluiu.

Deixe uma resposta