Geddel articula alianças de olho em 2014

A confirmação de que o presidente do PMDB na Bahia, Geddel Vieira Lima, será o “cabeça” da chapa de oposição em 2014 com a presença ativa do prefeito de Salvador, reforça a teoria de que no segundo turno das eleições municipais no ano passado, enquanto ainda era candidato, ACM Neto (DEM) teria se comprometido em apoiar o peemedebista em troca do apoio na segunda fase das eleições, embora ambos neguem o pacto. No mês passado, em clima de campanha, o peemedebista acompanhou Neto na entrega de 500 escrituras de imóveis no Bairro de Paz. De acordo com informações publicadas no Twitter do pré-candidato ao governo em 2014, mais um teria entrada na escalação de Geddel, que já estaria contando com o apoio do democratas e de Paulo Souto: o presidente da Câmara Municipal de Salvador, Paulo Câmara (PSDB). Informações nos bastidores da política dão conta de que o tucano entraria no time para tentar sair como prefeito de Salvador em 2014. Em entrevista, Geddel já disse que não há hipótese dele disputar o governo com Neto ou Souto. “Eu já disse aos dois. Eu tenho absoluta certeza que vamos estar unidos. Tenho conversado com Paulo. Não há chance de não estarmos unidos na eleição do ano que vem”. E ressalta: “eu busco apoio de ACM Neto. Tenho conversado muito com ele e recebido retorno. Tenho tido com Neto uma relação franca, clara. Estou buscando apoio, mas já disse que desejo ser governador”. (Bocão News)

Deixe uma resposta