Golpe no Whatsapp fez 10 mil vítimas em uma hora no País.

20151013140519_660_420

Após o anúncio do novo recurso de chamada de vídeo no Whatsapp, nesta segunda-feira (21/11), usuários começaram a receber links fraudulentos anunciando o serviço. A campanha atraiu cerca de 10 mil vítimas em apenas uma hora no País, conforme informações da ESET, empresa de segurança.

Atualização do aplicativo foi divulgada nesta segunda e será disponibilizada aos poucos. Foto: Andris Bovo
O número de vítimas foi obtido pela empresa por meio de uma ferramenta que contabilizou a quantidade de cliques feitos nos links criminosos. Ao clicar no link malicioso, a vítima se inscreve automaticamente em um serviço chamado SMS Premium. “Esse serviço vai permitir que a operadora de telefonia cobre (via crédito de celular) da vítima e uma parte desse valor vai para o fraudador”, informou a ESET.

O link fraudulento também foi compartilhado por meio de correntes no Whatsapp e também em outras redes sociais, o que aumentou a quantidade de vítimas do ataque virtual. De acordo com a ESET, não trata-se de um vírus, por não haver infecção por um código malicioso ou execução de arquivo para download, portanto, quem clicou no link não precisa formatar o smartphone, por exemplo.

Confira dicas da ESET para evitar cair em golpes virtuais:

Não clique em links desconhecidos;
Instale um software de segurança proativa em todos os equipamentos que acessam a internet;
Só baixe aplicativos de lojas oficiais;
Sempre leia com atenção os Termos de Uso e desconfie se o aplicativo quiser ter acesso a informações que não têm relação direta com o seu uso, como acesso à lista de contatos, no caso de um jogo, por exemplo;
Nunca forneça informações pessoais para campanhas enviadas por SMS ou WhatsApp;
Desconfie sempre de promoções muito vantajosas enviadas para o smartphone;
Realize o backup constante dos dados armazenados no smartphone.
CHAMADAS DE VÍDEO
A nova opção de comunicação por meio de chamadas de vídeo é semelhante ao aplicativo Skype, um dos primeiros a oferecer o recurso. Atualmente, o Messenger, do Facebook, também permite que os usuários se falem por vídeo, simultaneamente.

Para utilizar o recurso, não é preciso clicar em nenhum link externo: basta atualizar o aplicativo e observar se há um ícone de câmera no canto superior direito, dentro de uma conversa. A chamada de vídeo ainda não foi disponibilizada para todos os usuários.

De acordo com informações do Whatsapp, “dentro dos próximos dias, mais de um bilhão de usuários do WhatsApp poderão fazer chamadas de vídeo nas plataformas Android, iPhone e Windows Phone”, diz trecho de texto publicado no blog da empresa.

Conheça os 5 principais golpes que rolam no WhatsApp

O WhatsApp tem se destacado também por um ponto negativo: a quantidade de golpes que ronda o aplicativo de mensagens. As mensagens que prometem desde casas até brindes de redes de fast food se proliferam na rede. A ESET, empresa que atua na detecção de ameaças virtuais, listou ao Olhar Digital os 5 principais golpes do WhatsApp. Confira:

Cupons do Burger King

Esse é o esquema mais recente que está rolando na rede e oferece cupons de R$ 50 na rede de lanchonetes Burger King. A empresa não conta com cupons de desconto em formato virtual e nem os disponibiliza pelo WhatsApp. Fique ligado!

Reprodução

Cupons do McDonalds

A rede de lanchonetes mais famosa do mundo também foi citada por criminosos que querem roubar dados pessoais das vítimas usando o WhatsApp. As “promoções” ofereciam cupons de até R$ 500 em lanches da franquia.

Reprodução

Pacotes de Emojis

Um dos principais golpes do WhatsApp induz os internautas a acreditarem que há um “pacote de emojis” disponível para download e que pode ser adquirido utilizando um link específico que é enviado na própria mensagem. Não caia nessa!

Reprodução

Vídeochamada fake

O recurso de vídeochamada também foi utilizado por hackers para tentar roubar dados dos usuários. A mensagem recebida avisava que o usuário precisava atualizar o aplicativo para receber a novidade. A atualização, claro, era falsa.

Reprodução

WhatsApp Gold

Recentemente chegou ao conhecido do Olhar Digital que criminosos estão oferecendo uma suposta nova versão do aplicativo de mensagens que se chamada “WhatsApp Gold”. Se você receber essa mensagem, não clique em qualquer link pois se trata apenas de mais um golpe.

Reprodução

Deixe uma resposta