Hacker invade perfil de Mark Zuckerberg, fundador do Facebook

Um hacker palestino diz ter invadido o perfil de Mark Zuckerberg, um dos fundadores do Facebook e presidente-executivo da empresa, para comunicar ao site uma falha no sistema da companhia, após ter sido ignorado por ela. O hacker Khalil Shreateh afirma ter descoberto um bug no site que permitia a publicação nos murais de outros usuários, como se fossem os donos das contas. Ele reportou a falha ao programa de identificação de erros do Facebook, mas não foi ouvido. Para provar a existência do bug, Khalil diz ter invadido o perfil de Zuckerberg e postado uma mensagem no mural dele. O hacker chegou a publicar um vídeo explicando a falha, com legendas em inglês e em árabe. “Primeiro, desculpa por invadir sua privacidade e postar no seu mural. Eu não tive escolha depois de todos os reportes que eu mandei para o time do Facebook”, escreveu Khalil no mural de Zuckerberg, segundo uma imagem reproduzida em seu blog que supostamente confirma a postagem invasiva. A atitude foi tomada, segundo Khalil escreveu em seu blog, após ter informado o erro ao Facebook, que, sem pedir por maiores informações, repondeu: “Desculpa, isso não é um bug”. Se o Facebook tivesse reconhecido a falha, o palestino poderia ter recebido, ao menos, US$ 500, prêmio pago aos desenvolvedores que encontram falhas na rede social –em três anos, o site diz ter pago mais US$ 1 milhão em recompensas.

Deixe uma resposta