Isso é um médico? Isso é um monstro!

Richam Faissal Ellakkis, neurocirurgião, sobre Marisa Letícia, em seu perfil do Facebook:

“Tem que romper no procedimento. Daí já abre pupila. E o capeta abraça ela.”

Depois de publicar essa insanidade, retirou perfil do ar. Se perguntar não ofende, perguntamos: ainda está solto? Um médico que deliberadamente sugere levar seu paciente à morte é um criminoso? Quem sabe não é um criminoso contumaz, como muitos que conhecemos?

Negligência, Imprudência e Imperícia são falhas conhecidas entre profissionais de Saúde, muitas vezes atenuadas por um corporativismo de baixa extração. No entanto, a sugestão do crime deliberado de matar é imperdoável, homicídio qualificado sem atenuantes.

Outro caso escabroso

A canalha cuja ficha funcional é reproduzida abaixo, “vazou” os exames e outros parâmetros médicos de dona Marisa Letícia. O Hospital Sírio Libanês foi célere, demitindo a indigitada assim que tomou conhecimento do fato.

You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave a Reply