Kiko assume pessoalmente negociações sobre taxa do lixo em Ribeirão Pires.

Não escondendo a sua decepção com os “infiéis”, o prefeito Kiko assumiu pessoalmente as negociações sobre a Taxa de lixo em Ribeirão Pires. Segundo fontes, após a fragorosa derrota por 17×0 (ver aqui), o alcaide está articulando com os vereadores mais próximos e contabilizando votos com vistas a uma possível convocação de sessão extraordinária na Câmara.

O mandatário da cidade tem a seu favor a Lei orgânica municipal que em seu artigo 41 diz: “Ressalvados os projetos de iniciativa exclusiva, a matéria constante de projeto de lei rejeitado, somente poderá ser renovado, na mesma sessão legislativa, mediante proposta de maioria absoluta dos membros da Câmara”. Segundo o portal especializado em direito Jusbrasil, “Cada sessão legislativa se compõe por dois períodos legislativos”, sendo que cada um é composto de 1 ano cada.

Kiko corre contra o tempo para ver o quanto antes a matéria aprovada a tempo de incluir os valores no próximo carne de IPTU, que na cidade começa a ser distribuído no mês de março.

Em conversas reservadas com os vereadores da cidade, Kiko tem argumentado a importância da Taxa do Lixo para que as contas possam ser fechadas uma vez que a realidade financeira inspira cuidados e com arrecadação em queda. A Taxa, caso seja aprovado, poderá render aos cofres públicos, cifras na casa do R$ 7 milhões de reais que serão utilizados para a coleta de Lixo na cidade.

Deixe uma resposta