Kiko é intimado pela Justiça por falta de documento que comprove seu domicílio eleitoral em Ribeirão Pires.

kiko_especial

Kiko Teixeira, candidato a prefeito em Ribeirão Pires pelo PSB, está sendo intimado pela Justiça Eleitoral para no prazo de 72 horas, apresentar “Certidão da Justiça Estadual de 2º grau do domicilio eleitoral do candidato”.

Na intimação assinada pelo juiz Eleitoral da 183ª Zona Eleitoral de Ribeirão Pires, Walter de Oliveira Júnior consta a irregularidade de documentação incompleta, caso a exigência não seja cumprida Kiko pode ser penalizado com rejeição do seu pedido de registro de candidatura e dessa forma ficar inapto para concorrer nas eleições de outubro.

Segundo ainda o documento, é grafado 65-40.2016.6.26.0183 como sendo o número do processo de pedido de candidatura bem como não consta coincidências na opção do nome “Kiko” e que também não há duplicidade na opção de número.

Kiko é investigado pela Polícia Civil a pedido do Ministério Público Estadual que formulou denúncia  para comprovação de que o candidato cometeu ou não fraude eleitoral. Reportagem investigativa, apresenta farto material como vídeos, fotos e depoimentos de que Kiko tem seu domicílio no bairro de Moema – um dos bens bloqueados pela Justiça no escândalo da CEMED – na capital paulista e que na verdade o imóvel alugado em Ribeirão Pires é utilizada somente para a realização reuniões políticas.

Segue abaixo, cópia da intimação judicial.

intimacaokiko

You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave a Reply