Kiko nomeia ex-presidente expulsa do SINDSERV para gerir recursos do Fundo Especial do Bombeiro.

Foi publicado nesta quarta-feira (11), o decreto nº 6.766 de 03 de outubro de 2017 que dispõe sobre substituição de membros do Conselho Diretor do Fundo Especial do Bombeiro – FEBOM.

Consta na lista de substitutos (ver aqui) o nome da ex-presidente do SINDSERV, Simone Beatriz Miranda da Silva afastada da entidade sob a acusação de ter cometido irregularidades nas contas da entidade sindical. A decisão foi tomada no mês de setembro em reunião geral de diretoria, após problemas nos repasses dos convênios com as farmácias e odontológicos. Segundo consta, a Prefeitura de Ribeirão Pires repassava os valores para o sindicato e o mesmo não depositava às empresas conveniadas.

Segundo a atual presidente do SINDSERV, Dalva Aparecida Rodrigues ainda não é possível traçar números e desvios.

“O caso está sendo analisado pelo Jurídico do sindicato, mas ocorreram irregularidades. A situação do sindicato é delicada, precisamos reduzir custos, e a mudança de sede veio por isso, aqui pagamos bem menos de aluguel”, declarou a sindicalista a um jornal local.

O Fundo Especial do Bombeiro – FEBOM, foi criado pela Lei nº 5364, de 30/11/2009 e tem como finalidade de arrecadar recursos para a aquisição de bens, viaturas, equipamentos, materiais e para cobrir despesas com construções, serviços e pessoal, necessários ao desempenho das atividades do Corpo de Bombeiros do Município de Ribeirão Pires. Suas receitas são constituídas por receitas integralmente arrecadadas pelas taxas especiais de prevenção e extinção de incêndio, previstas em lei, auxílios, subvenções ou doações de instituições públicas e privadas destinadas ao Corpo de Bombeiros de Ribeirão Pires, recursos decorrentes da alienação de bens, viaturas, equipamentos e materiais considerados inservíveis ou obsoletos, quaisquer outras rendas relacionadas com as atividades do Corpo de Bombeiros, juros bancários e rendas de capital proveniente de imobilização ou aplicação de recursos do FEBOM. Os recursos serão geridos pelo Conselho Diretor do Fundo Especial do Bombeiro que tem poderes de decisão sobre a aplicação dos recursos. Clique aqui e leia a íntegra da legislação que criou o FEBOM.

Simone Beatriz e sua reincidência

Simone Beatriz Miranda da Silva foi expulsa do SINDSERV por suspeita de corrupção, o caso está sendo apurado pelo departamento jurídico da entidade sindical

Em 20 de junho de 2017, a 3ª vara do Foro de Ribeirão Pires expediu condenação a Simone Beatriz Miranda da Silva e decretou penhora e avaliação de um veículo para o pagamento de uma dívida no valor de R$ 18.617,18 em favor da Comercial João Afonso Ltda, empresa esta que fornecia cestas básicas para a Associação dos Servidores Públicos Aposentados e Pensionistas da Estância de Ribeirão Pires – ASERP. Ver aqui.

Deixe uma resposta