Kiko se cala diante de Kit de Natal.

O vereador Amigão D’orto através do ofício n° 013/2017 dirigido ao prefeito Kiko Teixeira nesta quarta-feira (13) questiona sobre o Kit de Natal ora proposto pelo executivo.

No documento, o edil justifica a solicitação em função da retirada do Projeto de Lei n° 079/2017 da pauta de votação de sessão extraordinária realizada no dia 04 de dezembro, nenhuma informação foi repassada até o presente momento.

“Protocolei hoje junto ao Prefeito Kiko um ofício cobrando uma definição sobre o pagamento do Kit de Natal. O projeto foi retirado pelo Executivo sob alegação de falta de recursos após a apresentação de uma emenda que atendia a vontade dos funcionários públicos de que o valor de R$ 129 fosse depositado diretamente no Cartão Servidor ao invés de ser destinado ao sindicato para compra de um Kit. Desde então, nenhuma palavra foi dita”, disse Amigão.

A informação sobre o requerimento ao executivo já tomou proporções juntos aos servidores, tanto que o Sindicato dos Professores municipais já divulga o documento em apoio.

Segundo este blog tem acompanhando, a retirada do projeto de Lei, se deu após o sentir rejeição por parte dos vereadores. Segundo a proposta apresentada pelo executivo, era pretendido repassar quase R$ 500 mil reais para o Sindserv comprar os Kit’s de natal. Para saber mais, clique aqui.

Servidores contestam e pedem que os valores sejam creditados no Cartão Servidor. Uma enquete foi realizada na página pessoal do vereador Amigão D’orto, onde maciçamente os participantes opinaram pelo beneficio em espécie uma vez que possibilitaria os mesmos a escolherem os seus itens.

Deixe uma resposta