Kiko será julgado no dia 06 de dezembro pelo STF.

5828909

O Supremo Tribunal Federal confirmou através de divulgação de sua Pauta de Julgamento o dia 06 de dezembro a data para julgar o prefeito eleito de Ribeirão Pires que é acusado de Improbidade Administrativa quando no ano de 2004 exercia a presidência da Câmara de Vereador de Rio Grande da Serra.

O caso se arrasta por 12 anos, onde Kiko já tem condenação em Trânsito e Julgado em 2ª Instância pela Justiça de São Paulo. Kiko garantiu seu registro de candidatura a prefeito graças a Decisão Monocrática concedida pelo Ministro Edson Facchin sob a alegação de cerceamento de defesa o que foi contestado pela Procuradoria Geral do Estado de São Paulo que acusa sua defesa de má fé e enviou ao STF cópia de publicação onde Kiko e seus advogados são intimados para “sustentação oral”.

Caso se confirme a solicitação da Procuradoria Geral da República (PGR) e da Procuradoria Geral do Estado de São Paulo que indicação condenação, Kiko não será diplomado prefeito de Ribeirão Pires, ter seus direitos políticos suspensos, não tomar posse em 1º de janeiro e ser enquadrado como ficha suja.

are916917

Na cidade e no ABC Paulista, criou-se uma grande onda de especulações no cenário político. Aliados de Kiko amenizam a gravidade do caso argumentando de que não há impedimento jurídico para que ele seja diplomado no dia 15 e empossado no dia 1º de janeiro.

A sessão acontecerá no dia 06 de dezembro com início previsto às 14 horas.

You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave a Reply