Kiko Teixeira veta projeto que proíbe alimentar pombo em Ribeirão Pires.

A imagem do inusitado visitante foi capturada nesta sexta-feira (27) por volta das 11:30 horas onde um pombo livremente ciscava alguma sobra de alimento

Após aprovação do Projeto de Lei 037/2017 de autoria do vereador Anselmo Martins (PR) que pretende proibir a alimentação de Pombos em Ribeirão Pires, o prefeito Kiko Teixeira (PSB) vetou a proposta. Na justificativa, o executivo argumenta que:

“O projeto apresentado traz proposta que visa à proibição de alimentação de pombos em espaço público do Município de Ribeirão Pires, sejam; calçadas, praças, parques e logradouros, com aplicação de advertência e apreensão de alimento e recipiente utilizado Apesar da boa intenção do parlamentar municipal, constata-se que o projeto de lei representa uma duplicidade de legislação, visto que a Lei Municipal n° 5.292, de 26 de junho de 2009, que dispõe sobre ações para controle e prevenção de zoonoses, já trata do tema, conforme se observa em seu art. 37: Art. 37. É proibido o acúmulo de lixo, entulho ou outros materiais que propiciem a instalação, a proliferação e a alimentação de roedores, pombos vetores e peçonhentos, seja em áreas públicas ou privadas, excetuando-se as áreas especialmente designadas pela autoridade competente para esse fim”.

O vereador Anselmo contesta a duplicidade. “A lei em vigor traz a proibição de acúmulo de lixo, que pode servir de alimento a diversos animais e trazer doenças, já meu projeto visa coibir a alimentação deliberada e direta aos pombos.”

Anselmo questiona o veto do prefeito e argumenta de que nada é feito na cidade para coibir doenças ocasionadas por pombos

De maneira curiosa, e inédita para quem frequenta o dia-a-dia da Casa de Leis, um pombo surgiu no pátio de estacionamentos, ciscando possíveis restos de comida, demonstrando uma possível reivindicação por alimento e guloseimas.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.