Kiko tem campanha de insegurança jurídica e Justiça pode anular a sua votação.

kikodeferido

Print da página do candidato no “divulgacand” mantida pelo TRE-SP

O candidato do PSB, Kiko Teixeira é o único entre os nove que teve o seu registro deferido com recurso em função de questionamentos na justiça que o acusa de fraude eleitoral por mentir sobre o seu domicílio eleitoral.

Kiko Teixeira conseguiu o registro da candidatura na Justiça Eleitoral em 1ª instância, mas os partidos que pediam a impugnação do registro recorreram e agora, o processo tem até o dia 19 de dezembro para ser julgado e caso Kiko seja condenado a sua votação recebida no dia 02 de outubro será anulada.

Kiko ainda responde a processo no Supremo Tribunal Federal (STF) onde já foi condenado e enquadrado como ficha suja, quando exercia a presidência da Câmara de Rio Grande da Serra por ter gasto acima do limite permitido pela legislação causando graves prejuízos aos cofres do município.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.