Luís Eduardo: Arborização urbana tem apoio de estudantes


A prefeitura através da Secretaria de Meio Ambiente (Sema) e Secretaria de Educação (SME) realizam atividades de cunho socioambiental nas escolas da rede municipal de ensino. Nesta terça-feira, dois de abril, 25 alunos do sexto e sétimo ano da Escola Municipal Onero Costa da Rosa participaram do plantio de 630 mudas de espécies nativas do Cerrado, Tamboril, Aroeira, Chichá, Jatobá, Cajuí, Angico Preto, Copaíba e uma espécie exótica,  Flamboyant. O plantio foi na Avenida Tancredo Neves, porém já foram arborizadas as Avenidas, ACM, Salvador, JK e ainda esta semana será realizado plantio na Avenida Kichiro Murata.

Este projeto é uma continuação de atividades de educação ambiental que estão inseridas na Campanha LEM APP 100% Legal. O Festival de Sementes é uma das vertentes da Campanha. De acordo com a coordenadora pedagógica da Escola Municipal Onero Costa da Rosa, Carine Barros, “ estas mudas foram produzidas dentro da escola com os próprios alunos, a prefeitura disponibilizou sementes e os materiais. Os alunos  construíram um viveiro e temos à disposição da comunidade 2.500 mudas, nossa meta é produzir mais 7.500 para arborizar o bairro Santa  Cruz e a cidade”, diz Carine.

Esta ação está sendo trabalhada também em defesa da qualidade de vida do bairro Santa Cruz, a secretária de Educação Verinha Stresser afirma que “ as escolas do município estão incumbidas de realizar atividades para melhorar o seu bairro, dentro de um planejamento do Projeto Conferência das Cidades”, conferência que consiste em consolidar a parceria entre os governos e a sociedade civil, destaca a secretária em presença no plantio com os alunos na Avenida Tancredo Neves.

Segundo a gerente de planejamento e desenvolvimento ambiental Poliana de Holanda Cavalcante, “ vamos trabalhar com a comunidade, a intenção é fazer trabalhos de sensibilização com os moradores em torno dos canteiros centrais da avenida, para que adotem essas mudas e cuidem delas. A Secretaria de Infraestrutura ajudará, realizando a irrigação no período crítico de déficit hídrico”, diz Poliana.

A vice-diretora da Escola, Núbia Matos, comenta que “o aluno tem a escola como extensão da sua casa, essas ações de sensibilização, são  maneiras do jovem transmitir os valores ambientais no seu bairro para que façam diferença no futuro”.

Os alunos contentes com o plantio batizaram a atividade de Festival das Mudas. A aluna do sexto ano, Ana Vitória,12, gostou de plantar árvores perto da sua casa, “nosso bairro precisa de árvores não temos sombras pra caminhar, ajudei a fazer essas mudas  ano passado, fico feliz em vê-las crescerem” diz aluna que participou do projeto da Sema, Agente Ambiental Mirim no Centro de Educação Ambiental, no Viveiro municipal. (Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães – ASCOM)
You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave a Reply