Luís Eduardo: Parceria com CREA é firmada


O prefeito Humberto Santa Cruz, reuniu-se segunda-feira, 13, com a equipe do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Bahia, (Crea) para tratar de um convênio de mútua cooperação e assuntos de interesse do Conselho. Estiveram presentes o Presidente do Crea, Marco Antônio Amigo, diretor Administrativo, Joseval Carqueja, inspetor chefe, Paulo Gouvêa, os inspetores regionais, Izabel de Paula, Jorge Estabel, o secretário de governo, Carlos Koch, secretário de Agricultura, Renato Faedo, secretário de Planejamento, Carlos Augusto e o secretário de Infraestrutura Waldemar Leite.

Além do convênio foram abordados assuntos relacionados a informações de dados de georreferenciamento, possibilidade de maior velocidade em processos, possível doação de um terreno para o Crea construir a sede própria, trabalhos com instituições de ensino, atividades de interesse social por parte do Crea e  comentários sobre redução de problemas urbanos. O prefeito destacou, “ vamos construir um Plano Diretor Urbano (PDU), para que o município se estruture para os próximos 20 anos, será difícil mas será realizado”.
O presidente do Conselho, Marco Amigo, abordou o início da obras de perfuração de um poço exploratório de gás natural no município. O prefeito relatou que todos os royalties, serão investidos no sistema de educação.  E abordou sobre a Universidade Federal do Oeste (Ufob), principalmente por abranger cursos de Engenharia e Agronegócio.
O convênio foi assinado a noite, 20h, durante a realização do 8º Congresso Estadual de Profissionais do Crea, realizado na Câmara de Vereadores.

A parceria é um auxílio técnico para ambas as partes, no que diz respeito ao intercâmbio de informações. E também a realização de medidas que previnam e evitem o exercício ilegal das profissões da Engenharia, Agronomia, Geologia, Geografia e Meteorologia mediante exigência da apresentação de Anotação de Responsabilidade Técnica (ART), sobre quaisquer planos, projetos ou execução de obras, como pressuposto do fornecimento de suas licenças ou alvarás. O convênio firmado não envolve transferências de recursos financeiros. (Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães – ASCOM)

Deixe uma resposta