Luís Eduardo: Prefeitura terá estande eco-sustentável na Bahia Farm Show

A Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães, cidade anfitriã da maior Feira de Tecnologia Agrícola e Negócios do Norte Nordeste, a Bahia Farm Show, levará para a mostra este ano um novo conceito em estande: o da sustentabilidade 100%. Ele está alinhado às diretrizes assumidas pelo município nas diversas instâncias da administração pública e ilustra a bandeira da recuperação e da conservação de todas as Áreas de Preservação Permanentes (APPs) de seu território, através do Programa APP 100% Legal.

O estande também fomentará à adesão do produtor rural ao Cadastro Estadual Florestal dos Imóveis Rurais (Cefir), do Governo do Estado. A PMLEM é co-realizadora da Bahia Farm Show desde a primeira edição, em 2004. A feira será realizada entre os dias 28 de maio e 1° de junho, no Complexo Bahia Farm Show.
Fabricado em madeira de eucalipto certificada, coberto com telhas de concreto, que dispensam a técnica da queima na fabricação, e mobiliado prioritariamente com móveis feitos a partir da reciclagem de garrafas PET e palha, o estande demandou o plantio prévio de 403 mudas de espécies do cerrado, para compensar as eventuais emissões de carbono. Até mesmo os brindes que serão distribuídos foram feitos de material reciclado, como banners e lonas descartados, que viram objetos úteis nas mãos de costureiras e artesãs do município, capacitadas pela Prefeitura.
Energia solar – A alimentação elétrica do estande durante o dia será garantida de um grande painel fotovoltaico, que aproveita luminosidade solar, um dos atributos abundantes da região e diferencial competitivo para a agricultura. O painel foi trazido da Bélgica especialmente para o estande da PMLEM na feira, como parte de um estudo de viabilidade do uso de placas semelhantes nos prédios públicos.
Educação ambiental – Todas essas particularidades foram agrupadas em um grande tema, “Produzir e Conservar”. Ele reforça a ideia de que a produção agrícola e a conservação ambiental devem andar juntas, para garantir o suprimento da demanda por alimentos e fibras para uma população que cresce em ritmo acelerado, além dos benefícios sócio-econômicos que a atividade agrícola traz para regiões como o cerrado da Bahia.
Para mostrar tudo isso de um jeito atrativo e diferente, a Prefeitura requisitou o  o personagem “Alaor, o Agricultor”, uma criação da jornalista Catarina Guedes (Agripress Comunicação), que já é veterano em eventos como a Fenagro e Agrocafé, e tem atraído atenção pelo Brasil de especialistas em educação, agricultura e meio ambiente. No projeto para a Bahia Farm Show, Alaor se junta a Joaquim, o “Agente Ambiental Mirim”, inspirado em um programa municipal de mesmo nome, para falar sobre a importância do cumprimento da Legislação Ambiental e da adesão do produtor rural ao Cadastro Estadual Florestal de Imóveis Rurais, CEFIR.
A abordagem do tema será transversal, e demandou o envolvimento direto da Secretaria de Meio Ambiente, assim como das secretarias de Agricultura e de Educação. Esta última vai levar para a feira os estudantes da rede pública municipal.
“A estratégia de pôr o foco no estudante se baseia na capacidade de multiplicação de conhecimento de crianças e jovens, e no princípio de que é preciso formar o cidadão do futuro”, diz a secretaria municipal de Meio Ambiente, Fernanda Aguiar.

Mini-fazenda – Para deixar bem claros todos estes princípios, no estande será montada a “Fazenda do Alaor”, uma maquete gigante, que, além de canteiros com algumas das principais culturas da região (soja, milho, algodão e feijão), mostrará aos visitantes o que são as áreas de APP, a Reserva Legal (RL), e como elas devem integrar a unidade produtiva, em conformidade com o Novo Código Florestal e a Legislação Ambiental estadual. (Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães – ASCOM)

You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave a Reply