MEC desliga 14 faculdades baianas de convênio com o Prouni


Por problemas na documentação, o Ministério da Educação (MEC) decidiu suspender  330 instituições de ensino superior do convênio com o Programa Universidade Para Todos (Prouni). Das suspensas, 14 ficam na Bahia. As escolas suspensas são administradas por 266 associações mantenedoras. A justificativa do MEC é que elas não comprovaram regularidade fiscal.

De acordo com o MEC, a decisão não causará prejuízos aos estudantes que já são beneficiados pelo Prouni. A decisão passa a valer para aprovados nas próximas seleções das faculdades. Criado em 2004, o Prouni oferece bolsas totais e parciais para cursos de nível superior.
Algumas das instituições de ensino desvinculadas já estudam apresentar recurso. Outras não querem recorrer da decisão do MEC, como a Faculdade São Bento. Segundo a coordenadora geral acadêmica e de pesquisa da Faculdade São Bento, Alícia Lose, por se tratar de uma instituição confessional (religiosa) e sem fins lucrativos, a instituição já é isenta dos impostos que o Prouni apresenta como benefício. Para obter informações sobre o que é o Prouni e seus critérios clique aqui.

Confira a lista das faculdades: Unibahia, Mosteiro de São Bento, FTC, Faculdade da Cidade, Faculdade São Salvador, Fundação 2 de Julho, Sociedade de Apoio à Educação, Ciência e Tecnologia do Estado da Bahia, Unidades de Ensino Superior do Sertão da Bahia , Sociedade Cultural e Educacional da Bahia, Associação Educacional Unyahna, Sociedade de Ensino Superior do Nordeste da Bahia, Faculdade do Sertão Baiano, Centro Educacional do Sul da Bahia, Instituto de Ensino Superior de Candeias.

Deixe uma resposta