Médicos de Barreiras fazem paralisação e protesto

Os médicos de Barreiras aderiram ontem (23/jul) ao dia nacional de paralisação nos atendimentos da rede pública e privada, incluindo os planos de saúde, exceto as urgências e emergências. Os médicos se reuniram em frente à sede da Delegacia Regional do CREMEB como forma de protesto contra as recentes medidas do governo federal, que através do Programa Mais Médicos prevê a criação de 11,5 mil novas vagas do curso de Medicina e 12 mil de residência em todo o País, além do aprimoramento da formação médica, com a inclusão de um ciclo de dois anos na graduação em que os estudantes deverão atuar no Sistema Único de Saúde (SUS). (Da Redação, com informações e foto do Jornal Nova Fronteira)
You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave a Reply