Oeste da Bahia se reúne para estruturar a cadeia da piscicultura na região

Blog Oeste Global com AIBA – Prefeitos, vice-prefeitos, secretários de agricultura do Oeste da Bahia e representantes da Bahia Pesca participaram, na última quinta-feira (22/ago), em Barreiras, de uma reunião preparatória para a realização do Seminário de Fomento a Aquicultura e Pesca no Oeste da Bahia. O evento será realizado entre os dias 26 e 27 de setembro com o objetivo de levantar demandas da região e estruturar a cadeia produtiva local.
Estiveram presentes prefeitos, vice-prefeitos e secretários da Agricultura dos municípios de Barreiras, Luís Eduardo Magalhães, Formosa do Rio Preto, Cotegipe, Cristópolis, Baianópolis, Wanderley, Riachão das Neves, Formosa do Rio Preto, Angical, Mansidão, Santa Rita, Barra e São Desidério. Todos foram unânimes em pedir o empenho da Bahia Pesca no desenvolvimento do potencial hídrico da região, movimentando a economia dos municípios e gerando renda para o pequeno produtor.
Segundo Eduardo Rodrigues, assessor de projetos especiais da Bahia Pesca, atualmente, o Oeste da Bahia possui uma área de produção de 140 hectares com produção anual de 700 toneladas, o que corresponde a 3200 kg/ha/ano. Com a implantação de duas unidades da Bahia Pesca na região, a intensão é ampliar a área de produção para mil hectares, alavancando a produção anual para 8 mil toneladas, ou seja, 6.200kg/ha/ano. “A Bahia Pesca esteve ausente da região por cerca de 20 anos. Reconhecemos isso e queremos mudar esse quadro, voltando a valorizar a área, que é cortada por importantes rios e tem um potencial hídrico enorme.”, disse Rodrigues.
O Seminário de Fomento a Aquicultura e Pesca no Oeste da Bahia será dividido em duas partes: a teórica, ministrada em Luís Eduardo Magalhães, e a prática, em Barreiras. O evento é uma articulação da Seagri, através da Bahia Pesca; Codevasf, UMOB, Aiba e do deputado estadual Cacá Leão e deputado federal João Leão.

Deixe uma resposta