Ônibus de Lula na Caravana é atingido por tiros.

Ônibus que integram a comitiva do ex-presidente Lula na caravana do Sul foram atingidos por tiro nesta terça-feira 27. A Polícia Militar foi contactada para realizar perícia sobre as marcas. Não houve feridos. O ônibus chegou no início da noite no campus da Universidade Federal da Fronteira Sul na cidade de Laranjeira do Sul, no Paraná. Trata-se de uma tentativa de atentado contra Lula.

A informação foi publicada inicialmente pelo site Brasil de Fato nas redes sociais. A página noticiou ainda que também foram colocados pregos na estrada para furar os pneus dos ônibus da caravana. Segundo apuração, dois tiros atingiram o segundo ônibus e dois, o terceiro veículo. Nenhum atingiu o primeiro ônibus.

Lula sobre agressores: Eles têm é medo que eu ganhe no 1º turno

Recebido por uma multidão nesta terça-feira 27 em Quedas do Iguaçu, no Paraná, o ex-presidente Lula comentou as agressões de grupos fascistas contra o ônibus de sua caravana na região Sul. “Ontem em Francisco Beltrão (PR), colocaram fogo em pneus pra gente não passar. É essa gente que diz defender a paz, que se enrola na bandeira do Brasil pra dizer que são democráticos”, discursou.

“Agora olha a sem-vergonhice. Eles compram ovos pra jogar na gente, mas não paga decentemente a empregada na casa deles”, criticou. “Seria muito mais digno doar esse ovo para quem tem fome. Ou até pra gente da caravana fazer um omeletinho”, completou.

Para Lula, os agressores buscam, com os atos, te tirar da disputa para que ele não vença no primeiro turno. “Eles querem me tirar da disputa porque sabem que se eu for candidato, posso ganhar no primeiro turno”. “Estou indignado porque eles estão criando um processo de mentiras para evitar que o @LulapeloBrasil seja candidato”, acrescentou.

O ex-presidente lembrou de ações de seu governo que beneficiaram produtores rurais. “Eu visitei pequenos produtores que estão vendendo leite a preço menor que o preço de custo. Como o governo pode deixar que um produtor fique refém do mercado assim? Foi por isso que fizemos políticas públicas como o PAA, que protegiam o pequeno produtor”, destacou.

E fez uma promessa importante: “Chega do povo pobre pagar por atos de irresponsabilidade que não foi ele que cometeu. Quando eu virar presidente, quem ganhar menos de 5 salários mínimos não vai pagar imposto de renda”.

Clique aqui e assista a íntegra do discurso no Facebook

Deixe uma resposta