Prefeito de Ribeirão Pires fecha a Casa do Hip Hop e deixa integrantes indignados.

Integrantes do Fórum do Hip Hop de Ribeirão divulgaram nesta quinta-feira (24), manifesto onde contestam a decisão da Prefeitura Municipal em extinguir a Casa do Hip Hop.

Segue abaixo a íntegra do manifesto (sem revisões)

Prefeito de Ribeirão Pires Adler KIKO fecha Casa do Hip Hop

Por: Comissão Executiva Fórum do Hip Hop de Ribeirão Pires

Na quarta feira do dia 22 de agosto de 2017, em Reunião entre o Fórum do Hip Hop de Ribeirão Pires e representantes da Prefeitura Municipal. O Poder Público nesta agenda representada pela Secretaria de Participação, Acessibilidade e Inclusão Social que tem sob o comando da Pasta a Professora Elza Carlos (Elzinha), informou a todos que a Prefeitura de Ribeirão Pires irá extinguir o Projeto da Casa do Hip Hop, e o local que foi uma conquista de luta deste movimento por mais de 15 anos, se tornará apenas Casa da Juventude, e que a decisão do Prefeito Adler Kiko é final e irrevogável.

O que surpreende este comunicado final são as inúmeras contradições de fala e postura do Prefeito KIKO bem como os encaminhamentos dados pela Secretaria referida sobre os motivos que levaram a tal decisão. O Prefeito disse querer suprimir o Projeto da Casa do Hip Hop para criar outra iniciativa para abrigar outras linguagens e movimentos.

O que cria estranheza a todos, é o fato do Prefeito excluir a participação de um movimento com a justificativa que isso é condição para incluir outros, sendo que atuação do Hip Hop é legitima, existente e atuante na cidade a mais de 20 anos. A pouco mais de 60 dias o Prefeito havia orientado a Secretaria a fazer uma reunião com as lideranças do hip hop e demais interessados, buscando assim um diálogo e alternativas convergentes para as partes, mas isso não ocorreu de forma que a decisão de fechar a Casa do Hip Hop foi unilateral pelo chefe do executivo.

Tirar apenas o termo HIP HOP da nomenclatura mantendo CASA DA JUVENTUDE (o nome anterior era Casa do Hip Hop e Juventude), deixa em evidencia que a atual gestão apenas quer excluir o hip hop por motivos de preconceito e desconhecimento sobre o que o movimento e o Projeto Casa do Hip Hop representa em termos sociais, culturais e de política pública.

A Casa do Hip Hop foi inaugurada em 18 de março de 2012 na Gestão Clóvis Volpi, teve sua continuidade na gestão Saulo Benevides, e será extinta na gestão Adler Kiko.Quanto ao Movimento Hip Hop da Cidade de Ribeirão Pires, fica o registro de repúdio quando a decisão da atual Prefeitura, e a certeza que o Hip Hop continuará sua incansável atuação, pois o Movimento é ativo e assim sempre foi de forma permanente, ao contrário dos governos que estão apenas de passagem.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.