Prefeito Saulo Benevides é cobrado em rede nacional por descumprir ordem judicial.

capture-20160307-190126

O prefeito de Ribeirão Pires, Saulo Benevides e sua administração protagonizaram mais um escândalo na manhã desta segunda-feira (07) onde ao vivo no Programa hoje em dia, foi cobrado pelo apresentador pela falta de fornecimento de remédios e insumos para Flávia Nunes Silva para que a mesma possa realizar seu tratamento de diabetes tipo 1 descumprindo ordem judicial.

Saulo ao vivo por telefone reconheceu o atraso de pagamento junto a fornecedores e garantiu que o problema da paciente estará resolvido até a próxima segunda-feira (14) ao mesmo tempo em que reconheceu que deve para outros tantos fornecedores. “Celso, nós não estamos devendo só pra ele, estamos devendo pra muito fornecedores”, disse Saulo Benevides.

Em resposta, o entrevistador Celso Russomano que também é deputado Federal disse que “o caso dela é grave ela pode entrar em coma… o secretário e o prefeito vão responder criminalmente… uma pessoa quando se dispõe a administrar uma cidade, o mesmo deve se virar e priorizar saúde e educação. Vire-se! Se vire!”, bradou Russomano.

Na justiça acumulam-se liminares de munícipes em busca de garantias de atendimentos e fornecimento de remédios e atendimentos em domicilio.

No período da tarde, o Paço divulgou nota oficial à imprensa rebatendo acusações feitas no programa. Entre os tópicos, foram abordadas as dificuldades para manter fornecimento do insumo utilizado por Flávia com a justificativa de que o produto é produzido apenas por uma empresa no Brasil. O Executivo informou ainda que foi aberta licitação para aquisição de novos equipamentos para atender outros munícipes e adquirir insumos necessários para utilização do método. Entretanto, nenhuma empresa se apresentou interessada e a licitação deu deserta, ou seja, a Administração tem precedentes para contratar empresa sem licitação desde que demonstre motivadamente existir prejuízo na realização de uma nova licitação e desde que sejam mantidas todas as condições preestabelecidas em edital.

Assista o vídeo abaixo:

Reportagem repercute na Câmara de Vereadores

divaflavia

Boa parte dos vereadores se pronunciou sobre o assunto na sessão dessa segunda-feira (07). De posse de documento que aprovou a criação de uma Comissão Especial de Inquérito (CEI) o vereador Renato Foresto se dizia indignado. “Lamentavelmente, nós vereadores dessa Casa aprovamos a criação de uma CEI para investigar possíveis desvios na saúde do município. Falta apenas o presidente nomear os integrantes. Acredito que se estivéssemos investigando muitos dos problemas já estariam resolvidos”, disse Foresto.

A vereadora Diva do Posto, uma das vozes mais fortes da oposição, disse ter se encontrado com Flávia e pode sentir a carência dos medicamentos. “Atuo muitos anos no setor da saúde, e nunca vi tamanha crise na área! Estamos juntamente com outras pessoas organizando um bingo beneficente no dia 26 de março no Kay Kan para arrecadar recursos para custear parte do tratamento da Flávia. Peço que quem puder, que compre ao menos uma cartela como forma de colaboração”, disse a vereadora Diva do Posto.

You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave a Reply