Prefeitura de Ribeirão em crise financeira, encontra dificuldades para honrar salários e 13º.

Após uma série de questionamentos feitos por servidores de Ribeirão Pires, temerosos sobre comentários de que a prefeitura poderia dar o calote no pagamento dos salários do mês de dezembro que vencem no próximo dia 31 e sobre o 13º salário que deverá ser pago no próximo dia 20, o Repórter ABC/Caso de Política entrou em contato com o prefeito Saulo Benevides que admitiu as dificuldades.

Segundo o alcaide “a prefeitura aguarda os repasses por parte do governo Federal. Estamos passando por certa dificuldade em função da queda na arrecadação mas estamos priorizando os serviços essenciais e contínuos”, disse.

Fontes nos repassam que com relação ao 13º salário, “a metade dos 50% já está garantida e disponível, mas a dúvida está sobre os salários”.

Entre os servidores, o receio se baseia do fato de que o dia 31 de dezembro (prazo limite para o depósito dos salários) cair num sábado e o próximo dia útil ser 02 de janeiro, data em que a administração municipal deverá estar sob novo comando.

Procurada a direção do Sineduc, a entidade sindical que representa trabalhadores municipais, disse que: “essas questões de salário dos servidores e verbas indenizatórias comprometem a sobrevivência de famílias. Esperamos que tudo se resolva para que a situação não prejudique os trabalhadores e também a economia local”.

You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave a Reply