Prefeitura quer repassar R$ 500.000,00 para Sindserv comprar Kit Natalino para servidores.

Conforme ata de reunião ocorrida no último dia 22 de novembro, entre o executivo municipal e o Sindserv, o executivo municipal se colocou favorável a repasse de aproximadamente R$ 500.000,00 para o Sindserv comprar Kit Natalino para distribuição aos trabalhadores do município.

Segundo o documento impresso com timbre oficial da Prefeitura de Ribeirão Pires e assinado pelo prefeito Kiko Teixeira, pelo secretário de Administração Adriano Dias Campos e pela presidente do Sindserv, Dalva Aparecida da Silva Rodrigues, quanto ao kit Natalino “foi dito pelo senhor prefeito que será possível atender a reivindicação, autorizando o sindicato a apresentar o que for necessário para celebração para que todos servidores sejam agraciados.

Presidente da Câmara é contra repasse para o Sindserv, “o melhor seria dar credito no Cartão Servidor e deixar o trabalhador escolher o que comprar”

Em consulta feita ao presidente da Câmara de vereadores, Rubão Fernandes, o mesmo disse que a atitude do prefeito em conceder este benefício aos servidores merece todo o respeito mas rechaçou a possibilidade de repasses de verba pública ao Sindserv.

“Este projeto será votado na próxima segunda-feira (04) na Câmara em sessão extraordinária e caso venha com repasses para o sindicato será reprovado.”

Segundo ainda o Presidente Rubão uma emenda alternativa será apresentada na Casa de Leis. “Vamos apresentar alteração indicando para que os valores sejam creditados no Cartão Servidor para que os servidores tenham a opção de escolha quais os itens desejam comprar. O projeto conforme deseja o executivo não passa uma vez que a maioria dos vereadores já se posicionaram contrários”, justificou.

O Sindserv trás consigo uma série de antecedentes negativos no tocante aos convênios assinados com o executivo municipal. A entidade em 20 de junho de 2017 foi condenada pela 3ª vara do Foro de Ribeirão Pires  e decretou penhora de um veículo para o pagamento de uma dívida no valor de R$ 18.617,18 em favor da Comercial João Afonso Ltda, empresa esta que fornecia cestas básicas. (ver aqui)

Pesa ainda sobre o Sindserv, onde através de convênio assinado com a prefeitura, o fornecimento de cesta básica com produtos de baixa qualidade e mais recentemente repasses feitos pela prefeitura para pagamento dos convênios com farmácias e assistência odontológica foram desviados o que levou a expulsão de Simone Beatriz, aliada de primeira hora da atual presidente Dalva Aparecida. (ver aqui)

O crédito dos valores no Cartão Servidor é defendido pelo Sindicato dos Professores – SINEDUC.

  1. Edsongepeto4i247071 disse:

    Boa rubao ..queremos repasse no cartão servidor .

  2. Queremos o crédito no cartão servidor

  3. Sarah Moraes disse:

    Não há finalidade alguma repassar o recurso para o Sindicato para que chegue ao servidor uma vez que este processo pode ocorrer via direta no cartão servidor; sem intermediários.

Deixe uma resposta